26.06.2019
Top 5: livros que falam de livros! ♥

Ei, Gente! Livros que falam sobre livros merecem todo o nosso amor, né? E merecem também um top 5 especial. ♥ Então, segue uma seleção com algumas histórias que se encaixam nesse “gênero”, que eu adoro e não vivo sem! Vamos lá? Boa leitura! ;-)

Livros que falam de livros - PJ 1Crédito das Imagens e da Montagem: Pequena Jornalista

1. A pequena livraria dos sonhos 
Autora: Jenny Colgan (Editora Arqueiro)
Sinopse: Nina Redmond é uma bibliotecária que passa os dias unindo alegremente livros e pessoas, afinal, ela sempre sabe as histórias ideais para cada leitor. Porém, quando a biblioteca pública em que trabalha fecha as portas, nossa protagonista não tem ideia do que fazer. Então, se depara com um anúncio de classificados de uma van, que te chama atenção e tem um clique: por que não transformá-la em uma livraria volante e transformar vidas em cada lugar por onde passar. Seu primeiro destino: um vilarejo em Terras Altas, na Escócia. Por lá, descobre um mundo de aventuras, romances e talvez, o seu verdadeiro lar doce lar.
Observação da Pequena: O livro que me fez amar ainda mais esse “gênero”. A leitura é bem amorzinho e aquece o nosso coração! Tem resenha aqui.

2. Manual prático de bons modos em livrarias 
Autora: Lilian Dorea  (Editora Seoman)
Sinopse: O livro é uma coleção de pérolas hilárias de fregueses sem noção. Sendo assim, a autora teve uma sacada brilhante e criou um manual de como se comportar dentro deste lugar sagrado. Ah! Livreiros também não escapam. A autora conta e comenta pérolas desses profissionais que, a propósito, merecem todo o nosso amor.
Observação da Pequena: TODO MUNDO que ama livraria tem que ler esse livro, ok? Mas primeiro pode ler a resenha aqui.

3. A menina que roubava livros 
Autor: Markus Zusac (Editora Intrínseca)
Sinopse: Horas depois de ver seu irmão morrer nos braços de sua mãe, que era comunista, Liesel Meminger é adotada por Hans e Rosa Hubermann. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala “O Manual do Coveiro”, livro que o rapaz que enterrou o seu irmão deixou cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria. O começo de uma carreira brilhante! Através dos livros, Liesel descobre um mundo diferente do cenário triste de uma guerra, que transformava a Alemanha diariamente. Ela descobre o real significado do amor, da amizade e da lealdade. E as palavras que Liesel encontrou nessas páginas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, pai adotivo mais amável do mundo, e Max Vandenburg (o judeu do porão), Rudy Steiner e a Morte, que a propósito é a narradora do livro, que testemunhou a dor e a poesia da época em que Liesel teve sua vida salva diariamente pelas palavras.
Observação da Pequena: Como eu amo esse livro, gente. Foge do estilo que estou acostumada e gosto, mas ele me marcou tanto. Indico a todos, inclusive, o filme. Quem quiser saber mais, é só clicar aqui.

Livros que falam de livros - PJ 2Crédito das Imagens: Saraiva 
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

4. A pequena livraria dos corações solitários
Autora: Annie Darling (Editora Verus)
Sinopse: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. E não bastava ter herdado um negócio falido, a nossa protagonista ainda tem de lidar com a atenção indesejada do neto de sua eterna chefe: Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria de seus sonhos. Porém, Sebastian não a deixa trabalhar em paz. Enquanto (quase) todos lutam para salvar a amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian. Aliás, Posy começou a ter fantasias um tanto ardentes com ele… Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, a protagonista vai conseguir finalmente o seu “felizes para sempre”.
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, mas vale ler tirar a sua própria conclusão, viu? Tem resenha aqui.

