02.10.2019
* PJ Leu: Teto para dois! ♥

Ei, Gente! :) O mês de setembro foi repleto de leituras incríveis e o último livro que li foi “Teto para dois“, da autora Beth O’Leary. Comprei esse romance na Bienal e valeu cada página! Além da capa chamar a atenção, o conteúdo é maravilhoso. Bem diferentão… Afinal, imagina alugar um apartamento, com apenas uma cama e dividi-la com um completo estranho? Então, vamos lá? Boa leitura! 

PJ Leu - Teto para doisLivro: Teto para dois | Editora: Intrínseca | Autora: Beth O’Leary
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Depois de três meses do fim do relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bem inusitado.

Leon, por sua vez, está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional: sublocar seu apartamento, onde fica apenas na parte da manhã e de tarde nos dias úteis, já que passa os fins de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Mas existe um detalhe… O lugar tem apenas uma cama!

Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Tiffy e Leon, fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as questões do dia a dia por post-its espalhados pela casa. Mas será que tudo isso resiste a um ex obsessivo, uma namorada pra lá de ciumenta, irmão preso e amigos superprotetores? ;-)

Opinião da Pequena: Eu sei. Pareço repetitiva, mas esse livro é MUITO BOM. Com letras garrafais mesmo! Foi um dos livros que mais me chamou a atenção na Bienal e não me arrependo nadinha de ter comprado. A premissa é bem boa e diferente de tudo que já li! E o melhor: a autora não deixa para colocar todos os pingos nos is só no último capítulo, sabem? Mil pontinhos para ela! 

Vamos aos personagens principais? Tiffy já passou por poucas e boas, mas é uma personagem que inspira. Sempre irreverente e de bom-humor! Fiquei imaginando cada look dela. Leon é tímido, na dele, mas é o tipo de crush literário perfeito, na medida certa. Adorei as conversas através de post-its e deu vontade de conversar com o meu namorado por esse meio também hahaha. Os amigos, colegas de trabalho, ex-namorados e atuais ganham destaque na história. Adorei os pacientes, principalmente a Holly. A família também é uma parte bem importante nesse livro! Aliás, a relação entre e o Leon e o irmão é incrível. E o que falar do Mo? Se eu não tivesse a minha terapeuta, iria querer me consultar com ele :)!

A autora trata de assuntos bem importantes, como relacionamento abusivo, de uma forma que faz o leitor refletir. Nada se resolve como um passe de mágica e isso faz a diferença! É tudo com muita delicadeza e certa leveza. Acho que traz proximidade entre os personagens e os leitores! Se você passa por isso, já passou ou conhece alguém que passe, vale indicar e/ou embarcar nessa história, que não é apenas um romance digno de contos de fada!

O final é de arrancar suspiros e tem tudo a ver mesmo! Fiquei apaixonada e, digamos, que rolaram algumas lágrimas. Claro que senti falta de algumas coisas, como um desfecho mais explicadinho do irmão do Leon e a Kay que sumiu muito rápido. Mas não vou entrar em muitos detalhes para não dar spoiler, ok? Ah! O livro traz lições incríveis: o inusitado, às vezes, traz surpresas incríveis. Se permita, vá no seu tempo e sempre valorize os amigos e, claro, a família. Cada caso é um caso, óbvio, mas deu para entender.

Enfim, não sei se esqueci de mencionar algo, mas de uma coisa eu sei: POR FAVOR LEIAM ESSE LIVRO! E já leu esse livro? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo MUITO! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Não se esqueça de Paris

Fan Page ♥ Instagram 


1
08.02.2019
* PJ News de Fevereiro – Oscar, Carnaval e Beleza! ♥

Ei, Gente! :) Não, eu não esqueci do PJ News desse mês. Aliás, fevereiro promete muita coisa, inclusive a noite do Oscar! Quero fazer maratonas de alguns dos filmes que estão concorrendo e vocês? Também tem novidade já para o Carnaval, edições especiais de livros e muita coisa do mundinho de beleza! Vamos lá? Bom post! 

