23.04.2018
* {Beda 23} – Dia Mundial do Livro! ♥

a313639a58eadc8bc350dbb811d16a1aCrédito da imagem: Pinterest! 

Ei, Gente! :) Sabia que hoje é o Dia Mundial do Livro? Uma das datas mais especiais, afinal, o que seria da nossa vida sem essa palavrinha tão mágica e que faz a gente viajar, aprender, suspirar, chorar, rir e um milhão de coisas mais. Não importa se o livro é ficção, chick-lit, fantasia, thriller, biografia, clássico, entre outros gêneros. O importante é ler. Sem essa de preconceito literário! Enfim, um post curtinho para agradecer a todos os autores pelas histórias incríveis. E todos que fazem parte disso. Seja leitor, blogueiro, editor, livreiro… Cada livro que embarquei, marcou de um jeito. Até quando a leitura não bate muito, acrescenta de alguma forma. Por isso, digo mais uma vez: leia. Faz a diferença, de verdade! Alguns dizem que é uma forma de fugir da realidade. Até concordo, mas é uma fuga tão rica e vasta. Então, por que não?

E aqui vai uma listinha de alguns autores que escreveram algumas das minhas histórias favoritas:

– Sophie Kinsella
– Fernanda França
– Laura Conrado
– Julia Quinn
– Teca Machado
– Lucy Holliday
– Markus Zusak
– Angie Thomas
– Lauren Graham
– Nora Roberts
– Melissa Hill
– Lori Nelson Spielman
– Kiera Cass
– R. J. Palacio
– Deborah McKinlay
– Lauren Weisberger
– Jennifer E. Smith
– Jojo Moyes
– Nicholas Sparks
– John Green

Quem quiser ler alguma resenha de algum desses escritores, é só digitar o nome dele na caixinha de busca do blog, ok? Agora me contem: quem está na listinha de autores favoritos da vida?

3f46654561f3a94efdac2af2b32badd7Crédito da imagem: Pinterest

Beijos, Carol. 

Para Ler: Tradição Livros & Flores – Barcelona!

Fan Page ♥ Instagram 


2
29.12.2017
* Retrô literária: leituras de 2017! ♥

Assim como ano passado, 2017 foi um ano repleto de livros incríveis. Que saíram da estante direto para o meu mundo particular de leituras!  Evolui muito, me aventurei e até ganhei um novo gênero literário que entrou para a minha listinha de favoritos: romance de época. Mas chick lit continua firme e forte no meu topo de amores. Conheci novos autores, me apaixonei por crushs literários, me identifiquei com diversas protagonistas e abri os olhos para mundos que eu só conhecia por alto. E mais uma vez: chorei, ri, me decepcionei e aprendi com cada parágrafo que li. E, claro, compartilhei tudo por aqui. Ao todo, foram 32 livros. Mas independente da quantidade, valeu a qualidade de cada um. Por mais que nem todos tenham me conquistado por inteiro. Vamos lá? Com vocês: as leituras de 2017 da Pequena! :)

c722aff9a4500b8c54768e49d11018ceLista de livros 2017! 
Crédito da imagem: Pinterest

1. O primeiro dia do resto da nossa vida
2. Flor do dia
3. Mas você vai sozinha?
4. Je T’aime Paris
5, Depois daquela montanha
6. O que eu sei de verdade
7. O Duque e eu
8. Isso me traz alegria?
9. As cordas mágicas
10. O sol também é uma estrela
11. Escolha sua vida
12. Meu jeito certo de fazer tudo errado
13. Falando o mais rápido que posso
14. Quase um romance
15. Paris para um e outros contos
16. Amanhã eu paro
17. Uma noite com Marilyn Monroe
18. A pequena livraria dos corações solitários
19. Dois a dois
20. Chata de Galocha
21. Nossa Música
22. Minha vida não tão perfeita assim
23. Tudo e todas as coisas
24. Na minha onda
25. Meus dias com você
26. O ódio que você semeia
27. Como agarrar uma herdeira
28. Blogueiras ponto com
29. Como se casar com um marquês
30. Antes de partir
31. Fazendo as pazes com o corpo
32. Uma história de verão

E agora com vocês: os meus cinco livros favoritos do ano. A listinha merecia mais, porém regras são regras. E depois da árdua tarefa, escolhi esses que merecem o prêmio PJ. 