5. Ler, amar e viver 
Autoras: Jennifer Kaufman e Karen Mack (Editora Casa da Palavra)
Sinopse: Divorciada pela segunda vez, a vida de Dora se resume a ficar na banheira acompanhada de uma garrafa de vinho e muitos livros – de Tolstoi a Mark Twain, de Flaubert a Jane Austen. Numa das idas à livraria para se reabastecer para o próximo “porre literário” ela conhece Fred, seu príncipe encantado: formado em Literatura, oferece a ela idéias inteligentes, romantismo e uma válvula de escape. Mas a convivência com a família do namorado traz à tona sentimentos novos e a desperta para importantes decisões. Dividida entre Fred e o arrependido ex-marido, bem como entre o ócio e a retomada da vida profissional, a personagem nos proporciona uma história divertida, sexy e inteligente. A heroína imperfeita Dora reflete a angústia da busca por realização e felicidade com que toda mulher irá se identificar.
Observação da Pequena: Li tem muito tempo, gente. Lembro que amei o título e a capa, mas a história não me surpreendeu tanto! Pelo menos não na época… Quem sabe hoje em dia, né?

****

É isso, pessoal. :) Recomendo todos, até mesmo, os que eu não curti tanto. Acho que cada um pode ter uma percepção diferente e tem muito disso de talvez eu ter embarcado no momento não tão certo. Enfim… Ah! E se alguém tiver outros livros do tema para me indicar, fique à vontade! E eu sei que tem muitos!

Beijos, Carol.  

Post Antigo: Livros que adoçam a vida

Fan Page ♥ Instagram  


0
20.06.2019
* PJ Leu: A pequena livraria dos sonhos! ♥

Ei, Gente! Aproveitando o feriadão? Espero que sim! Aliás, hoje foi dia de terminar uma leitura que deu dó de chegar ao fim: A pequena livraria dos sonhos, da Jenny Colgan. O livro que foi publicado pela Arqueiro, faz parte do projeto “Romances de hoje“. É uma história encantadora e que faz a gente amar ainda mais esse mundo dos livros! Vamos lá? Boa resenha. 

IMG_8996Livro: A pequena livraria dos sonhos | Editora: Arqueiro| Autora: Jenny Colgan
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Nina Redmond é uma bibliotecária que passa os dias unindo alegremente livros e pessoas, afinal, ela sempre sabe as histórias ideais para cada leitor. Porém, quando a biblioteca pública em que trabalha fecha as portas, nossa protagonista não tem ideia do que fazer. Então, se depara com um anúncio de classificados de uma van, que te chama atenção e tem um clique: por que não transformá-la em uma livraria volante e transformar vidas em cada lugar por onde passar. Seu primeiro destino: um vilarejo em Terras Altas, na Escócia. Por lá, descobre um mundo de aventuras, romances e talvez, o seu verdadeiro lar doce lar.

Minha opinião: Todo mundo sabe que eu amo chick lit e quando descobri esse novo projeto da editora Arqueiro, fiquei muito ansiosa para embarcar nas histórias. E esse foi o livro que mais me despertou curiosidade. Afinal, livros que falam sobre livros, normalmente, são incríveis e esse é um dos melhores. Sem mencionar a capa maravilhosa, né?

Mas vamos lá: esse é o 1º livro da autora que eu embarco e achei a escrita dela deliciosamente leve e doce, como a Sophie Kinsella descreveu. Bem do jeitinho que eu gosto! A premissa é interessante, principalmente, para quem é leitor assíduo. É quase impossível não ter vontade de comprar uma van e transformá-la numa livraria e correr para a Escócia. Algumas partes, eu tive a sensação de que a escritora teve de resolver de última hora, mas é só um mero detalhe diante de tantos capítulos, que prendem a nossa atenção. Fiquei apegada e eu não queria terminar de jeito nenhum!

E a gente, de cara já se identifica com a Nina. Ela é pequenina, sonhadora e bem girl power, de um jeito único. Uma protagonista que, sem dúvida, inspira. Profissionalmente e emocionalmente.  Ah! Destaque para os livros que são citados no decorrer das páginas, conhecia muitos e fiquei bem feliz. Me sinto um peixinho fora d’água quando não sei de nenhum e olhem que eu leio bastante! Sobre alguns personagens: Lennox é o meu atual crush literário e a Surinder é mega amiga e pé no chão.

