28.12.2018
* PJ Leu: Vox! ♥

Ei, Gente! Vamos para a última resenha do ano? :) Com vocês: Vox, da autora Christina Dalcher. O livro, publicado pela Editora Arqueiro (parceira do blog), é uma história onde as mulheres só têm direito a 100 palavras por dia. Sem muito spoiler, segue o que eu achei dessa leitura tensa, mas bem necessária. 

PJ Leu - VoxLivro: Vox| Editora: Arqueiro | Autora: Christina Dalcher 
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: três livros!

Sinopse: O governo americano decreta que as mulheres só podem falar 100 palavras por dia. A Dra. Jean McClellan está em negação. Ela não acredita que isso esteja acontecendo! Mas esse é apenas o começo… Em pouco tempo, as mulheres também são impedidas de trabalhar e os professores não ensinam mais as meninas a ler e escrever. Antes, cada pessoa falava, em média, 16 mil palavras por dia, mas agora tudo mudou e em poucas palavras o público feminino pode se expressar. Mas não é o fim! Lutando por si mesma, sua filha e todas as outras mulheres que foram silenciadas, Jean vai reivindicar sua voz!

Minha opinião: Assim que contaram no encontro dos blogueiros lá na Bienal desse ano sobre essa história, fiquei mega curiosa para embarcar. Afinal, imagina isso? 100 palavras por dia! Não poder trabalhar, estudar, escrever, expressar o que você deseja. Porque não é apenas a nossa voz que é calada, é tudo, sabem? Foi uma leitura bem tensa e intensa. Bateu um medo! Não sei se chega a acontecer igualzinho, mas mesmo assim bate um alerta bem grande, ainda mais como anda a nossa política. Mas espero do fundo do coração, que nem de longe isso aconteça. Nem nada parecido!

No mais, confesso que o começo me prendeu mais. Como o decorrer da leitura foi para um lado mais ficção científica (pelo menos entendi assim hehehe), fiquei meio perdida em várias partes. Gostei de diversas atitudes da Jean e como ela não se exime de culpa, sabem? Aliás, me identifiquei em alguns momentos. Mas acho que tudo é o amadurecimento, vivenciar tal coisa. Aliás, nessa história ninguém sai ganhando. Todo mundo perde. Inclusive os homens e fiquei feliz que muitos personagens masculinos lutaram pela voz das mulheres! Palma para eles. Tirando a Jean, sua filha, eles foram os meus preferidos. E não odiei o Patrick, nem Steven.

Essa história desperta um pouco de raiva e faz com que a gente não queira se calar. Mas nada de disseminar o ódio por aí! Lutar pelo nosso, mas sem desrespeitar ninguém. Enfim, não foi o meu livro favorito do ano, até porque amo um romance (que aliás têm, na medida certa), chick-lit e afins, mas sem dúvida é um livro mega necessário. Ainda mais com as últimas notícias e tal. É uma leitura bem oportuna. Por isso, indico! ;-)

Quem já leu, conta o que achou. Mas sem spoiler, ok?

Beijos, Carol.

Para ler: PJ Leu – Coragem!

Fan Page ♥ Instagram  


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019