02.11.2015
* PJ News Novembro: vem, verão! ♥

Para o post do dia, selecionei alguns lançamentos do mês!  Não sou muito fã do verão, mas por incrível que pareça a maioria dos itens selecionados tem a ver com a estação mais quente do ano. Algumas coisinhas não são tão novidades assim, porém só rolou o desejo de ter agora hahaha. Ah! Outras eu não sei quando a marca vai começar a vender, mas já coloquei na minha listinha. Agora chega de conversa! Com vocês, as novidades de novembro! ;-)

PJ - PJ News - NovembroCrédito da montagem: Pequena Jornalista / Crédito das fotos: 1. Instagram Garotas Estúpidas, 2. Instagram Papel Craft, 3. Instagram Tapí, 4. Instagram The Beauty Box, 5. Instagram QDB, 6. Instagram Record e 7. Site Adoro Cinema. 

Apaixonada por essas havainas do Snoopy e sua turma.  Louca para chegar o próximo ano e ver milhões de coisas dele nas lojas, já que o filme estreia em janeiro de 2016. Também achei fofas essas bolsinhas para levar lanches saudáveis para o trabalho (ou para praia, né?). Estou querendo há um tempinho uma bolsa e fiquei de olho nesses modelos da Papel Craft. Só não sei se levo muito jeito para colorir uma bolsa hahaha. ;-) Já contei aqui no blog que amo a tapioca da Tapí, né? O pessoal desse truck sempre marca presença nos eventos daqui do Rio. Aí ontem vi a foto da ecobag deles e fiquei desejando. Perguntei no Insta deles e me responderam que em breve vão vender nos eventos de food truck. Uhul \o/! Sobre as escovas “tangle teezer“: nunca usei, mas agora rolou interesse. Esses são os novos modelos disponíveis na The Beauty Box. Não danifica o cabelo e o tamanho “mini” é muito amor. O preço acho que é padrão (custa R$ 59,90), mas se alguém souber de algum lugar que seja mais em conta, me fala nos comentários! E quanto à máscara de cílios da “Quem Disse Berenice?”, achei linda a embalagem. Segundo a marca, o produto deixa os cílios longos, definidos e dura até 10 horas! Alguém já usou? Conta aí nos comentários!!

Claro que nesse post não poderia faltar: livro e filme! Comprei semana passada o livro “Doce Perdão”, da autora Lori Nelson Spielman (que escreveu “A Lista de Brett”). Ansiosa para embarcar nessa leitura. É da Verus Editora e conta a história da Hannah, uma apresentadora de TV e namorado do prefeito da cidade. Sua vida parece um mar de flores, mas quando recebe duas pequenas pedras tudo muda. Quanto ao filme, escolhi esse “Já estou com saudades“, com a Drew Barrymore. A estreia é dia 19 e conta a história das melhores amigas de infância: Milly e Jess.  A primeira descobre que vai ter de enfrentar um câncer de mama e a segunda finalmente consegue engravidar. Imagino que seja triste, mas esse tipo de filme sempre está repleto de lições valiosas. 

Agora eu quero saber: o que tem na sua lista de desejos que é lançamento desse mês? Conta aí! ;-)
Beijocas, Carol.


7
27.10.2015
* Julianices e Carolices: Top 5 – Mini-guia de etiqueta em livrarias! ♥

Oi, pessoas! Hoje é terça-feira e olha eu aqui de novo no cantinho da Carol. No próximo dia 29 (quinta-feira), é comemorado o Dia Nacional do Livro, por isso o nosso Top 5 de hoje será sobre dicas de comportamento em livrarias. Sim! Etiqueta em livraria é tudo nessa vida. ;-)

1. Mantenha o controle

Julianices - 1
*Crédito da foto: aqui.

Sim, eu sei o que é ser viciada em livros e como é ter/comprar mais livros do que se é capaz de ler, mas entrar na livraria gritando e correndo para pegar aquele exemplar m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o que acabou de ser lançado, pode atrapalhar alguém que esteja lendo em um daqueles “sofazinhos” confortáveis. Essa é a única preocupação? Sim! De resto, tenho certeza que todos os que estão lá dentro são iguais a você!