No mais, tiramos várias lições e a paixão pelo mundo literário só aumenta. Fato que não existe essa história de não gostar de ler. E se alguém tem essa sensação, calma, que a Nina vai achar o livro ideal para você.  Pode acreditar, ele existe! E como livros aproximam, de um jeito ou de outro, né? É nítido isso na Pequena Livraria dos Sonhos. E mais um detalhe: bem que histórias literárias poderiam dar em árvores, né? Amei essa parte.

É isso. Recomendo muito essa história, que vale cada parágrafo escrito! 

Já leu? Conta o que achou! Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Mas tem que ser mesmo para sempre?

Fan Page ♥ Instagram 


2
17.04.2019
* Decor: máquina de escrever! ♥

Decor - Máquina de escrever

Além do básico, o que não pode faltar na decoração da casa, escritório e tal de um leitor e/ou escritor? Acertou quem respondeu: máquina de escrever! Eu ainda não tenho uma para chamar de minha (só na identidade visual do PJ haha), mas quando eu casar, com certeza esse item vai fazer parte do meu novo lar doce lar E olhando no pinterest, vi que fica incrível também na decor de casamentos. Para dar um help para quem busca esse tipo de inspiração, separei algumas imagens. Espero que ajude de alguma forma esse post, nem que seja apenas para salvar na pastinha de sonhos para realizar futuramente. ;-)

Para começar, máquina de escrever tem tudo a ver com home office, na minha humilde opinião. Não necessariamente para pôr a mão na massa, mas para dar um toque de inspiração a mais no seu trabalho. Também mega combina com a sala, o quarto e, dependendo da ideia, até mesmo, na cozinha. Ah! E eu com certeza acrescentaria esse item em um cantinho da leitura. Meio clichê, eu sei. Mas quem se importa, né? O importante é deixar a sua imaginação fluir! Sobre cores: eu amo as de tons pastel, mas uma de cor mais fechada fica um charme!

Máquina de escrever - decor casa - PJ

Quanto aos casórios: adorei a ideia de ter uma máquina de escrever nesse tipo de cenário, principalmente, para quem quer uma pegada mais vintage, literária e romântica. Amei as inspirações para cantos “escreva uma mensagem para os noivos” e de boas-vindas para os convidados. Fica a dica, futuros casais que vão subir no altar! ;-)

Máquina de escrever - decor casamento - PJCrédito das imagens: Pinterest 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

E como o PJ também é cultura, pesquisei no Google um pouco sobre a história da protagonista do post de hoje! Sabia que a primeira máquina de escrever (que realmente funcionava) foi criada em 1867? Christopher Latham Sholes, tipógrafo americano, leu um artigo sobre uma recém-criada máquina inglesa que numerava páginas de livros e aí teve essa ideia. Interessante, né? Claro que tem muita coisa antes e depois, quem quiser saber mais, vale ler essa matéria.

No mais: o que vocês acham desse tipo decor? Adotariam? Ou já adotaram? Podem opinar à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Prateleira + Livros

Fan Page ♥ Instagram  


1
02.01.2019
* Metas Literárias: Janeiro 2019! ♥

E no primeiro dia útil do ano, claro que teria post por aqui, né? :) E o tema não poderia ser diferente: metas literárias do mês! Ano passado, essa coluna ficou meio esquecidinha, mas pretendo voltar com tudo, porque ajuda muito a ter uma ideia do que vou ler e pode colaborar com a listinha de vocês também. Claro, que no meio do caminho as coisas podem mudar, mas aviso lá no Insta (@pequenajornalista), combinado? Então, vamos lá. Boa leitura para vocês! 

