17.10.2019
* PJ Leu: Quando não há palavras! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é “Quando não há palavras“, da autora Julie Buxbaum. Publicado pela Galera Record, é um YA (Young Adult) que conta a história de uma menina de luto e um menino diferente, onde uma tragédia acaba unindo os dois. Vamos lá? Boa resenha! 

IMG-2410Livro: Quando não há palavras | Editora: Galera Record | Autora: Julie Buxbaum
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 2 livros!

Sinopse: Kit Lowell perdeu o pai em um acidente de carro e, de uma hora para outra, seu mundo perdeu o colorido. As amigas, a mesa onde sempre se sentou na hora do almoço, as aulas e, até mesmo, o sabor da comida indiana da sua mãe não tem mais graça. A ausência do pai se tornou a presença que ela não consegue evitar! Já David Drucker tem Asperger, declama pi numa sequência de centenas de algarismos (de cor) e sente dificuldade de entender figuras de linguagem e não compreende sentimentos alheios. Ainda bem que pode contar com a sua família e com um caderno, onde anota tudo que considera digno de nota.

Kit precisa de alguma maneira se reinventar para lidar com o luto. Então, a mesa de David parece um bom lugar para recomeçar. Ele, por sua vez, é honesto demais e está cada vez mais atraído pela natureza curiosa dela. E no meio disso tudo, ela pede ajuda ao mais novo amigo para desvendar os detalhes do acidente do pai. Porém, o que nenhum dos dois esperavam era a surpresa que a vida reservou. Será que a amizade (ou algo a mais) irá sobreviver a dura verdade?

Opinião da Pequena: Vi esse livro no aeroporto e meu namorado me deu de presente na Bienal. Confesso que a princípio a história parecia ser daquelas que prende do início ao fim… Afinal, a premissa é muito boa! E no começo foi desse jeito, mas a leitura começou a ficar arrastada e eu quase abandonei o livro! Porém, decidi continuar. E um pouco depois do meio até mais ou menos o final, a leitura fluiu mais! Daí, quando teve aquela reviravolta…. Por mais impressionante que fosse, não mexeu comigo como eu achei que poderia mexer!

Mas é claro que tiveram coisas boas! Adorei a sinceridade do David, saber um pouco mais sobre Asperger e achei totalmente compreensível a reação da Kit. Acho que ela vai evoluindo no decorrer das páginas e o nosso protagonista também! Muitas lições nessa história, como ser a gente mesmo e que não ser compreendida, às vezes, é uma boa perspectiva! A irmã do David é a melhor e a mãe dele também. O pai me surpreendeu de forma positiva! A mãe da Kit tem os seus prós e contras, mas acho que a partir do momento que a gente fica mais velho, suas atitudes são mais compreensíveis. Torci pelo Jack (vai entender, mas sei lá hahaha) e adorei o professor de violão do David.

Acho que a história merecia mais páginas. Por mais que a leitura não tenha fluido da melhor forma, algumas coisas ficaram muito no ar. E, sei lá, gosto de usar a minha imaginação, mas eu queria algumas respostas, sabem? No mais a capa é linda e a escrita da autora é bem boa, mas acho que só não bateu e acontece, né? Mas fiquem à vontade para embarcar. Até porque o que pode não ser tão legal para mim, pode ser para vocês! 

É isso, gente! Quem já leu, conta o que achou. Quem ainda não, fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Três coisas sobre você

Fan Page ♥  Instagram


0
25.09.2019
* PJ Leu: Desencontros à beira-mar! ♥

Ei, Gente! =) Pela milésima vez, desculpa o sumiço. Não está sendo organizar o meu dia a dia, mas um dia eu chego lá! Ainda tenho alguns conteúdos sobre a Bienal, mas hoje vou postar mais uma resenha de um livro da série “Romances de Hoje“, da Editora Arqueiro, ok? Dessa vez, o PJ Leu: Desencontros à beira-mar, da Jill Mansell. Vamos lá? Boa leitura! 

