08.03.2019
* Dia Internacional da Mulher: Top 4 literário – Girl Power! ♥

Ei, Gente! :) Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, resolvi fazer um “top 4 – Girl Power” com livros de autoras brasileiras e estrangeiras. Algumas leituras são mais pesadas, outras leves, na medida certa. Mas não importa! Todas me ensinaram muito e me inspiram até hoje com as sábias palavras que encontrei em cada capítulo. Enfim, vamos lá? 

Dia Internacional Da Mulher - PJ - Top 4 - 2019Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Coragem (Rose McGowan – Editora Harper Collins)
Sinopse: Rose McGowan se tornou uma das atrizes mais desejadas de Hollywood da noite para o dia. Mas o que seria um sonho, virou logo um inferno pessoal e, com o tempo, ela se reemergiu como um ícone feminista ao expor verdades sobre a indústria hollywoodiana. Mas sua história começou muito antes: aos 13 fugiu de casa e viveu de forma instável, morando e saindo das ruas. Até que foi descoberta por Hollywood, viu seu estrelato se tornar um verdadeiro pesadelo de exposição e sexualização constantes. Um mercado machista a tornou, sem consentimento, em apenas um produto, excluindo sua identidade e imagem, tudo em nome do lucro. Mas o que essa seita não esperava, aconteceu: ela não ficou calada e voltou expondo as verdades, incluindo os crimes cometidos por Harvey Weinstein, um produtor cinematográfico, que tem coleções de denúncias de assédios sexuais. Um livro de memórias, em forma de manifesto honesto e sem censura alguma!
Observação da Pequena: É pesado esse livro, mas é o tipo de leitura necessária e que todos deveriam embarcar. Coragem é pouco para o que a Rose significa! Aliás, tem resenha aqui.

2. Um dia ainda vamos rir de tudo isso (Ruth Manus – Editora Sextante) 
Sinopse: Um dia ainda vamos rir de tudo isso é uma coletânea de crônicas escritas pela advogada e professora de Direito do Trabalho e Direito Internacional: Ruth Manus. Textos que já foram publicados no blog do Estadão, em sua coluna no Estado de S. Paulo e no jornal Observador, de Lisboa. E alguns são inéditos! Fala de tudo um pouco, desde assuntos banais, temas sobre machismo, padrões estéticos, família, Portugal, amor, amizade e muito mais. Textos que nos dão a certeza de que sim: um dia ainda vamos rir de tudo isso e levar aprendizados para a vida toda!
Observação da Pequena: Quem ama crônica, tem de ler. E quem não ama, também. É impossível não se envolver com  cada texto. Ruth é bem gente como a gente e mega girl power! Tem resenha aqui.

3. Adulta sim, madura nem sempre (Camila Fremder – Editora Paralela) 
Sinopse: Um livro que reflete sobre a chegada da fase adulta. Que muitas vezes, nem está lá, mas, de acordo com a sociedade, já deveria estar lá há séculos. A autora brasileira conta para a gente sobre a sua experiência com a transição do fim da adolescência para a maturidade. Que a propósito, chega do nada e pode ser assustadora! Fala sobre a maternidade, relacionamentos e a autoestima. De um jeito bem-humorado, ela conta passo a passo e histórias como entregar um freela para ontem, pagar a conta de gás atrasada e colocar o bebê para dormir. Tudo junto e misturado! E, de forma alguma, ela finge que está tudo sob controle e que essa transformação não é tão simples. E tudo bem! O melhor é aceitar e adotar o melhor remédio: rir muito!
Observação da Pequena: É tipo uma terapia literária se você não está entendendo nada sobre a vida adulta! Ca Fremder arrasa muito! É uma verdadeira girl power, gente como a gente e que virei mega fã! Tem resenha aqui.

4. Me Poupe (Nathalia Arcuri – Editora Sextante) 
Sinopse: Sabem aquelas dúvidas financeiras, que surgem na nossa cabeça, e muitas vezes, recebemos respostas que nos enrolam ainda mais? O livro “Me Poupe”, tem por objetivo esclarecê-las, de forma simples e direta, sem enrolação. Através da sua experiência, a criadora do maior canal de finanças no Youtube, Nathalia Arcuri, tem por objetivo nos auxiliar na hora de economizar no dia a dia, explicar como poupar, mesmo ganhando pouco. Além de contar também quais são os melhores e piores investimentos, entre outras questões. É tipo uma luz no fim do túnel, ainda mais para quem não tem ideia do que significa previdência privada, tesouro direto e por aí vai. Um livro divertido e que mostra que esse tema não precisa ser tabu, nem sinônimo de taquicardia. ;-)
Observação da Pequena: Aquele livro que vai direto ao ponto, sem enrolação. Achei bem pé no chão e as dicas que ela dá me acompanham até hoje! Depois do livro, minha mente financeira mudou muito! Tem resenha aqui.

