30.01.2018
* Top 5: Marian Keyes! ♥

Ei, Gente! :) O “top 5” da semana é de uma autora mega queridinha por muitos: Marian Keyes, que escreveu o clássico “Melancia“, entre outras histórias que caem como uma luva para quem ama chick-lit. Então, se você ama esse tipo de leitura ou está em busca de livros assim, esse post é para você. Vamos lá? 

Top 5 - Marian KeyesCrédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Casório (Bertrand Brasil) 
Sinopse: Lucy Sullivan, de 26 anos, vai se casar. Ela que divide o apartamento com as amigas, não tem dúvidas de que, dentro de poucos meses, estará entrando na igreja durante uma linda cerimônia. Só falta um pequeno detalhe: o noivo! Mas Lucy, que nem ao menos tem um namorado e nunca foi muito bem-sucedida no amor, confia piamente nas previsões de sua cartomante e iniciará uma busca incessante (e hilariante) por um bom partido: ele só precisa ser bonito, inteligente e não lembrar em nada o seu pai.

Minha opinião: Sabe aquela leitura divertida e que te prende? É essa! Foi o meu primeiro contato com a autora e eu amei. Infelizmente, na época que eu li, nem escrevia resenha para o blog e acho que nem tinha o blog ainda. Mas se quiserem resenha por aqui, me avisem! ;-)

2. Um Bestseller para chamar de meu (Bertrand Brasil)
Sinopse: Um livro que fala sobre os bastidores do mundo do livro de forma divertida e reviravoltas inesperadas. Jojo é a personagem focada, com olhos bem atentos às nuvens para não errar o plano de voo, mas como nada é perfeito… ela acaba se apaixonando por um dos seus chefes; justamente o casado. Lily Wright ainda está colhendo os frutos de seu romance de estréia. Contudo, seu segundo livro parece que se nega a sair de sua cabeça, e o prazo de entrega… vai para o espaço. Acontece que Lily ouviu os conselhos do ‘amor da sua vida’ e gastou quase todo dinheiro na compra de uma casa. E agora? Para completar, tem Gemma Hogan, que é organizadora de eventos, era a melhor amiga de Lily, até se apaixonar pelo amor da sua vida, que coincidentemente (ou não) é o mesmo do de sua melhor amiga. Gemma cuida da mãe recém-abandonada pelo marido e leva uma vida social sem grandes emoções. Gemma e Jojo acabam trabalhando juntas.

Minha opinião: Foi o meu segundo contato com a autora e apesar de ter gostado bastante, achei que a autora enrolou um pouco no decorrer da história. Mas o livro traz um monte de lições e deliciosas risadas sobre os bastidores literários, amizade e muito mais. Marcou uma das melhores viagens e se alguém quiser resenha mais completa, é só me falar também. ;-)

3. Melancia (Bertrand Brasil)
Sinopse: 
Claire tinha tudo o que sempre quis na vida: um marido que ela idolatrava, um ótimo apartamento, um bom emprego. Mas, no que seria uma data muito especial em sua vida, o dia do nascimento da sua filha, James anuncia que a está deixando por uma vizinha com quem tem um caso há mais de seis meses. Com o coração partido, uma bebê recém-nascida e um corpo pós-parto para o qual ela mal consegue olhar, ela decide ir para a casa dos pais, em Dublin. Lá, recebendo os cuidados de sua excêntrica família, Claire avalia os prós e contras de um casamento de três anos e começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. Até que o ex-marido reaparece, forçando-a a tomar uma decisão, que, de uma maneira ou de outra, mudará sua vida mais uma vez.

Observação da Pequena: Eu comecei a ler, mas abandonei… Porém, acho que quando tentei embarcar, não era o momento certo, sabem? (vocês também passam por isso??) Então, esse livro está na minha listinha de metas literárias para esse ano. Afinal, é um clássico da autora, né? ;-)

4. Sushi (Bertrand Brasil)
Sinopse: Lisa Edwards, a durona e sofisticada editora de revistas, acha que sua vida acabou, quando descobre que seu novo emprego ‘fabuloso’ não passa de uma ordem de deportação para a Irlanda, com a missão de lançar a revista Garota. Ashling Kennedy, a editora assistente da Garota, também tem seus problemas. É a Rainha da Ansiedade, e não é de hoje que sente que algo não está cem por cento na sua vida. E não só porque o que lhe sobra são bolsas, falta em cintura e namorado – mas porque, no fundo, no fundo, falta algo mais, como aquele pontinho minúsculo que fica na tela quando a gente desliga a TV à noite. Conhecida como ‘Princesa’, a vida sempre deu a Clodagh tudo que queria. Ao lado de seu príncipe e dois filhinhos encantadores, ela vive um conto de fadas doméstico em seu castelo. Mas então, por que será que nos últimos tempos anda sentindo vontade – e não pela primeira vez – de beijar um sapo?

Observação da Pequena: Sempre quando vou na pilha da Marian Keyes, esse livro me chama a atenção.  Me lembrou um pouco o último romance da Sophie Kinsella: Minha vida não tão perfeita. Então, também está na minha listinha! ;-)

5. Férias (Bertrand Brasil)
Sinopse: Rachel Walsh tem 27 anos, calça 40, namora Luke Costello, um homem que usa calças de couro justas. E é amiga – pode-se mesmo dizer muy amiga – de drogas. Até que a sua vida vai para o Claustro – a versão irlandesa da Clínica Betty Ford. Ela fica uma fera. Afinal, não é magra o bastante para ser uma toxicômana, certo? Mas, olhando para o lado positivo das coisas, esses centros de reabilitação são cheios de banheiras de hidromassagem, academia e artistas semifissurados (ao menos ela assim ouviu dizer). De mais a mais, bem que já está mesmo na hora de tirar umas férias. Rachel encontra mais homens de meia-idade usando suéteres marrons e sessões de terapia em grupo do que poderia supor a sua vã filosofia. E o pior é que parecem esperar que ela entre no esquema! Mas quem quer abrir as janelas da alma, quando a vista está longe de ser espetacular? Cheia de dor-de-cotovelo, ela busca salvação em Chris, um Homem com um Passado. Um homem que pode dar mais trabalho do que vale… Rachel é levada da dependência química para o terreno desconhecido da maturidade, passando por uma ou duas histórias de amor.

Observação da Pequena: Tenho uma amiga que fala tão bem desse livro, que sempre quando esbarro com ele nas livrarias da vida, anoto na minha listinha mental de próximas leituras.

***

É isso, pessoal. Claro, que se tratando da Marian Keyes, a lista de livros é imensa. Confesso, que meu único pé atrás é que acho que ela não vai direto ao ponto e enrola um pouco. Mas talvez eu tenha que parar de julgar esse ponto e apenas me divertir com essas três histórias que ainda não embarquei. Ah! E me contem: qual é o top 5 de vocês da autora? 

Beijos, Carol.

Para ler: Top 5 – Julia Quinn 

Fan Page ♥ Instagram


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018