PJ News - Fevereiro 2019Crédito das Imagens: Pequena Jornalista (1), Instagram Intrínseca (2), Divulgação (3, 6, 7 e 8), Instagram Risqué (4), Instagram Garotas Estúpidas (5)
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Para começar: no dia 24 de fevereiro, vamos saber os grandes ganhadores do Oscar. Alguns filmes estão na minha listinha, principalmente, Green Book. Vice, Pantera Negra, Bohemian Rhapsody e Nasce uma estrela já assisti.  E quem ama a Jenny Han, autora do livro “Para todos os garotos que já amei”? Eu! E tem edição nova da trilogia “Verão”, lançada pela editora Intrínseca, que conta a história de uma garota, sua primeira paixão, nessa estação calorosa! Mas se o seu pensamento está voltado apenas para o Carnaval, aqui vai uma outra dica: Camarote Allegria, que acontece na Sapucaí (Rio de Janeiro). Esse ano, eles prepararam sete dias de folia e tem programação para todos os gostos. Para saber mais, é só clicar aqui. ;-)

E quem ama esmalte? \o/ A Risqué, lançou recentemente a coleção Coloridos, com tonalidades bem a cara do verão. Ainda nesse nicho “beleza”, você sabia que a Julia Petit, do Petisco, anunciou o lançamento de uma marca de cosméticos? O nome é Sallve, que tem por objetivo formular produtos com a ajuda dos seguidores e com precinho bem em conta. Achei bem bacana essa novidade e vocês? E para terminar o tema beleza nesse post, até o dia 4 de março, a Sephora apresenta a “Mini Mania“, uma ativação exclusiva que destaca versões mini de produtos que amamos ou que sempre sonhamos em ter para diversas ocasiões. Uma que fiquei desejando é a espuma de limpeza da Caudalie, que purifica e acalma a nossa pele. Além dessa versão ser uma fofura, é bem útil para levar na bolsa, nécessaire de viagem e tal.

Por fim, tem duas novidades para colaborar com os nossos looks do dia a dia. A primeira é a coleção Bohemian, da Damyller. Amei muito essa blusa! Mas toda a linha tá bem fofa, mas essa peça foi a minha preferida. Gostei que dá para usar em qualquer estação, sabem? E a Melissa, lançou modelos de sandálias para a gente curtir o Carnaval e outras ocasiões com muito conforto: é a Melissa Disco, que tem a versão flat também. Já quero: sim ou com certeza?

Prontinho, gente! Qual foi a novidade que fez seu coração acelerar? ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para todos os Garotos que já amei

Fan Page ♥  Instagram 


10
05.07.2018
* PJ Leu: A sutil arte de ligar o f*da-se! ♥

Ei, Gente! E hoje vai rolar mais uma dica literária: A sutil arte de ligar o foda-se, do autor Mark Manson. Esse livro, que foi publicado pela Intrínseca, é uma ótima leitura para quem deseja levar uma vida melhor. Enfim, vamos lá? Boa resenha! ;-)

PJ Leu - A sutil arte de ligar o fodaseLivro: A sutil arte de ligar o foda-se| Editora: Intrínseca | Autor: Mark Manson
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: três livros!

Sinopse: Depois de décadas ouvindo que o segredo para uma vida feliz é pensar positivo, chegou a hora de tentar um caminho que parece ir contra tudo o que você já leu. Que tal experimentar um novo olhar, mais coerente com a realidade e consciente de seus limites? Não espere milagres, mas esta sutil arte pode iluminar o seu caminho, se você estiver disposto a isso. Porque o verdadeiro segredo não é fazer uma limonada com os limões que a vida nos dá, mas conviver numa boa com a úlcera no estômago que vem em seguida.

Sabemos que somos cheios de falhas e limitações, mas não adianta fingir não vê-las. O melhor é reconhecê-las e aprender a aceitá-las. Uma vez que abraçamos nossos medos, defeitos e incertezas, uma vez que paramos de fugir e começamos a confrontar as verdades mais dolorosas, nos abrimos para encontrar coragem, perseverança e e entusiasmo.