Favoritos 2017 - PJCrédito das imagens: Saraiva e Skoob 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. O ódio que você semeia
2. Como agarrar um herdeira
3. Minha vida não tão perfeita
4. Escolha sua vida 
5. Je T’aime Paris

***

É isso, pessoal.  Que 2018 seja tão incrível no quesito livros quanto 2017. Obrigada autores por criarem histórias que me ensinaram tanto. Também um agradecimento especial a Arqueiro, Sextante e escritores por mais um ano de parcerias. Muito obrigada pela confiança e carinho! Vocês são incríveis! Ah! E me contem leitores: como foi o ano literário de vocês? ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: lista de livros 2016

Fan Page ♥  Instagram


1
29.04.2017
* {Beda 29} – PJ Entrevista: Escritora Gabi Freitas! ♥

Ei, Gente! Quem topou responder algumas perguntinhas para o PJ foi a escritora Gabriela Freitas, que acabou de lançar o livro “O Verão em que tudo mudou” (junto com Vinícius Grossos e Thaís Wandrofski), publicado pela Faro Editorial. Conheci a Gabi através do blog dela, o “Nova Perspectiva” e, desde então, virei fã. Os textos dela são incríveis e quando soube que ela ia lançar um livro, mandei mensagem e na hora topou. Enquanto não tem resenha, tem a entrevista. Espero que gostem. Eu adorei!

17796867_1170457706413871_7242251217828827751_nCrédito da Imagem: Peguei no Insta da Gabi
PJ Entrevista: Gabriela Freitas (ela é a do meio) 

1. Uma curiosidade sobre o livro “O verão em que tudo mudou” que quase ninguém sabe?
R:
Vou contar duas, pode? hahaha! O livro começou a ser escrito praticamente depois do verão acabar. E nós três mal nos conhecíamos! Acho que a amizade que nasceu entre nós foi a maior surpresa que o “OVEQTM” nos proporcionou enquanto estávamos escrevendo. É engraçado porque eu, o Vi e a Thaís somos bem diferentes, mas a gente tem uma sintonia que é coisa de outro mundo (sério!).

2. Tem alguma mania peculiar na hora de escrever? 
R: Eu escrevo lendo em voz alta, preciso ouvir o que to criando para ter certeza que faz sentido. Isso não é tão peculiar, exceto quando a ideia surge e eu to na rua.

3. O que te inspira nesse processo de escrita?
R: O amor. Eu escrevo do jeito que eu sinto, mesmo não tendo vivido aquilo que tá escrito.

4. Você sempre quis ser escritora? Conte um pouco da sua trajetória, desde o seu blog, até o livro e seus planos daqui para frente.
R: Sim! Desde pequena meu sonho sempre foi produzir romances. Eu amava as aulas de redação, de literatura e história exatamente por isso. Com o tempo, comecei a escrever sobre o meu dia a dia, as coisas que eu sentia, vivia, e fui tendo retorno. Criei o blog aos 15 anos, nesse época eu ainda escrevia sobre coisas que eu sentia, mas fui aprendendo a brincar com as palavras, fui descobrindo como viver, por meio delas, histórias que nunca foram minhas. Hoje eu não me vejo mais sem fazer isso! Tanto que já estou trabalhando no próximo livro e tenho vários planos nessa linho pro futuro.

5. Três livros que salvaria de um incêndio da sua biblioteca? (Não pode ser o seu hahaha)
R: AAAAH, droga hahaha! Com certeza eu salvaria o “Pequeno príncipe“, que é meu livro favorito da vida! Depois o “Um dia“, o meu romance preferido. E ficaria entre “Por lugares incríveis” e “Extraordinário“.