PJ Leu - Desencontros à beira-marLivro: Desencontros à beira-mar | Editora: Arqueiro | Autora: Jill Mansell
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Clemency se apaixona por um desconhecido que sentou do seu lado em um voo. Logo faz planos na sua cabeça, mas para a sua surpresa: ele é casado! Sam, por sua vez, o tal homem do avião, aparece três anos na cidade litorânea onde nossa protagonista mora. Porém, mais uma peça do destino vem à tona, ele não está em busca dela e, sim, é o atual namorado de sua irmã postiça! Os dois parecem ter um romance perfeito, entretanto, algo não vai bem. No meio disso tudo, Clemency decide armar um plano com o seu melhor amigo, o Ronan. Ambos fingem que estão namorando apenas para causar ciúmes… Mas, pela primeira vez, ele não sabe o que realmente fazer para conquistar a mulher que ama de verdade.

Um livro que relata desentendimentos, desencontros e confusões de uma forma leve e divertida, em um cenário à beira-mar! Verdades aparecem e mais uma vez mostram ao leitor, que segredos enterrados podem voltar com tudo a qualquer momento! ;-)

Opinião da Pequena: Dos três primeiros livros da série (Romances de hoje), esse era o que eu estava menos ansiosa para embarcar. Não digo que foi o meu preferido (dessa série), mas sem dúvida o que mais me surpreendeu positivamente. No início, parece aquele clichezão, que é sempre bem-vindo, porém novidades são esperadas também. Mas o que no começo parece mais uma história parecida com o que a gente já viu por aí, a autora nos pega de surpresa e acrescenta diversas histórias paralelas que chamam a atenção e prendem, do início ao fim.

Os personagens são cativantes. Tirando o ex da Marina, que a propósito é uma pessoa no livro que a gente não dá muita importância no começo, mas ensina lições valiosas em muitos capítulos! É uma das reviravoltas mais incríveis que já li. Ronan é o meu crush e ganhou meu coração, até mais do que o próprio Sam, que é legal, mas sei lá. Clemency é divertida e romântica do jeito dela. É a protagonista, mas acho que todos os personagens ganham destaque, sabem? E o que falar da mãe adotiva do Ronan? Uma das melhores pessoas desse universo! Belle é irritante, mas adorei a evolução dela e como um “simples” detalhe muda tudo para melhor! Representatividade, de várias maneiras, encontramos em Desencontros à beira-mar!

A escrita é bem leve e deixa o leitor bem curioso a cada página. A autora sabe despertar o nosso interesse. Aliás, no decorrer dos capítulos, ela dá pequenas dicas do que vai acontecer, mas nunca um final me surpreendeu tanto, gente! Eu amei muito essa leitura e acho que foi um dos melhores livros que li esse ano! A história aquece nosso coração e dá uma sensação de que, no fim, tudo tem jeito. Mesmo com esses desencontros que a vida prega. Amei, amei. Recomendo e MUITO!  ^^

No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol. 

Post Antigo: PJ Leu – A casa dos novos começos

Fan Page ♥ Instagram 


0
17.09.2019
* PJ Leu: Te devo uma! ♥

Ei, Gente! =) Uma pausa nos posts sobre a Bienal (ainda tenho alguns conteúdos sobre para postar) para indicar um dos livros mais incríveis da diva Sophie Kinsella: Te devo uma, publicado pela Editora Record. A capa é uma das mais lindas, mas juro que o conteúdo é ainda melhor! Enfim, vamos lá? Boa leitura! 

IMG_1679Livro: Te devo uma | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Fixie Farr é o tipo de pessoa que não consegue deixar nada para lá. Ela simplesmente sente a necessidade de ajeitar tudo, seja uma coisa fora do lugar, um amigo passando por algum perrengue, entre outras situações. Até que um dia no Café Allegro, um estranho pede para ela olhar seu laptop por um instante. E, claro, ela diz sim, até que…. O teto do local desaba, nada muito grave, e ela defende com unhas e dentes o computador do cara, que a propósito se chama Sebastian. Surpreso e grato pelo gesto, pega um protetor de copo e entrega para a protagonista com os dizeres “Te devo uma”.  Fixie acha a atitude fofa, porém, duvida muito que vá encontrá-lo algum dia.

Óbvio, que o destino prega uma peça e eles se reencontram. Afinal, um antigo crush dela, o Ryan, precisa de um favorzinho do Sebastian! Mesmo as coisas não dando certo, a troca de favores não para! Aliás, é justamente isso que a faz enfrentar coisas do passado e abraçar um futuro que promete. 

Minha opinião: Está em busca de uma história leve, divertida e, de quebra, com lições valiosas? O novo livro da Sophie, para variar, é perfeito para isso! Amei cada parágrafo e deu um apertinho no coração ao terminar o último capítulo. Bateu uma leve resseca literária hahaha!