Um livro que é o primeiro passo para descobrirmos o que realmente importa em sua vida e o resto, a gente já sabe: f*da-se.

Minha opinião: Quando eu comprei esse livro, esperava uma coisa totalmente diferente. Um título desses me dá ideia de que vou aprender muito e rir na mesma intensidade. Aprendi, mas não foi um livro divertido que imaginei, pelo contrário: demorei para terminar. Então, menos um pontinho para o nome, que, na minha humilde opinião, não bate muito com o conteúdo. Mas, calma, isso não significa que eu detestei, ok? É uma leitura repleta de lições valiosas, que fazem a gente querer encarar a vida de uma outra maneira. Mas de uma forma mais realista, sem tapar o sol com a peneira. É um livro que dá uns tapas necessários na nossa cara!

Dentre tantas anotações para praticar, duas eu quero levar para a vida: a primeira é sobre culpa e responsabilidade. Por exemplo, uma doença pegou você de surpresa? Provavelmente, a culpa não é sua, mas a responsabilidade pertence totalmente a você! Ou seja, você é responsável pela forma que decidir encarar essa situação. É meio lógico, mas lendo isso nesse livro, bateu de um jeito diferente, sabem? E a outra: sabe aquela mania da gente esperar a tal da inspiração para fazer tal coisa? Mark nos mostra que não precisa funcionar assim. Muitas vezes, você deseja escrever um livro, porém, nunca está inspirado. Mas sabe qual é a melhor atitude? Pegar o computador e começar a escrever.  Resumindo: não espere a inspiração chegar para agir. Faça o oposto e pronto!

Enfim, por mais que não seja uma leitura divertida, vale a pena. Destaque para o capítulo que fala sobre a morte de um amigo, que acredito que seja do autor mesmo (agora não lembro desse detalhe) e algumas páginas que mencionam uma rica história de Pablo Picasso. No mais: já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Procurando Gobi

Fan Page ♥ Instagram  


2
25.06.2018
* PJ Leu: Estúpida, eu? ♥

Ei, Gente! :) E a primeira dica literária da semana é: “Estúpida, eu?”, escrito pela blogger Camila Coutinho (do Garotas Estúpidas). O livro, publicado pela editora Intrínseca, é um dos meus favoritos desse ano. Ela, que é uma das pioneiras no mundo dos blogs de moda, mostrou que de estúpida não tem nada e que tem muito a ensinar. Enfim, vamos lá? Boa resenha para vocês! 

PJ Leu - Estúpida euLivro: Estúpida, Eu? | Editora: Intrínseca | Autora: Camila Coutinho
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: cinco livros!

Sinopse: Há alguns bons anos, a designer de moda por formação, Camila Coutinho, resolveu criar um blog em um momento de insônia: Garotas Estúpidas. No começo, era apenas um cantinho para trocar informações com as amigas sobre as celebridades do momento, numa época em que o conteúdo na internet ainda estava engatinhando. Resultado? Com uma atitude pioneira e sem a menor frescura, chegou longe e mostra, que ainda tem muito a alcançar com a sua marca.  Nesse livro, a atual empreendedora, revelou histórias sobre o começo de tudo e mostrou, que por trás do glamour, tem toda uma ralação real.  Além de compartilhar, dicas de como transformar um simples hobby em um grande negócio, levando em conta tudo ao seu redor. ;-)

Minha opinião: Sabe aquele livro que te inspira a sair da sua zona de conforto? Então: “Estúpida, Eu?” é assim! Acompanho o GE há séculos, principalmente, no Instagram, e adoro a originalidade da Camila. Que a propósito está estampada nessa primeira dica de leitura da semana. Dá para ver, que ela escreveu cada capítulo, com todo carinho e dedicação! Isso faz a diferença. A escrita é leve, divertida e direta! Ela ajuda a gente com um milhão de dicas nas entrelinhas de cada parágrafo.