2. Um livro de cada vez

Julianices - 2
*Crédito da foto: aqui.

Calma, não estou dizendo para você comprar um livro por vez, estou dizendo para pegar um livro por vez, não adianta sair abraçando o estande para pegar o máximo que conseguir, eles podem cair e se machucar. A melhor maneira é empilha-los um por um nos seus braços, até os olhos, por favor! Se a pilha passar a linha da visão, como você vai andar?

3. Vá acompanhado

Julianices - 3
*Crédito da foto: aqui.

O item anterior nos traz a este. Nem todo mundo que está em uma livraria pretende fazer amizades sinceras. Eu mesma não gosto nem de conversar quando estou em uma livraria, mas se acontecer o que está escrito no item 2 e você queira levar mais livros do que seu braço pode aguentar, é bom ter um amigo por perto, pelo menos para te ajudar a carregar os livros até o caixa!

4. Não entre com comida

Julianices - 4
*Crédito da foto: aqui.

Gente, pelo amor de Deus! Se você entra com comida em uma livraria, você não tem carinho nenhum com quem te ama! Se entrar mesmo assim, CUIDADO! Não vai deixar cair gergelim de Bigmac ou babar Frappuccino do Starbucks nos livrinhos… Mais amor!

5. Ignore pessoas que te perguntarem onde fica a parte de jogos

Julianices - 5
*Crédito da foto: aqui.

Eu não entendo por que é que muitas livrarias agora vendem coisas eletrônicas, jogos de videogame, computadores e até celular! Sério! Por quê? Se ela entra em uma livraria para comprar jogos, ela merece ser ignorada.

Espero que tenham gostado das dicas. Lembrando que essa coluna é apenas uma forma divertida de ver as coisas! :)

Beijos, Juju.

**

Amei o “Julianices” da semana!  Quem vai numa livraria para comprar jogos? hahaha! E a dica do amigo, vou aderir. =D
Quer saber mais sobre a coluna “Julianices e Carolices“? Clique aqui. Ah! Semana passada rolou a minha primeira listinha no blog da Juju. Corre lá, gente: texto “Carolices”.

Beijos, Carol.


1
26.10.2015
* Outubro Rosa: Livro Coisas pra fazer antes dos 30! ♥

Para apoiar o lindo movimento “Outubro Rosa“, que tem por objetivo mostrar a importância do diagnóstico precoce, resolvi falar sobre um dos meus livros preferidos: Coisas pra fazer antes dos 30 A princípio, parece mais uma literatura chic, mas a história vai além. Confiram! ;-)

PJ - LivroCrédito da imagem: Saraiva 

“Coisas pra fazer antes dos 30” é a história real da jornalista Lisa Lynch, que aos 28 anos teve de enfrentar um câncer de mama. Nossa protagonista apareceu com um roxo no seio e foi na médica. Depois de alguns exames, veio o diagnóstico: ela teria que lutar contra a porcaria (apelido que deu para a doença). Através de uma escrita leve e emocionante, Lisa conta como foi conviver com esse câncer.

Li esse livro em 2011 e até hoje me inspira. O que mais marcou foi a forma como ela encarou a doença e o melhor: saber que não é uma personagem fictícia. Tudo depende como escolhemos enfrentar o problema. Ela escolheu enfrentar com muito bom-humor! Claro, tinha dias que ela não queria sair da cama e ficava revoltada (o que é totalmente compreensível), mas na maioria das vezes, ela abstraia a doença e tentava levar uma vida normal (na medida do possível). As pessoas que a acompanharam nessa árdua tarefa, entraram na onda dela e a ajudaram mais do que imaginam. Através de palavras carinhosas nas redes sociais, comentários solidários em seu blog e discursos emocionantes nas festas da família. 

Se você conhece alguém que está passando por um problema parecido, acredito que a leitura vá ajudar bastante. Pode ser um presente bem útil. ;) Falei do livro para a minha psicóloga e, até hoje, ela indica para os pacientes. E se você não estiver passando por nada do tipo (ainda bem!!!), indico a leitura do mesmo jeito. Aprendemos a encarar a vida de um jeito mais leve. Não acho que devemos diminuir o problema de ninguém, porém se pararmos para pensar direitinho: por que pessoas como a Lisa conseguem e gente que não passou por nada do tipo, reclama até de uma unha quebrada? Sei que na prática, a teoria é outra. Entretanto, não é impossível. Dias ruins são inevitáveis,  mas a escolha, na maioria das vezes, é nossa.

