07.02.2020
* Para assistir: Jojo Rabbit! ♥

No próximo domingo, dia 9 de fevereiro, vai acontecer a noite do Oscar. Eu não conseguir assistir a todas as histórias cinematográficas. Algumas, porque não deu mesmo e outras porque eu prefiro não embarcar, como Coringa.

Mas fiquei feliz que vi um dos melhores filmes, que a propósito, está concorrendo a algumas categorias, como: Jojo Rabbit. ♥ E, sinceramente: é um dos meus favoritos. Então, vamos lá? Pega a pipoca, o refri, que a sessão vai começar! ;-)

Para começar, aquele resuminho de sempre: Durante a 2ª Guerra Mundial, na Alemanha vive um jovem nazista de apenas 10 anos: Jojo Rabbit. Ele trata Hitler como um amigo imaginário e bem próximo. Aliás, um dos seus sonhos é participar do grupo Hitlerista, que acredita nos ideais de Adolf Hitler. Até que um dia, Jojo descobre que a sua mãe esconde uma judia no sótão de casa e depois de algumas tentativas de detestá-la e expulsá-la, nosso protagonista começa a gostar da nova hóspede.

E o que eu achei? É um filme que me fez rir muito, de coisas que nunca imaginei. É pesado, mas com aquela leveza que faz com que a gente não tire os olhos da tela em nenhum momento (aliás, só tirei na cena que mostra o porquê do apelido “Rabbit”). É uma comédia, mas não aquela clássica hollywoodiana. É bem emocionante, faz a gente querer guardar alguns personagens no potinho, cair na gargalhada e aqui vai uma dica para os mais sensíveis: melhor levar lencinho, que rolam algumas lágrimas!

Eu amei a escolha dos atores. Scarlett não é uma das minhas atrizes preferidas da vida, mas eu amei ela como “Rosie”, a mãe do Jojo. Imagino o peso nas costas que ela carrega, mas tudo é com muito leveza, mesmo naquela época. Ah! E a personagem, junto com o filho, é dona de uma das cenas mais linda do filme: a que ela faz o papel, literalmente, de mãe e pai. Merece muito o Oscar como atriz coadjuvante.

Quanto ao Jojo, ele é bem carismático e é impossível sentir raiva dele, mesmo com ideais nazistas. Aliás, apesar de tudo, ele apenas um garoto lindo, que deseja fazer parte de um grupo e a maldade, por mais que ele tente de uma forma desengonçada, não existe de forma alguma. O ator é fofo, engraçado e, com certeza, a gente vai vê-lo em muitos filmes. Porque talento é apelido, na minha humilde opinião.

Hitler, é hilário e eu simples amei o ator que interpreta. Não sei a história de cor e salteado, mas acredito que ele capitou totalmente a essência, de forma cômica. Porém, quem ganhou totalmente o meu coração foi o Yorki. A amizade dele com o Jojo é uma das mais lindas e dá vontade de levar os dois para casa. Se um dia eu tiver filho homem, quero igual ao Yorki ou Jojo.

E o que falar da Elsa? A melhor Judia da vida. Amei como a amizade dos dois (com o Jojo) cresce aos pouquinhos. Aliás, essa relação dos dois me lembrou muito a da Liesel e Rudy, da Menina que roubava livros! E isso me fez amar ainda mais o filme. Enfim, os diálogos entre os dois são maravilhosos, as cartas e os desenhos. Os dois deram show de interpretação.

Também amei os outros personagens, como o Capitão Klenzendorf e como o mesmo age em uma das cenas mais angustiantes. Mostra que, naquela época, mesmo quem trabalhava em prol ao nazismo, tinha um bom coração. :)

Amei o final e algumas cenas deram um aperto bem grande. Outras me fizeram querer dançar e levar a vida com simplicidade e felicidade, mesmo com uma gerra acontecendo lá fora! Destaque para algumas músicas da trilha sonora.

Crédito das Imagens: Adoro Cinema

Enfim, deu para notar qual é o meu filme favorito para levar a estatueta esse ano, né? RECOMENDO e MUITO! ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir: A menina que roubava livros
Fan Page ♥ Instagram  


3
31.01.2020
* Para assistir: Jumanji – Próxima Fase! ♥

Eu tenho uma mania. Para deixar as pessoas “mais perto” de mim, aquelas que já se foram, eu assisto filmes, escuto músicas que sei que elas amavam. É uma forma de lembrar delas com carinho e isso acolhe a saudade. Meu pai é um exemplo disso. Sempre faço questão de assistir filmes que sei que ele gostava! Por exemplo? Jumanji.