Metas Literárias - PJ - Janeiro 2019Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Para começar, tem um livro que veio lá de 2018: 9 Minutos com Blanda, da escritora nacional Fernanda França. Ainda não consegui terminar, mas estou quase lá e essa semana vai rolar resenha por aqui. Já adianto que estou curtindo bastante!  Depois dessa leitura, vou para uma que tem cara de ser bem leve e divertida também: Adulta sim, madura nem sempre, da Camila Fremder.  Só pelo título já dá para ter uma ideia do que me aguarda. Também vai rolar resenha por aqui. E, por fim, um livro que está na minha listinha há séculos: Tipos incomuns, do Tom Hanks, que recebi da Arqueiro e esqueci completamente dele. Falando nisso, durante 2019 espero muito resgatar mais livros que eu esqueci que tenho que ler. ;-) E agora: as sinopses para vocês!

1. 9 minutos com Blanda (Fernanda França – Editora Rai) 
Sinopse: Todos os dias, depois de brigar com o despertador que dá apenas nove minutinhos a mais de sono, Blanda se depara com a seguinte situação: ela está quase sem dinheiro, desempregada e sua única companhia é o gato Freddy Krueger. Bom, não exatamente, já que ela namora um cara chamado Max, que nunca realmente assumiu o relacionamento. Max é folgado, não trabalha e também não faz muita questão de conseguir um emprego, mas é justamente com ele que Blanda se vê prestes a dizer “aceito”. Em uma confusão envolvendo muito estresse, a porta giratória de um banco e uma calcinha pink, Blanda conhece alguém que pode mudar sua vida. Mas será que a realidade pode virar um conto de fadas?

2. Adulta sim, madura nem sempre (Camila Fremder – Editora Paralela) 
Sinopse: A vida adulta chega de uma hora para outra e nem sempre estamos preparados para ela. E tudo bem. Um dia você é a jovem moderna que ouve música alta e incomoda a vizinha. Num piscar de olhos é você quem está interfonando para o porteiro e reclamando, aos berros, do som da garota que mora no andar de cima. O que aconteceu? Simples: a vida adulta chegou. Quer dizer, não tem nada de simples. A vida adulta costuma chegar de uma hora para outra, sem avisar, sem um curso preparatório, sem nada. Ou pelo menos é assim que a gente se sente. E a consequência disso é muito estranhamento, reflexões e boas risadas. Saem de cena as noites agitadas e os dias sem grandes preocupações, sendo substituídos por fraldas (no caso de quem tem filho), boletos e muita paranoia com a aparência. Com observações perspicazes e bom humor, Camila nos ajuda a entender e aceitar melhor essa transição.

3. Tipos Incomuns (Tom Hanks – Editora Arqueiro) 
Sinopse: Um affaire agitado e divertido entre dois grandes amigos. Um ator medíocre que se torna uma estrela e se vê em meio à frenética viagem de divulgação de um filme. O colunista de uma cidadezinha com um ponto de vista antiquado sobre o mundo. Uma mulher se adaptando à vida na nova vizinhança após o divórcio. Quatro amigos e sua viagem de ida e volta à Lua num foguete construído num fundo de quintal. Essas são apenas algumas das pessoas e situações que Tom Hanks explora em sua primeira obra de ficção!

**

É isso, pessoal. Agora me conta: quais são as suas metas literárias desse mês? 

Beijos e bom ano,
Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Enfim, 30!

Fan Page ♥  Instagram 


1
17.12.2018
* Top 5: Livros de Natal! ♥

Ei, pessoal. Que tal esse ano presentear, ao menos, uma pessoa com um livro no Natal? É uma forma de incentivar a leitura e ajudar o nosso mercado editorial, que não anda muito bem. E já que o clima é Natalino, separei 4 livros com essa pegada e tem mais um que mamys me deu recentemente. É lá de Portugal, acredito que não tenha um idêntico aqui no Brasil, mas pode ser uma inspiração para vocês também. ;-) Enfim, vamos lá? Bom post. 