P.S: Fui buscar informações sobre o blog dela e acabei descobrindo que ela faleceu em 2013. :( Não sei a causa ao certo, mas sei que através do seu livro incrível ela me ensinou muito!!! ♥♥♥ Obrigada, Lisa!! Quem quiser ler outras coisas que ela escreveu, vale acessar o blog dela (que ainda está no ar). Ah! Também li que a história dela virou série, com o nome de “The C Word”. Se alguém tiver mais informações, conta aqui nos comentários!! 

img-objetivo-2Crédito da Imagem: outubrorosa.org.br ♥

Enfim… Um dos movimentos que mais admiro é o Outubro Rosa. Não é que a gente vá acabar com o câncer (quem sabe um dia,  né?), mas prevenir é a melhor forma de dar uma rasteira na doença. E quanto mais cedo for descoberto, melhor. Além do autoexame, podemos adotar alguns hábitos para reduzir o risco, como incluir na dieta pimenta, praticar exercício físico e consumir alimentos com fibras. Para mais informações, é só clicar aqui. Uma matéria que achei no Portal M de Mulher (lá tem uma página especial  com assuntos importantes sobre câncer de mama).

É isso, gente. Espero ter colaborado de alguma forma! :) Quem tiver mais livros e matérias para indicar, fiquem à vontade. Ah! Seguem três links bem bacanas para saber um pouco mais sobre o assunto.

1. Outubro Rosa
2. Fundação Laço Rosa
3. Quimioterapia e Beleza – A Flavia, autora do blog, também tem um livro sobre câncer de mama. ♥

Beijos, Carol.


0
20.10.2015
* TAG: Hábitos de Leitura! + Carolices e Julianices! ♥

Fui indicada pela Bru, do blog Chez B., para responder a Tag “Hábitos de Leitura”. Se eu gostei da indicação? Nem preciso responder, né? Obrigada, Bru!! 

Habitos de leitura - PJ - TagTag: Hábitos de Leitura! ♥

Quando você lê? R: Tenho uma brechinha, eu leio: no bus, esperando a hora do cine, cafeteria… Mas geralmente, antes de dormir. 

Você lê apenas um livro de cada vez? R: Sim. Já me falaram que ler mais de um livro, treina a memória, algo assim. Mas gosto de aproveitar cada história! 

Qual seu lugar favorito para ler? R: Ah! Meu favorito da vida é em frente ao lago, mas fica lá na Suíça hahaha. Ai já que não tem ele no meu dia a dia, gosto de ler no Starbucks, na varanda e, principalmente, na minha cama.

O que você faz primeiro: lê o livro ou assiste ao filme? R: Livros sempre são melhores. Mas amo filme também… Então, se eu tiver muito curiosa para ver os personagens nas telinhas, assisto sem problemas. Por exemplo, A Menina Que Roubava Livros eu assisti ao filme e não tinha terminado de ler ainda, mas amei do mesmo jeito.

Qual formato de livro você prefere? R: Físico!!! Já fico tanto tempo no computador e no celular, que ler num tablet não rola. É um momento que prefiro me desligar desse mundinho tecnológico. E fora que aquele cheirinho de livro o tablet não disponibiliza, né? ;p

Você tem algum hábito exclusivo ao ler? R: Quando eu leio fora de casa, sempre gosto de escutar uma música (com fone, claro hahaha). A segunda, anoto todas as páginas com trechos que mexeram de alguma forma comigo no meu caderninho (que fica do lado da minha cama) ou no bloco de notas do celular. Ah! Tenho um caderno com todos os livros que já li. Antigamente, eu sempre lia a última frase da última página, mas depois que vi que corria o risco de spoiler… Deixei de lado essa manina (se bem que às vezes a curiosidade ainda bate hahaha).

As capas de uma série têm que combinar ou não importa? R: Fica mais legal se combinar, né? 