PJ Entrevista - O Verão em que tudo mudouO livro: O Verão Em Que Tudo Mudou fala sobre quebrar um pouco do comodismo que estamos acostumados e começarmos a ir atrás daquilo que queremos, seja sobre nós, seja sobre a nossa vida. São três histórias que se cruzam em função da amizade entre as personagens, mas que, ao mesmo tempo, andam de forma independente. Cada uma tem uma mensagem especial e com certeza dão uma chacoalhada no leitor.
(Crédito da Imagem: Saraiva)

***

Toda sorte do mundo, Gabi. Você merece! Muito obrigada pela entrevista, viu? Mais histórias para você e para os seus leitores (e futuros).  Ainda não li, mas assim que eu ler, posto a resenha aqui, gente! Ah! Quem quiser comprar o livro é só clicar aqui (ou em qualquer livraria do Brasil). Quer saber um pouco mais sobre a Gabi? Segue ela lá no Insta!

Quem já conhecia a Gabi? Conte aqui! Ah! Podem opinar sobre o post à vontade. ;-)

Beijos, Carol.

Para relembrar: Entrevista com Vinícius Grossos!

Fan Page ♥  Instagram 


3
06.12.2016
* PJ Entrevista: Bibba Pacheco! ♥

Oi, Gente! A entrevista de hoje é com a Bibba Pacheco, curitibana e autora do livro “O Poder da Alegria“, da editora Gente. Ah! Mas não para por aí, a nossa entrevistada também é mestre de yoga e DJ internacional. Nesse bate-papo, ela contou um pouco sobre a obra, ensinamentos e como concilia tudo isso. Bom post!  ;-)

o-poder-da-alegriaCrédito da imagem: Site Saraiva! 

1. Fale um pouco sobre o livro e o que o leitor pode esperar!
R: “O Poder da Alegria” é um presente para todo mundo! Despertará felicidade, equilíbrio, esperança, confiança, poder, paz de espírito, amor e sentimentos elevados a todos os leitores. Escrevi e produzi esta obra literária com todo o amor, carinho, respeito e admiração pelos seres humanos. Eu acredito em você! Esta obra literária lhe trará a oportunidade de praticar a compreensão e a aceitação de si mesmo, aprendendo a arte de viver. Cada um é responsável pela sua realidade. Quando você produz paz em si mesmo, emana a mesma energia para o mundo. Então, o melhor que você pode fazer – por si mesmo e pelos outros – é equilibrar suas emoções, seu corpo e sua mente através de leituras elevadas, alimentação equilibrada, exercícios físicos, pensamentos construtivos, yoga, meditação. A paz no planeta chegará quando um número suficiente de seres humanos a encontrarem e a manifestarem. A principal mudança começa dentro de você, por isso “seja a mudança que você quer ver no mundo.”

2. Conte um pouco sobre a sua trajetória e seus objetivos!
R: Desde alfabetizada soube que escreveria um livro. Cresci interessada pela arte em todas as suas formas: dança, literatura, fotografia, música, cinema. Naturalmente conectada com a minha intuição, sempre soube o que queria ser. Com 5 anos já me apresentava em recitais de piano clássico e dominava a teoria musical. Formei-me em Publicidade e fiz pós-graduação em Produção de TV e cinema. Morei em vários países em busca de cultura e conhecimento. Depois continuei desbravando o mundo como produtora musical e DJ, estimulada pela música, a minha razão de ser. Quando toco, escrevo ou ensino yoga/meditação, estou a serviço da felicidade alheia, transmitindo alegria por meio da arte. No desenvolver da minha sensibilidade, participei de cursos de controle da mente e expansão da consciência, até que me senti apta a ir além. Então, fui para Boston, cursar Psicologia na Universidade Harvard, e me tornei coach de desenvolvimento humano. Na mesma época, depois de quase vinte anos de prática de yoga, estudei arduamente para tirar o diploma de mestre de yoga e educadora de bem-estar e saúde pela Chopra Center Faculty na Califórnia. Escolhi um estilo de vida zen, repleta de harmonia, equilíbrio, serenidade, felicidade, paz, amor, e sou profundamente grata pela realidade de construí. Emociono-me ao imaginar que o melhor ainda está por vir!