O que eu anotei e espero levar para a vida? Primeiro, que a gente tem que ser cara de pau, mas sem esquecer de um ingrediente fundamental: bom senso! Que a gente nunca pode achar que chegou lá, é preciso inovar sempre, independente do seu “status”. Aliás, humildade, paixão e ralação são palavras essenciais. E por mais clichê que pareça, vai ter um monte de gente, que vai querer te passar para trás, mas serve de aprendizado. Falando nisso, fiquei bem decepcionada com a história que ela contou sobre uma pessoa que eu admirava nesse mundo. Ela não deu nomes, mas quem acompanha o blog, tem uma ideia de quem seja. Mas acontece!

Fora isso, gostei de saber um pouco mais da equipe GE, do painho e de outros nomes importantes da vida dela e do blog. Amei que nos agradecimentos ela colocou o Diego, que por anos fez parte do seu dia a dia. Isso mostra que a consideração, gratidão e respeito são palavras que ela preza. Isso faz a gente admirar mais ainda a pessoa, né? Enfim, amei esse livro e aprendi na mesma intensidade. E já estou praticando, viu Cams? ;p Parabéns e espero que venham outros livros tão bons quanto. E obrigada por compartilhar tanto aprendizado.

Enfim, é uma leitura rápida e não é só mais um livro de blog (nada contra), pelo contrário. Quando eu esbarro no “Estúpida, Eu?” nas livrarias, sempre vejo na área de business. Ou seja? Mais do que um leitura para apaixonados por moda ou internet, é um livro que ajuda REAL quem sonha em transformar um hobby em um profissão, ou simplesmente empreender.  Ah! Destaque também para o projeto gráfico. Um dos meus preferidos! 

PJ Leu - Estupida eu - 2Tietando a Camila no lançamento do livro, aqui no RJ.

É isso. Já leu? Conta o que achou! Ainda não? Recomendo e MUITO!

Beijos, Carol. :)

Para ler: Os quase incompletos

Fan Page ♥ Instagram  


2
28.05.2018
* Top 5: Livros com pegada teen! ♥

Ei, Gente! :) Quem ama embarcar em uma história YA (Young Adult)? Não sei vocês, mas eu adoro esses livros de jovens adultos. Sempre tiro uma lição, me divirto e me emociono horrores! Pensando nisso, separei cinco livros com essa pegada mais teen. Não sei ao certo se todos se encaixam nesse gênero, mas já dá para perceber a ideia. Espero que gostem das indicações. Bom post! 

Post PJ - Top 5 - YACrédito das imagens: Saraiva 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Para todos os garotos que já amei (Jenny Han – Editora Intrínseca) 
Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu para os cinco garotos que já amou. As cartas são sinceras, ela não reprime nada. Escreve tudo o que sente, sem joguinhos. Na vida real, ela jamais diria tudo isso a eles. Até que um dia, alguém envia essas cartas aos destinatários. Resultado? A vida amorosa da protagonista vira de pernas para o ar!
Observação da Pequena: Sabe aquele livro amor? É esse! Desse gênero, é um dos meus preferidos. Ah! Tem mais dois, que ainda não consegui ler. E em julho, se eu não me engano, a Netflix vai liberar o filme inspirado nessa história literária. Para saber mais sobre o que achei do romance da Jenny, é só clicar aqui 

2. Os diários de Carrie (Candance Bushnell – Editora Record) 
Sinopse: Um livro que conta o começo de tudo da história de Carrie, aquela de Sex and The City. Sua adolescência, sua família, amigos, amores e como ela foi parar em NY. Também descobrimos como ela se tornou escritora e outros segredos.
Observação da Pequena: São dois livros que abrem os diários de Carrie, mas esse é o meu favorito. Inclusive, amo a série que teve inspirada nele. Mega recomendo, principalmente, se você é fã da icônica série Sex and The City.