PJ - Natal Livros - 2Crédito das imagens: Editora Rico (Eu leio Brasil), Amazon e Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Aconteceu Naquele Natal (Eu Leio Brasil – Juliana Parrini, Janda Montenegro e Samanta Holtz) 
Sinopse: Nicholas sempre teve tudo o que o dinheiro podia comprar: uma vida luxuosa, carro do ano na garagem, roupas de marca e uma namorada de dar inveja. Ele nunca conheceu a tristeza ou a desilusão, até aquela noite em que tudo mudou. Três anos depois, Nick se vê mergulhado em um pesadelo. Sem dinheiro e com a mãe à beira de um colapso, acaba aceitando participar de algo terrível, sem pensar nas consequências. É quando conhece Carolina, dona de um peculiar Fusca azul e do sorriso mais lindo que já viu. Perdido em um caminho que parece sem volta, ele descobre, naquela mágica noite de Natal, como duas pessoas podem encarar a vida de maneiras tão diferentes. Mas o destino é uma caixinha de surpresas e Nicholas está prestes a entender isso quando Carol reaparece em seu caminho e, com ela, sua chance de redenção. Será que a vida lhe reservaria uma segunda chance? Ou uma terceira…
Observação da Pequena: Esse livro já apareceu aqui no blog esse mês e é sério, eu estou louca para ler. Fora que são autoras nacionais e tem cara de ser aquele tipo de história que aquece no coração, o que é sempre bem-vindo nessa época, né? Para comprar, só acessar esse site.

2. Esqueceram de Mim (Intrínseca – Kim Smith) 
Sinopse: as arriscadas aventuras de Kevin McCallister, um menino de 8 anos que, chateado com a mãe, deseja que sua família desapareça. E o desejo se realiza! Sozinho em casa na véspera de Natal, Kevin tem que aprender a se virar e usa suas artimanhas infantis para se defender de dois ladrões insistentes.
Observação da Pequena: Sim, esse clássico filme de Natal foi parar nas livrarias também. Está na minha listinha Natalina e de vocês? Tem aqui nesse site!

3. Um dia em Dezembro (Bertrand Brasil – Josie Silver) 
Sinopse: Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram… e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus. No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?
Observação da Pequena: Foi o último livro que li e sério, recomendo muito. Essa semana vai rolar resenha, mas quem quiser já garantir, é só clicar aqui.

4. Todas as cores de Natal (Agência Página 7 – Vitor Martins, Alliah, Bárbara Morais, Lucas Rocha e Mareska Cruz) 
Sinopse: Nessa coletânea, tem uma divertida história de amigo secreto no curso de inglês que vai fazer o leitor morrer de amores e vergonha alheia por Renato. Também tem as “Garotas Mágicas” para salvar o Natal na capital do país e falar sobre a importância da amizade verdadeira. Tem a história do Danilo, que só queria um fim de ano comum, mas, de repente, tudo dá errado na noite de Natal e ele se vê preso em uma tempestade envolvendo um peru assado, um cachorro e o garoto por quem ele tem uma quedinha. E uma simples viagem em grupo de fim de ano para uma ilha no litoral do Rio de Janeiro pode revelar seres sobrenaturais sofrendo com as alterações mágicas causadas pela poluição dos mares. Por fim, a relação de Benedita com o Natal desde o seu nascimento: são quinze anos de pura diversão, coração partido, amor e amizade.
Observação da Pequena: Uma boa oportunidade de conhecer autores nacionais incríveis e que defendem a causa LGBTQ, que é mega necessária. Quem quiser, está disponível aqui.

***

E para fechar com chave de ouro, o livro que ganhei da Mamys. Ele esteve recentemente em Portugal e achou que eu ia amar essas tradições Natalinas em formato de história literária. Assim que eu ler, conto para vocês. Obrigada, mamys, por incentivar esse meu vício do bem sempre. 

PJ - Natal LivrosCrédito da imagem: Pequena Jornalista

Lembrando que esse post não é publi, ok? É para defender uma coisa que amo: o mundo literário, que não anda muito bem, mas que se cada um ajudar, tudo vai melhorar. ;)

Beijos, Carol. 

Para ler: Natal com Arqueiro

Fan Page ♥ Instagram  


2
12

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019