Meu maior motivo é auxiliar as pessoas que buscam a felicidade plena. Meu propósito de vida sempre foi uma conexão profunda com a minha versão divina. Passei décadas me desenvolvendo e procurando respostas, até que um dia, na Índia, as perguntas naturalmente cessaram. Encontrei no desenvolvimento pessoal, no conhecimento ancestral e na yoga o equilíbrio entre corpo, mente e espírito. Foi este nível de desenvolvimento que me tornou apta a auxiliar outros seres humanos, que nada mais são do que uma extensão de mim mesma, já que nós somos um. Seva em sânscrito significa “serviço desinteressado”, é o amor em ação. É quando você deixa de lado os seus interesses para se colocar a serviço do bem geral. O contentamento vem dessa profunda realização. Não há satisfação maior do que a que sentimos quando proporcionamos alegria aos outros. A felicidade é o único bem que se multiplica quando compartilhado. A natureza do ser humano elevado é o amor. Em um mundo melhor, a lei natural é a do amor.

bibba-pacheco-pj-entrevista-2Bibba Pacheco!
Crédito da Imagem: Divulgação (Assessoria de Imprensa)

3. Se autoconhecer é um processo que nunca acaba, né? Para praticar esses ensinamentos todos os dias, quais seriam as suas dicas mais valiosas?
R: Viver é uma habilidade a ser desenvolvida. “O Poder da Alegria” trará ao leitor/leitura a oportunidade de praticar a compreensão e a aceitação de si mesmo/a, aprendendo a arte de viver. No interior de cada pessoa há um manancial inesgotável de alegria. Para um nível mais alto de amor próprio invista no autoconhecimento. Apenas depois que você realmente se conhecer e desenvolver sua melhor versão, poderá ser mestre na arte de se relacionar, influenciando positivamente o mundo ao seu redor. Sua presença é valiosa. Suas escolhas trazem mudanças para o mundo. Através desta leitura elevada você aprenderá a desenvolver o seu poder, promovendo o encontro com uma versão poderosa de si mesmo. Tudo à sua volta provém do que você cultiva no seu interior. Você é um reflexo do que transmite. Portanto, apenas você pode se curar, ninguém mais tem essa responsabilidade. A força, a coragem e o poder já estão no seu interior, procure por eles. Tome o controle do que é seu, assim qualquer obstáculo se tornará um aprendizado prazeroso.

4. Você é meste de Yoga e DJ também. Conte um pouco como é mesclar essas duas atividades!
R: A prática diária de exercícios – entre outros fatores – é essencial para a obtenção da saúde perfeita, equilíbrio pleno e felicidade suprema. Aos dezesseis anos realizei minha primeira prática de yoga com uma sensação de plenitude extra-humana. Naquele momento descobri uma das chaves para a longevidade. A yoga é o caminho mais curto para a cura, é uma prática disponível para a evolução de quem estiver pronto para utilizá-la com consciência. Seu verdadeiro propósito é criar uma conexão profunda de concentração, para assim desenvolver a transformação interior. Ela trabalha a disciplina e a determinação, que são habilidades fundamentais para se manter equilibrado por toda uma existência. E a música sempre esteve presente na minha vida. Comecei a estudar a sua teoria e piano clássico com 4 anos, e nunca mais parei. Depois naturalmente me interessei por instrumentos de sopro, corda e percussão. Fiz aulas de canto quando estudei Artes Cênicas. Morei muitos anos fora do Brasil, em Sydney, Londres, Miami, sempre estudando e trabalhando com áudio/vídeo, e em Barcelona, quando fiz uma turnê tocando pela Europa. Depois de ter sido influenciada pela música eletrônica em Londres em 2001, comprei o set up (popularmente chamado de pick-up) para ter um novo instrumento musical. Tocava informalmente e de repente, comecei a receber propostas irrecusáveis de trabalho. A partir dali meu hobbie se tornou profissão.

Acabei de lançar uma música nova “Be Free”, disponível no meu site e worldwide, que combina perfeitamente com o tema do livro: “To be free, give yourself love, forget and forgive, bring your bright light”. Sempre escrevo, canto, componho e produzo as minhas tracks eletrônicas. É uma satisfação imensa expressar minha personalidade através da yoga, da literatura, da música. Toco o que toca o meu coração. Sou grata por trabalhar com arte, que é o que representa melhor a minha alma leve e o meu espírito livre.

bibba-pacheco-pj-entrevista-3Crédito da Imagem: Divulgação (Assessoria de Imprensa)

5. Pergunta clássica aqui: se tivesse um incêndio, quais seriam os três livros que você salvaria?
R: Vedanta Eternities, AutoBiografia de um Iogue e Bhagavad Gita.