Ok. Confesso que morria de medo do primeiro, aquele bem antigão! Aquela batidinha já me dava arrepio. Mas essa nova versão eu amo e sei que ele gostaria também! Daí, recentemente eu assisti ao segundo dessa franquia atual e me conquistou mais ainda. Fora que me senti bem pertinho da pessoa que mais sinto saudade. ♥

Então, vamos lá? Com vocês: o que eu achei de Jumanji: Próxima fase. Pega a pipoca, o refri, que a sessão já vai começar! ;-)

Para começar, um pouquinho da história: Como sua vida anda meio confusa, Spencer decide consertar o videogame que permite que os jogadores sejam transportados ao jogo. Na intenção de se sentir forte como no primeiro filme, ele volta para a realidade de Jumanji, só que sem os seus amigos. Logo, os três sentem falta dele e correm para o porão e lá embarcam novamente na aventura para resgatar o companheiro. Mas tem novidade nessa segunda parte! Por exemplo, o jogo está bugado e seu avô e amigo aparecem na partida, que está para lá de emocionante e tudo indica que uma nova fase está por vir! ;-)

E o que eu achei? Tem muita emoção nesse novo nível de Jumanji, mas as sacadas continuam hilárias e diria até melhores! Fiquei apreensiva em algumas partes, mas ri muito, gente. Por isso, é um filme de “ação”, digamos assim, mas a comédia inteligente e nada apelativa continua intacta.

Amei que cada jogador foi parar na pele de outro e isso mostra como os atores são maravilhosos! A entrada do avó do Spencer e seu (ex, futuro) melhor amigo é a mais hilária. Dá um toque a mais, que fez total diferença no filme. Tudo bem que algumas coisas ficaram com aquele ar de dúvida e isso incomoda um pouco, mas tirando esse detalhe, vale cada cena!

E, como falei, o filme tem um “quê” de ação, mas mostra a importância dos amigos e da família. Uma coisa bem clichê, mas que no final aquece o nosso coração. Sinceramente, acho que é uma história para a família toda! Tem risada, emoção e muito aprendizado. E a mensagem de que a velhice é um presente é uma das melhores!

Crédito das Imagens: Adoro Cinema

Enfim, amei. Os efeitos, a premissa, os atores, a trilha sonora e tudo mais! Por isso, recomendo e MUITO!! E obrigada pai por me fazer assistir esse filme que tirou de cena o pânico que sentia e substituiu por uma leveza que me faz amar ainda mais esse mundo cinematográfico! (E obrigada namorado por me acompanhar nesses filmes). ♥

É isso. Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! Ah! E uma observação: caso ainda não tenha visto a primeira parte dessa nova versão, acho que vale embarcar na história antes de assistir esse, ok? ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para ler e assistir: A menina que roubava livros!
Fan Page ♥  Instagram


5
25.11.2019
* Para assistir: As Panteras! ♥

Ei, Gente! :)  Para começar a semana, separei uma dica de filme, que assisti recentemente: As Panteras! Confesso que eu não dava muito por esse filme, mas foi um dos mais divertidos e que me surpreendeu bastante. Então, pega a pipoca, o refri, que a sessão já vai começar. 

4344626.png-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Antes de dar a minha opinião, um resuminho do que se trata: Sabina e Jane são duas Panteras que precisam deixar as diferenças de lado. Afinal, ambas vão embarcar em uma aventura internacional junto a uma nova Bosley! E elas não estão sozinhas, quem as acompanha é a cientista Elena, que junto irá impedir que um novo programa de energia se torne uma ameaça para humanidade. Porém, por trás disso tudo, há um plano maligno, que ninguém imagina! Inclusive, nós, telespectadores. ;-)

4179278.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

E o que eu achei do filme? Confesso que não criei muita expectativa não, mas me prendeu do início ao fim. Tem ação, mas o toque de comédia fez a diferença e não me fez achar maçante o filme ou algo parecido. Enfim, me surpreendeu de uma maneira bem positiva. As protagonistas arrasaram, na minha humilde opinião. Até mesmo a Kristen (de Crepúsculo) me conquistou e acho que ela melhorou bastante como atriz! Ela é muito comédia nessa história, que a propósito tem uma premissa bem boa.

Outra observação: quando a gente acha que descobriu tudo, vem o filme e mostra que a gente chegou a uma conclusão bem cedo. Destaque também para a Elena, que é uma das melhores personagens! Também curti a Jane, mesmo ela sendo mais séria. E o time masculino: amei, principalmente Sam Claflin hahaha. Quem é apaixonado por “Como eu era antes de você”, vai amar rever o ator. ;-)

3435550.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxCrédito das Imagens: Adoro Cinema

Ah! E eu nunca fui de acompanhar todos os filmes das Panteras, então, não posso comparar direitinho e tal. Mas eu mega indico esse filme, que é girl power, mas sem ser forçado. E queria falar que eu amei o figurino, principalmente, da Elena! Ah! E fiquem na sala de cinema até os créditos, que têm aquelas cenas extras que rendem boas memórias (principalmente para o fãs) e ótimas risadas! Ah! E o que dizer da trilha sonora? Dá vontade de escutar todas as músicas!

No mais, recomendo. Para assistir com as amigas, com o boy ou na sua melhor companhia! Não vai mudar a sua vida, mas vai te fazer passar uma horinhas bem divertidas!

