05.07.2018
* PJ Leu: A sutil arte de ligar o f*da-se! ♥

Ei, Gente! E hoje vai rolar mais uma dica literária: A sutil arte de ligar o foda-se, do autor Mark Manson. Esse livro, que foi publicado pela Intrínseca, é uma ótima leitura para quem deseja levar uma vida melhor. Enfim, vamos lá? Boa resenha! ;-)

PJ Leu - A sutil arte de ligar o fodaseLivro: A sutil arte de ligar o foda-se| Editora: Intrínseca | Autor: Mark Manson
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: três livros!

Sinopse: Depois de décadas ouvindo que o segredo para uma vida feliz é pensar positivo, chegou a hora de tentar um caminho que parece ir contra tudo o que você já leu. Que tal experimentar um novo olhar, mais coerente com a realidade e consciente de seus limites? Não espere milagres, mas esta sutil arte pode iluminar o seu caminho, se você estiver disposto a isso. Porque o verdadeiro segredo não é fazer uma limonada com os limões que a vida nos dá, mas conviver numa boa com a úlcera no estômago que vem em seguida.

Sabemos que somos cheios de falhas e limitações, mas não adianta fingir não vê-las. O melhor é reconhecê-las e aprender a aceitá-las. Uma vez que abraçamos nossos medos, defeitos e incertezas, uma vez que paramos de fugir e começamos a confrontar as verdades mais dolorosas, nos abrimos para encontrar coragem, perseverança e e entusiasmo.

Um livro que é o primeiro passo para descobrirmos o que realmente importa em sua vida e o resto, a gente já sabe: f*da-se.

Minha opinião: Quando eu comprei esse livro, esperava uma coisa totalmente diferente. Um título desses me dá ideia de que vou aprender muito e rir na mesma intensidade. Aprendi, mas não foi um livro divertido que imaginei, pelo contrário: demorei para terminar. Então, menos um pontinho para o nome, que, na minha humilde opinião, não bate muito com o conteúdo. Mas, calma, isso não significa que eu detestei, ok? É uma leitura repleta de lições valiosas, que fazem a gente querer encarar a vida de uma outra maneira. Mas de uma forma mais realista, sem tapar o sol com a peneira. É um livro que dá uns tapas necessários na nossa cara!

Dentre tantas anotações para praticar, duas eu quero levar para a vida: a primeira é sobre culpa e responsabilidade. Por exemplo, uma doença pegou você de surpresa? Provavelmente, a culpa não é sua, mas a responsabilidade pertence totalmente a você! Ou seja, você é responsável pela forma que decidir encarar essa situação. É meio lógico, mas lendo isso nesse livro, bateu de um jeito diferente, sabem? E a outra: sabe aquela mania da gente esperar a tal da inspiração para fazer tal coisa? Mark nos mostra que não precisa funcionar assim. Muitas vezes, você deseja escrever um livro, porém, nunca está inspirado. Mas sabe qual é a melhor atitude? Pegar o computador e começar a escrever.  Resumindo: não espere a inspiração chegar para agir. Faça o oposto e pronto!

Enfim, por mais que não seja uma leitura divertida, vale a pena. Destaque para o capítulo que fala sobre a morte de um amigo, que acredito que seja do autor mesmo (agora não lembro desse detalhe) e algumas páginas que mencionam uma rica história de Pablo Picasso. No mais: já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Procurando Gobi

Fan Page ♥ Instagram  


2

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018