Te devo uma fala sobre família, amigos e amor! Clichê, eu sei. Mas é aquele clichê necessário, principalmente, para quem ama chick-lit. A premissa é bem engraçada e faz a gente devorar as páginas! Os personagens cativam e, aqueles que deixam a desejar, ganham um espaço no nosso coração com o tempo e deixam saudade! Inclusive, a Fixie é uma das protagonistas da autora que mais me identifiquei. O jeito dela e como a mesma evolui no decorrer dos capítulos me ajudou muito em relação a me posicionar, até mesmo, com as pessoas que mais amo. Caiu como uma luva a leitura!

No mais, Sebastian é um daqueles que arrancam suspiros de, nós, leitores! Ryan, como dá para imaginar, desde os primeiros momentos, é um pé no saco. E os irmãos são incríveis, mesmo com as particularidades! Adorei a equipe da Farrs e a mãe da Fixie é uma das melhores pessoas e sua tia também! Porém, queria mais participação das duas e o sustinho que ela (a mãe) deu… Bom, achei necessário, porém, o susto foi grande e não gostei muito não hahaha.

Enfim, o final é simplesmente maravilhoso. Tudo termina bem, mas sempre com aquelas surpresinhas e que faz a gente querer morar dentro da história. Muito obrigada, mais uma vez, Sophie Kinsella! Você que é fã, vai amar. E você que ainda não conhece, vai se apaixonar! Sou suspeita, mas eu INDICO MUITO! E a capa eu nem preciso mencionar? Que paleta de cores linda! ^^

IMG_1680Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Ah! E antes de terminar, olhem os brindes que eu ganhei durante a Bienal. Lá no stand da Record, se você assinasse o Clube de Romance da Carina (Rissi), você levava esses e mais um mimo (um bloquinho). Eu fiquei tão feliz quando soube que eram personalizados. E, sério, tem tudo a ver com a dica literária do dia mesmo! Daí, precisava compartilhar com vocês hahaha! 

É isso, gente! Quem ainda não leu, fica a dica. Já leu? Pode opinar à vontade, mas sem spoiler! =)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Mas tem que ser mesmo para sempre?

Fan Page ♥ Instagram 


1
10.09.2019
* Especial Bienal – Book haul! ♥

Ei, Gente! =) Mais um post especial sobre a Bienal do Livro e, claro, que não poderia faltar o clássico book haul. Ou seja, os livros que levei para a casa durante esse lindo evento! Aliás, para quem acompanhou as aventuras pelos Stories (segue lá: @pequenajornalista), sabe que arrematei um kindle. Porém, isso não alterou nada na hora de comprar os meus queridos livros físicos. Falando nisso, depois vou fazer um post sobre essa experiência recente. Enquanto isso, seguem as minhas outras comprinhas. Vamos lá? 

PJ - Comprinhas BienalCrédito da Imagem: Pequena Jornalista 

1. A fada mamãe e eu (Sophie Kinsella – Galera Junior)
Sinopse: Ella tem um grande segredo: sua mãe é uma fada. Aliás, todas as mulheres de sua família têm poderes mágicos e asas lindas. Além de uma Smartvarinha capaz de produzir os mais interessantes feitiços, como criar a festa de aniversário perfeita, acelerar a fila do supermercado e fazer lindos e deliciosos cupcakes. Mas a mãe de Ella também tem certa… dificuldade para operar sua Smartvarinha, e nem sempre seus feitiços acabam saindo do jeitinho que se imaginou a princípio. Sorte a dela ter Ella sempre por perto para ajudar a resolver as coisas e fazer tudo voltar ao normal
Observação da Pequena: É o primeiro livro infantil da Sophie Kinsella e como leitora assídua da escritora, óbvio que tive de levar. Foi bem mais em conta no estande da Record, se eu não me engano, uns R$ 20,00. Ah! E meu namô que me deu de presente! 