3. Amy & Matthew (Cammie McGovern – Galera Record) 
Sinopse: Matthew sabia quem era Amy, mas não fazia a menor diferença! Afinal, ele também sabia quem eram várias outras pessoas e nem por isso era amigo delas. Amy vivia numa cadeira de rodas, não conseguia verbalizar com ninguém. Só com a ajuda de um computador, ela conseguia se expressar. Porém, mostrava para os outros que era feliz o tempo todo. Até o dia em que Matthew disse a Amy tudo o que pensava sobre sua eterna fachada de felicidade. Sendo assim, Amy viu que era exatamente disso que precisava. Durante um período, Amy seleciona alguns “amigos” para ter ajuda extra na escola (pegar livros, colocá-la no carro e tal). A partir daí, Amy e Matthew viram inseparáveis e ela acaba descobrindo que ele também precisa de ajuda (tanto quanto ela). E quando a relação, que começou com uma amizade, se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava e nem sabem definir, eles percebem que tudo foi dito…. exceto o que mais importava. ;-)
Observação da Pequena: É um dos livros (com essa pegada) mais intensos que já li, mas com uma escrita leve e com personagens bastante ricos. Eu amei e mega recomendo! Quem quiser saber mais, é só clicar aqui.

4. Confissões de uma garota excluída mal-amada e um pouco dramática (Thalita Rebouças – Editora Arqueiro) 
Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para a casa dos avós em Copacabana (RJ), pois com a crise o pai perdeu o emprego e eles tiveram que sair do lindo apartamento na Barra da Tijuca. Resultado? Sua vida virou de cabeça para baixo! Ela perdeu sua privacidade e sua referências. A parte boa foi se livrar do antigo colégio, onde sofria bullying devido ao seu jeitinho peculiar de ser. O problema é que a nossa protagonista está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola e sem conhecer ninguém. Seus maiores medos: de ser excluída novamente, de não fazer amigos e sofrer com tudo isso! Tetê é uma garota divertida, bem-humorada e que adora cozinhar. Porém, está muito mal. Será? Acontece que uma das características dela é ser (um pouco) dramática! Afinal, no primeiro dia de aula as coisas já parecem um pouco diferentes. Ela já conheceu na prática a palavra amigo! Enfim, com o tempo, ela vai descobrir que sair da zona de conforto e enfrentar seus medos é a única maneira de ser feliz. :)

Observação da Pequena: Tetê nos representa, ao menos, em algum momento da vida. Amei essa história criada pela Thalita Rebouças e recomendo a todos, sem exceção. Solte o lado adolescente que existe em você ou relembre! Quem quiser saber mais, só clicar aqui.

5. À procura de Audrey (Sophie Kinsella – Galera Record) 
Sinopse: Audrey é uma adolescente de 14 anos, que tem uma vida comum. Até que um dia, começa a sofrer bullying no colégio. O que parecia ser só uma implicância “inocente”, acaba mudando radicalmente a rotina da nossa protagonista. Resultado? Ela não consegue mais voltar ao colégio, sente pânico quando tem que encarar alguém desconhecido e se esconde atrás de um óculos escuros, faça chuva ou faça sol. Seu diagnóstico: transtorno de ansiedade social e generalizada, além de episódios depressivos. Mas aos poucos, Audrey começa a se recuperar com a ajuda da Dra. Sarah, que passa desafios como gravar um documentários e ir até o Starbucks. Ela também conta com uma ajudinha extra do amigo do seu irmão: o Linus. O que era uma conversa fora dos “padrões” vira uma relação incrível, que afeta todos da história.
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, mas é Sophie Kinsella, né? Então, não poderia ficar de fora desse Top 5. Além disso, tem umas lições bem bacanas. Quem quiser saber mais, é só clicar aqui.

***

É isso, gente!  Claro, que a lista vai além. Quem tiver mais indicações, é só acrescentar nos comentários. E quem já leu algum desses, conta o que achou. ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Top 3 – livros caninos!

Fan Page ♥ Instagram   


0
12

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019