E você: já assistiu? Pode opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Post Antigo: A noite do jogo

Fan Page ♥ Instagram   


3
12.11.2019
* PJ News – Novembro: Já é Natal e tem Black Friday! ♥

Com um pouquinho de delay, mas está no ar o PJ News de novembro Sim, já está aberta a temporada de doces e filmes de Natal, tem fofurice para a Black Friday, entre outras coisas. Então, vamos estourar o limite do cartão de crédito juntas? Hahaha brincadeirinha. ;-) Bom post!!

IMG_2979Crédito das Imagens: Adoro Cinema, Instagram Editora Sextante, Instagram Aff The Hype, Instagram Bee Mine e Instagram Rafaellart Doces
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Para começar, tem comédia romântica natalina: Uma segunda chance para amar, com Emilia Clarke, que conta a história de Kate, uma jovem inglesa que tem uma vida para lá de bagunçada. Todo Natal, a mesma trabalha como elfo em uma loja temática e quando conhece Tom, tudo o que parecia impossível se torna realidade e faz com que as barreiras que a própria construiu sejam derrubadas. Estreia final de novembro e eu estou contando os dias! E vocês? ;-)  E como de praxe, também tem livro novo: Mulheres não são chatas, mulheres estão exaustas, da Ruth Manus, publicado pela Sextante. Li o primeiro dela e amei! E esse, que conta sobre algumas inquietações do público feminino em pleno século XXI, acho que vou amar também.

E quem aqui ama t-shirts engraçadinhas? \o Amei essa nova coleção da loja Aff The Hype para vestir. São blusas unissex com toque irônico e bem divertido, tipo essa “I love my job”, entre outras. Na verdade, a coleção está na pré-venda e lança mesmo em dezembro, então, fica a dica! ;-) Ah! Novembro remete à Black Friday, né? Para a data, a Jess, da Bee Mine, vai colocar no site no dia 29 de novembro, o primeiro produto da loja online que eu amo: esse bloco de anotações fofo! Então, fiquem de olho, ok? Por fim, como o Natal já está aí, está aberta a temporada de doces natalinos que amamos, como esse chocotone trufado, da Rafaellart Doces.

***

É isso, pessoal. :) O que vocês desejaram? Podem comentar!
Ah! Antes de terminar esse post, queria dizer que participei do blog lindão: Rainhas da Pechincha. Escrevi um post sobre ansiedade e algumas cicatrizes que ela provocou na minha perna. Espero que gostem! Só clicar aqui para ler. E, obrigada pelo espaço meninas! Foi libertador escrever esse post.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Um dia ainda vamos rir de tudo isso

Fan Page ♥ Instagram  


0
04.11.2019
* Para assistir: A Família Addams! ♥

Ei, Gente! :) No finde, relembrei a minha infância indo ao cinema para assistir “A Família Addams“. Estalei os dedos como a clássica música pede e me diverti bastante com a história, que rende ótimas lições e uma doce (e assustadora, para combinar hahaha) nostalgia. Vamos lá? Pega a pipoca e o refri, que a sessão já vai começar! 

5933410.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Para começar, um resuminho da história: a Família Addams irá receber uma visita de parentes para uma importante celebração. Porém, vizinhos da misteriosa mansão estão com outros planos, que por incrível que pareça, são bem assustadores! Afinal, uma casa mal assombrada não combina nada com um bairro para lá de colorido e que precisa vender e garantir a audiência de um programa estilo “Irmãos à obra”.  Uma aventura de causar arrepios, provocar calafrios e matar a saudade dessa família! ;-)

THE ADDAMS FAMILY

E o que eu achei? Não é o meu filme favorito da vida, mas curti bastante, principalmente porque relembrei a minha infância!  Achei a animação muito bem feita e com personagens que marcaram uma época, desde o primo It até a maravilhosa mãozinha. Aliás, a Wandinha é a minha personagem favorita nessa versão e dá um banho no quesito proteger e amar a família! Mesmo com aquele jeitinho sombrio de ser. Já a filha da Margaux (apresentadora do tal programa) é uma típica adolescente viciada nas redes sociais e esse toque atual fez a diferença no filme. E o que falar do Tio Chico? Amei o destaque e o seu final hahaha. Enfim, ri bastante e quando acabou, nem senti que tinha passado.

Ou seja, a história tem ritmo! Ah! E uma trilha sonora maravilhosa. É impossível não ficar estalando os dedos depois de sair do cine e até mesmo quando o filme está rolando. Também tem lições valiosas e bem pertinentes, como respeito ao próximo, mesmo que o outro seja diferente do padrão e de você. Fiquei bem feliz com o final, mesmo não entendo algumas falas. Mas pode ser que eu tenha deixado passar algo!

THE ADDAMS FAMILY

THE ADDAMS FAMILY

THE ADDAMS FAMILYCrédito das Imagens: Adoro Cinema

Enfim, é um filme que vale a pena assistir com a sua família, seus amigos ou na sua própria companhia. E se você foi dessa época, prepare que essa história vai te deixar nostálgica! No mais, recomendo. ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – ABC do Amor e Meu primeiro amor

Fan Page ♥ Instagram  


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020