2. Quando não há palavras (Julie Buxbaum – Galera Record)
Sinopse: 
Quando uma improvável amizade começa a surgir entre Kit Lowell, uma das meninas mais populares do ensino médio, e David Drucker, o garoto nerd e isolado, todos ficam surpresos… principalmente Kit e David. A garota está tendo dificuldades em lidar com a perda do pai após um acidente de carro, e acaba apreciando a honestidade contundente dele. David, que não tem muitos amigos e é vítima constante de bullying na escola, fica encantado com a atenção que recebe de Kit e natureza curiosa da nova amiga. Quando ela lhe pede ajuda para descobrir mais sobre o trágico acidente de seu pai, David topa na hora. Mas nenhum deles poderia prever o resultado dessa busca.
Observação da Pequena: Eu vi no aeroporto e decidi esperar para comprar na Bienal. Dito e feito! E saiu bem mais em conta! Esse também foi presente. Amo ganhar livros e vocês? hahaha =)

3. Como ter uma vida normal sendo louca (Camila Fremder e Jana Rosa – HarperCollins)
Sinopse:
 Você se considera louca ou normal? Seu jeito de ser é respeitado pela sociedade? Você já rompeu com sua melhor amiga? Já stalkeou alguém no Instagram? Já foi stalkeada? Já fez uma tatuagem errada? Já quis parecer mais inteligente do que realmente é? Se você se reconheceu em qualquer uma dessas perguntas, então está na hora de ler este livro.
Observação da Pequena: Eu já li tem um tempinho a 1ª versão e só comprei essa porque queria pegar o meu autógrafo das autoras na Bienal. Como era (re)lançamento, o livro não estava em promoção, mas mega valeu a pena! Aliás, saiu entrevista com as escritoras aqui. =)

4. O Reino de Zália (Luly Trigo – Seguinte)
Sinopse:
Uma princesa se vê obrigada a assumir o governo do país em meio a revoltas populares, intrigas políticas, conflitos familiares e romances arrebatadores. Por ser a segunda filha, a princesa Zália sempre esteve afastada dos conflitos da monarquia de Galdino, um arquipélago tropical. Desde pequena ela estuda em um colégio interno, onde conheceu seus três melhores amigos, e sonha em seguir sua paixão pela fotografia. Tudo muda quando Victor, o príncipe herdeiro, sofre um atentado. Zália retorna ao palácio e, antes que possa superar a perda do irmão, precisa assumir o posto de regente e dar continuidade ao governo do pai. Porém, quanto mais se aproxima do povo, mais ela começa a questionar as decisões do rei e a dar ouvidos à Resistência, um grupo que lidera revoltas por todo o país. Para complicar a situação, Zália está com o coração dividido: ela ainda nutre sentimentos por um amor do passado, mas começa a se abrir para um novo romance. Agora, comprometida com um cargo que nunca desejou, Zália terá de descobrir em quem pode confiar — e que tipo de rainha quer se tornar.
Observação da Pequena:
Eu tive o prazer de conhecer a Luly no estande da Seguinte e que pessoa fofa, gente! Em breve, vai ter um post com algumas participações especiais e ela está nele! Aliás, mega vendeu seu livro e não resisti… Tive de comprar! 

5. Na hora da virada (Angie Thomas – Galera Record)
Sinopse: 
Fala sobre a Bri, uma adolescente de 16 anos que sonha se tornar uma das maiores rappers de todos os tempos. Filha de uma lenda do hip-hop underground, que teve o sucesso interrompido pela morte prematura, Bri carrega o peso dessa herança. Mas é difícil ter a segurança de estrear por diversos motivos. Então, ela transforma toda sua ira em uma primeira canção que viraliza. No centro de uma controvérsia, a menina é reportada pela mídia como uma grande ameaça à sociedade. Mas com uma ordem de despejo ameaçando sua família, ela não tem outra escolha a não ser assumir os rótulos que a opinião pública lhe impôs. Ganhei do namô nessa Bienal e espero conseguir ler ainda esse ano. Conto para vocês também! ;-)
Observação da Pequena: Segue a mesma linha do livro “O ódio que você semeia” e eu to mega ansiosa para ler! Namô que me deu também. Acho que como era lançamento, esse acabou também saindo o mesmo valor que as livrarias e tal. Mas não tenho certeza! Ah! Quem quiser ler a resenha do outro livro da autora, é só clicar aqui. =)

6. Teto para dois (Beth O’Leary – Intrínseca)
Sinopse: 
Eles dividem um apartamento com uma cama só. Ele dorme de dia, ela, à noite. Os dois nunca se encontraram, mas estão prestes a descobrir que, para se sentir em casa, às vezes é preciso jogar as regras pela janela. Três meses após o término do seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bastante inusitado. Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os finais de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Só que tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama. Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Leon e Tiffy fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as trivialidades do dia a dia por Post-its espalhados pela casa. Mas será que essa solução aparentemente perfeita resiste a um ex-namorado obsessivo, uma namorada ciumenta, um irmão encrencado, dois empregos exigentes e alguns amigos superprotetores?
Observação da Pequena: Eu vi no estande da Intrínseca e não resisti, gente! Achei a história bem diferente e, se eu não me engano, é lançamento.Foi uma das comprinhas que mais me deixou ansiosa para ler! 