**

Bacana a entrevista, né? Várias mini dicas! Enfim, podem opinar à vontade! ;-) Muito obrigada, Bibba! Pelo pouco que você contou aqui, já dá para imaginar que o livro acrescenta muito. Ah! Quem quiser saber um pouco mais sobre o livro e a entrevistada é só clicar aqui.

Beijos, Carol. 

Para ler a entrevista com a Roberta Faria, é só clicar aqui.  

Fan Page ♥  Instagram


4
30.11.2016
* PJ Leu: Becky Bloom ao resgate! ♥

E a dica literária da semana é Becky Bloom ao resgate, da autora Sophie Kinsella. Esse é o oitavo livro, publicado pela Editora Record, da série que fala sobre a nossa consumista número um do mundo dos livros. Ah! Quem ainda não leu o penúltimo livro, pode conter spoiler esse post. Ai volta depois! ;-) Mas quem já leu ou não se importa, vamos lá? ♥ 

pj-leu-becky-bloom-ao-resgateLivro: Becky Bloom ao Resgate | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella | Preço: R$ 31,90 (vi na Saraiva)
Crédito da Imagem: Site Saraiva

Sinopse: No oitavo livro, Becky Bloom está em uma missão de resgate. Hollywood se mostrou cheia de surpresas, encrencas e confusões. Mas agora ela, a família e seus melhores amigos estão a caminho de Las Vegas dentro de um trailer. Nossa protagonista fará tudo que estiver ao seu alcance para descobrir o que há por trás do sumiço do seu pai e do marido de Suze. Afinal, por que ele precisa tanto ajudar o seu velho amigo Brent, que por sinal ninguém sabe por onde anda?

Becky sabe que sua tarefa não é nada fácil, mas está disposta a fazer o que for preciso para desvendar todo esse mistério, inclusive colocar em prática o plano mais audacioso de todos os tempos. Mas será que a estratégia mirabolante irá servir para salvar sua família e seus amigos? As brigas são constantes e os obstáculos são muitos,  mas a gente sabe: ela não desiste tão fácil. ;-)

Minha opinião: Ao longo do tempo, as histórias da Becky acabaram se tornando um pouco previsíveis, mas a diversão é a mesma gente. Me diverti muito com esse livro e adorei como a Sophie o conduziu. Ok! Um pouco exagerado todo o mistério, mas estamos falando da Becky, sua família e amigos, né? Óbvio que tem que ter exagero no meio. E mesmo com todos os clichês, alguns elementos me surpreenderam. Por exemplo? A Becky finalmente evoluiu, porém: a essência dela continua intacta. Sempre amei o Luke, mas em alguns momentos achava ele meio frio, sabem? Nessa aventura, achei ele bem mais companheiro e com os melhores conselhos! A Janice me conquistou totalmente. Que amiga fofa, gente! Ah! E preparem o coração: Derek Smith está de volta em uma versão mais suave (digamos assim hahaha)!

De resto, é o tipo de leitura ideal para distrair, rir e, claro, tirar lições valiosas. Adoro o jeito da Becky de não sossegar enquanto não consegue. De ir atrás, mesmo todo mundo com um pé atrás. Também tive mais uma prova (mesmo que literária) de que a família e os amigos são fundamentais para a nossa vida. Ah! Falando nisso, todos os personagens continuam com o mesmo jeitinho de ser. Malucos, mas sempre dispostos a ajudar (com algumas exceções, tipo a Alicia, vaca pernalta hahaha).

Fiquei bem feliz com o desfecho e, posso estar errada, mas acho que deve ser último da série. Por isso, dei um abraço bem apertado no meu livro, quando terminei a última página. Todas as histórias, uma hora, chegam ao fim. Mas o importante são as lembranças. Obrigada, Sophie, por ter nos presenteado com uma das personagens mais hilárias do mundo literário. ♥ 

4c4fb55226b21c618094c045e5bf6600Crédito da imagem: Pinterest!

Acho que é isso! Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!
Para ler as resenhas dos outros livros da série é só clicar aqui, aqui e aqui.

Beijos, Carol.

Fan Page ♥  Instagram


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018