12.10.2020
* 12 livros que marcaram a infância dos leitores do PJ! ♥

Ei, Gente! :) Para comemorar o Dia das Crianças e o Dia Nacional da Leitura, pedi indicações de livros que marcaram a infância dos leitores lá no Insta do PJ. Separei alguns clássicos e outros que não conhecia. Vamos lá? Bom post. ♥

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Vamos começar pelos clássicos? Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, marcou muita infância. Inclusive a minha! Aliás, eu amo todas as princesas da Disney, mas a personagem que sempre me identifiquei muito: Alice. ♥ Outra história que indicaram é “O Pequeno Príncipe“, de Antoine De Saint-exupéry. Eu ainda não li, juro, mas sempre quando vejo algo dele, lembro da minha mãe. E o que falar de “O mágico de Oz“, de L. Frank Baum? Não sei se cheguei a ler, mas a história na telinha me conquistou!

Pedro Bandeira é um autor brasileiro que marca gerações. A droga da obediência e outras histórias deixaram o mundo dos livros bem mais legal. Ziraldo é outro, né? Amava “O menino maluquinho” e eu não lembro de “Uma professora muito maluquinha“, mas fiquei bem curiosa. Outro clássico que faz parte da infância: A bolsa amarela, da Lygia Bojunga. Sei que tem muita gente que leu, porém, confesso que não lembro se fez parte da minha infância hehehe.

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Recebi indicações de uns títulos bem fofinhos também e que eu quero ler, independente da minha idade hahaha. As cores de Laurinha, do Pedro Bandeira. Como não amar esse livro só pela capa? ♥ Marcelo, marmelo e martelo, da Ruth Rocha, é outro clássico que lembrei agora que fez parte da minha estante. Sopa de letrinhas, da Teresa Noronha, me lembrou da comida que eu mais amava quando era criança hahaha.

Eu tinha medo de bruxa, mas acho que ia adorar a “Bruxa Onilda vai a Paris“, de Enric Larreula e Roser Capdevila. Pode embarcar nessa e em outras histórias da personagem agora? ;-) Listas Fabulosas, da Eva Furnari, tem cara de ser bem engraçadinho e lúdico. Por fim, selecionei “A ilha de chocolate“, da série “Salve-se quem puder“, da Karen Dolby (acho que têm outros autores também). Eu amei o nome e queria mergulhar nessa ilha em busca do melhor chocolate!

***

É isso, pessoal. :) Um livro que marcou muito a infância era um do cachorrinho, que tinha uma minhoca e acho que aquele brinquedo de mola. Mas nunca lembrei o nome! Quem souber, me ajuda, por favorzinho! E um que eu teria adorado ler quando criança, é a história “A fada mamãe e eu“, da diva Sophie Kinsella. Que a propósito, embarquei no último Dia das Crianças e que tem resenha aqui. ♥

E me contem: qual título remete à fase mais inocente da sua vida? No mais, podem opinar à vontade. E obrigada a todos que me ajudaram nesse post. Nem todos são de autores nacionais, mas dá para ter uma ideia de escritores que ajudam na leitura nacional. ;-)

E Feliz Dia da Criança para todos, independente da sua idade. E sempre que for possível, incentive a leitura infantil, que faz toda a diferença nesse mundo. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Filmes infantis que eu amo!
Fan Page ♥  Instagram


8

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020