7. Corajosa sim, perfeita não (Reshma Saujani – Sextante)
Sinopse:
É um livro que tem por objetivo nos fazer cometer mais erros, sem medo de viver e acabar com essa busca impossível pela perfeição. 
Observação da Pequena: Assisti a palestra dela na Bienal e sério, gente! Que pessoa incrível. Me deu ainda mais vontade de ler. Ainda ganhei uma dedicatória linda e esse livro veio na bolsa que ganhamos no Encontro da Arqueiro/Sextante, que sempre tem. Assim que eu embarcar, faço resenha aqui no PJ. 

8. Amor Plus Size (Larissa Siriani – Verus Editora)
Sinopse: 
Maitê Passos é uma garota linda, de dezessete anos e mais de cem quilos. Ela passou a infância e a adolescência sendo resumida ao peso. Mas e quando é justamente esse o fator que pode mudar completamente a sua vida? Em meio ao turbilhão do ensino médio, com uma mãe obcecada por dietas, um crush antigo por Alexandre, o cara mais gato da escola, e uma amizade deliciosa com Isaac, fotógrafo amador, Maitê vai descobrir que não precisa ser igual a todas as outras meninas para ser feliz.
Observação da Pequena: Também tive o prazer de conhecer a Larissa e que escritora mais querida, gente! Em breve vai ter um post com a participação dela e vocês vão entender o motivo de eu ter levado para casa! =)

9. As férias da minha vida (Clara Savelli – Intrínseca)
Sinopse: 
É sobre a história de três amigas, que embarcaram em um resort no Caribe. Na bagagem, lembranças, descobertas e paixões inesquecíveis. Um mês de sol, praia, partidas de vôlei e tranquilidade… A República Dominicana era a descrição perfeita do paraíso. No entanto, o universo parece ter outros planos, que envolvem surpresas, reviravoltas e, quem sabe, até um novo amor.
Observação da Pequena: A Clara é uma das autoras mais fofas que escrevo. Claro, que o lançamento dela não poderia ficar de fora do meu book haul. Fora que a dedicatória dela foi uma das mais lindas dessa Bienal! Aliás, quem quiser saber um pouco mais sobre ela, tem entrevista aqui

10. Meu Crush de Nova York (Raffa Fustagno – The Gift Box)
Sinopse: 
A vida de Charlotte não está nada fácil. Ela perdeu o emprego e anda cansada de enviar currículos sem ser chamada para nenhuma entrevista. Em casa, os problemas também a encontram: até hoje ela não perdoou o pai por ter traído sua mãe. Procurar o amor verdadeiro não faz parte da rotina dela. ‘Amor verdadeiro’ não existe. Com o dinheiro do fundo de garantia, ela embarca em uma viagem para Nova York, com a esperança de que isso a faça esquecer os boletos que não param de chegar. Na cidade que nunca dorme, palco de filmes que nunca esquecemos, Charlotte vai conhecer Ethan, um barista do Starbucks que estuda música e que vai mudar a visão que ela tem de amor à primeira vista para sempre.
Observação da Pequena: Esse livro está na minha listinha, desde que ela anunciou. Aliás, a Raffa é uma grande inspiração nesse mundo dos blogs literários! Ansiosa também para embarcar nessa aventura por Nova York! 

***

É isso, pessoal. Fiquei bem feliz com as minhas comprinhas e mais feliz ainda por trazer para casa tantos autores incríveis, principalmente, os brasileiros. Muitos ainda não conheço a escrita, mas acredito que eu vá amar! Ah! Alguns livros até comentei os valores, outros não, mas no geral achei os valores dessa Bienal bem em conta. Mega valeu a pena! Queria ter levado mais, porém, como levei um Kindle, me segurei ao máximo hahaha. Enfim, amanhã tem mais post sobre esse evento épico! E podem opinar à vontade! =)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Entrevista – Raffa Fustagno

Fan Page ♥ Instagram 


0
27.08.2019
* Bienal do Rio: 3 lançamentos de autoras brasileiras! ♥

Ei, Gente! :) Bienal do Rio começa essa semana e resolvi falar de três lançamentos (de autoras brasileiras) que vamos encontrar por lá. Claro, que o evento promete muito mais livros, mas esses são alguns que estão na minha listinha. Enfim, bom post! 