Para responder, vou escolher: 

Casos Acasos e Livros (Teca)
Vodka e Scarpin (Nanda)
Blog da Natz (Nat)

E o post não para por aqui. Só para lembrar que hoje é dia de post da nova coluna “Carolices e Julianices“, que começou com na semana passada (texto da Ju). Dessa vez, eu escrevi a minha listinha e publicamos lá no blog da Juju. Corre lá, gente! E saiba como enfrentar esse calorão!! hahaha ;-)

Quente - Pinterest

Beijos, Carol. 

P.S: crédito das imagens – Pinterest. 

2
19.10.2015
* PJ Entrevista: Autora Raquel Morelli! ♥

Um dia desses recebi um comentário de uma antiga leitora, falando que sentia saudade dos posts “superindico”. Entrei no blog e descobri quem era: a Raquel Morelli, com seus textos incríveis. Tão bom “rever” antigos blogs e saber, que têm cantinhos que a gente nunca esquece. Recentemente, soube que a Raquel iria lançar seu primeiro livro. Fiquei tão feliz por ela! Adoro a escrita da Raquel. Fiquei curiosa para saber mais um pouco sobre esse trabalho e ela topou responder cinco perguntinhas. Para começar: a escritora tem 22 anos, formada em Letras e trabalha como professora de Português e Inglês. Já deu para perceber que as palavras realmente fazem parte da vida dela, né? Espero que gostem da mini-entrevista. ;-)

pj entrevista - raquelPJ entrevista: Raquel Morelli 

1. Conte um pouquinho sobre os textos do seu primeiro livro. 
R: A maior parte das crônicas fala de amor (e seus “tipos”). Aquela paixão platônica, o amor vivido no dia a dia, o amor idealizado, o amor por um ídolo, as inseguranças da adolescência, enfim. Mas acredito que o tema que predomina, sem dúvidas, é o amor. Na parte das poesias, além desse tema, falo sobre solidariedade e sonhos.

2. Como foi o processo, desde a ideia até o lançamento? 
R: Sempre fui motivada a escrever. Durante a época da adolescência, na escola, todo ano havia Sarau Literário. Os alunos tinham que produzir suas próprias poesias. Gostei tanto que comprei um caderno para escrever poemas e crônicas. Iniciou-se o sonho de ser escritora. Em 2014, após 3 anos de publicações de meus textos em blogs, senti um retorno positivo. Então reuni as melhores crônicas e poesias escritas para lançar, finalmente, um livro. Lembrando que o “Minhas Palavras” possui duas partes: a primeira, crônicas e a segunda, poesias.

3. Sempre quis viver desse mundo literário? Qual/Quem foi a sua maior inspiração? 
R: Desde os 12 anos percebi que gostava de escrever. Mas, no final de minha adolescência resolvi que gostaria de publicar. A carreira de escritora é um Curinga para mim, pois também sou professora de Português e Inglês. Adoro motivar alunos a buscarem o próprio talento, com base em minha experiência. Sempre gostei das autoras Meg Cabot e Rachel Cohn. Foram grandes inspiradoras no meu início de carreira como escritora. Gosto de escrever para o público jovem!

4. Alguma mania peculiar na hora de escrever? 
R: Sou cheia de TOCs.  Só escrevo no papel. Depois passo para o computador. Ainda tenho um certo bloqueio com tecnologias, parece que minhas ideias fluem melhor se estou escrevendo à mão. E prefiro escrever de madrugada.

5. Se tivesse que salvar três livros de um incêndio, quais seriam as suas escolhas?
R: Que difícil!! Mas… Salvaria um clássico, um livro juvenil e um de poesias: Dom Casmurro (Machado de Assis), Pão de Mel (Rachel Cohn) e Declaração de Amor (Drummond).

***

Muito obrigada, Raquel. Que você sempre fique rodeada de palavras e que esse livro seja o primeiro de muitos. :) Ainda não conhece o trabalho da autora? Clique aqui. E quem quiser comprar “Minhas palavras” é só enviar um email para ela (raquelmorelli.escritora@gmail.com) ou nesse site.

É isso, gente. Podem opinar à vontade!

Beijos, Carol. 


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018