69576584_1048022288729107_1285714218292609024_nCrédito das imagens: Instagram Harper Collins, Aimee Oliveira e The Gift Box
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. Como ter uma vida normal sendo louca (Camila Fremder e Jana Rosa – Harper Collins)
Sinopse: Você se considera louca ou normal? Seu jeito de ser é respeitado pela sociedade? Você já rompeu com sua melhor amiga? Já stalkeou alguém no Instagram? Já foi stalkeada? Já fez uma tatuagem errada? Já quis parecer mais inteligente do que realmente é? Se você se reconheceu em qualquer uma dessas perguntas, então está na hora de ler este livro., que dá dicas de como agir nos momentos da vida que pedem muita criatividade, tato, jogo de cintura e muita cara de pau.
Observação da Pequena: Na verdade esse livro já foi publicado e agora atualizado! Aliás, vai virar peça de teatro e se eu não me engano estreia em Setembro.
Na Bienal: Dia 1º de setembro, às 11h30.  (ainda não achei mais informações, mas aviso vocês lá pelo Insta quando souber)

2. Invisível (Aimee Oliveira – Duplo Sentido Editorial) 
Sinopse: Entre noviças e outras mocinhas da alta sociedade, Carina LaDonne estuda no prestigioso internato Santa Tereza, na serra de Petrópolis no Rio de Janeiro. Ser praticamente invisível é sua maior característica, o que para muitos é motivo de vergonha, mas não para ela, que tira proveito desse dom para escapulir do internato de vez em quando sem que ninguém perceba. Em uma dessas fugas, porém, a habilidade da garota se volta contra ela: enquanto atravessa a rua, um motorista em alta velocidade não a vê passar, de modo que seu carro vai de encontro a ela. O motorista em questão, Pedro Hockfiel, ao contrário de Carina, é notado e conhecido por todos. Em uma época em que internet e celulares estão um pouco longe de serem inventados, o jovem de 21 anos figura muitas das colunas sociais dos jornais, deixando a alta sociedade de cabelo em pé com sua vida boêmia. O que ele jamais poderia imaginar era que seus próprios cabelos ficariam em pé quando seu caminho, literalmente, colidisse com o de Carina, resultando em muito mais do que sustos e uma ida inesperada ao hospital.
Observação da Pequena: Na verdade, lançou recentemente, mas tá valendo, né? Enfim, mais um chick-lit da Aimee que eu preciso ler e vocês?
Na Bienal: Dia 31 de agosto, às 13h15 (Editora Rico/Eu Leio – Pavilhão Verde)

3. Meu Crush de Nova York (Raffa Fustagno – The Gift Box) 
Sinopse: A vida de Charlotte não está nada fácil. Ela perdeu o emprego e anda cansada de enviar currículos sem ser chamada para nenhuma entrevista. Em casa, os problemas também a encontram: até hoje ela não perdoou o pai por ter traído sua mãe. Procurar o amor verdadeiro não faz parte da rotina dela. ‘Amor verdadeiro’ não existe. Com o dinheiro do fundo de garantia, ela embarca em uma viagem para Nova York, com a esperança de que isso a faça esquecer os boletos que não param de chegar. Na cidade que nunca dorme, palco de filmes que nunca esquecemos, Charlotte vai conhecer Ethan, um barista do Starbucks que estuda música e que vai mudar a visão que ela tem de amor à primeira vista para sempre.
Observação da Pequena: Tem cara de ser bem amor esse livro e cheio de lições e suspiros!
Na Bienal: Dia 31 de agosto, às 12h. (The Gift Box – Pavilhão Azul)

***

É isso, pessoal. :) E me contem: o que vocês querem ver por aqui sobre a Bienal?
Ah! E um lembrete muito importante: está rolando sorteio lá no Insta do blog. É só clicar aqui para participar.

Beijos, Carol. 

Post Antigo: Top 5 – Livros de Autores Nacionais

Fan Page ♥ Instagram  


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019