**

É isso! :) Já leu algum? Me conta o que achou. Ainda não? Qual tem vontade de acrescentar na lista de metas literárias? Ah! Aproveito para desejar um Feliz Dia (todos os dias) para todas as mulheres, que inspiram diariamente, nos mínimos detalhes (mamys e irmãs, principalmente)! Lembrando que a gente pode ser e fazer o que a gente quiser (sem desrespeitar e pisar em ninguém, claro). O padrão aqui é não seguir padrão e, sim, a sua essência. Sua felicidade que importa, ok? 

53311859_2449878821691326_1117734220530188288_nCrédito da Imagem: Bia Pof!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Top 3 Literário – Girl Power

Fan Page ♥  Instagram


0
08.03.2018
* Dia Internacional da Mulher – Top 3 literário: Girl Power! ♥

Ei, Gente! Em primeiro lugar: feliz Dia Internacional da Mulher para todas! A gente merece. Para ter uma homenagem bem Girl Power, fiz uma mini listinha de três livros de mulheres poderosas, que contaram histórias inspiradoras! Espero que gostem. Bom post! ;-)

PJ - Girl PowerCrédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Girl Boss (Sophia Amoruso – Editora Seoman) 
Sinopse: Sophia Amoruso é o grande fenômeno que está por trás do site Nasty Gal, uma loja virtual que começou no Ebay e alcançou um sucesso que muita gente não colocaria a mão no fogo! Ela fez história, que está detalhada nesse livro, que conta sobre os bastidores do site e a trajetória da Girl Boss em questão. Além disso, está repleto de avisos, lições e valores que devem fazer parte da vida de cada pessoa, independente da profissão. Esteja ligada ou não com a moda. Palavras como sucesso, fracasso, comportamento, intuição, originalidade, regras e todas essas coisas que fazem parte da vida de uma verdadeira Girl Boss, trazem um sentido a mais nessa dica literária.
Observação da Pequena: A gente não precisa seguir ao pé da letra o que a Sophia fala, mas esse livro traz lições que valem anotar no caderninho e levar para a vida. Ela é uma Girl Power, mas isso não significa perfeição. Longe disso! Mas está tudo bem, né? Enfim, mega recomendo essa leitura, que inspira mais do que imaginamos. Quem quiser saber mais, fiz um post sobre Girl Boss aqui.

2. Fazendo as pazes com o corpo (Daiana Garbin – Editora Sextante) 
Sinopse: Daiana Garbin passou 22 anos odiando o próprio corpo. Sentia-se eternamente inadequada! Tinha vergonha de si mesma e de seu descontrole diante da comida. Encarou dietas hiper-restritivas, passou por três cirurgias plásticas, fez procedimentos estéticos agressivos e ficou viciada em remédios para emagrecer. Sempre acreditando que um corpo magro lhe traria paz e felicidade. Foi só depois de muito sofrimento que ela descobriu que a insatisfação profunda que sentia em relação ao corpo não era vaidade nem frescura: era doença. Diagnosticada com transtorno alimentar, a autora decidiu compartilhar sua história para ajudar as pessoas que sofrem em silêncio por querer se enquadrar em padrões inatingíveis e acabam deixando de aproveitar a própria vida. Ela revela o longo caminho que percorreu para aprender a ficar em paz com o corpo e com a comida. Os altos e baixos, o que deu certo, o que deu errado. As vezes que quis jogar tudo para o alto e o momento em que percebeu que existia uma saída.
Observação da Pequena: A Dai tem a minha admiração eterna! Compartilhou a sua história e com certeza vem ajudando milhares de outras. Ela é GIRL POWER assim: com letras maiúsculas mesmo! E olha, não precisa ter  transtorno alimentar para tirar lições valiosas não. Ela mexe com a vida de todas e mostra a verdade nua e crua: não há perfeição e não há problema algum nisso. Quer saber mais? Tem post sobre esse livro aqui.

3. Mas você vai sozinha? (Gaía Passarelli – Editora GloboLivros) 
Sinopse: Viajar sozinha é um tema impactante para as mulheres. É um caso de amor ou medo! Neste livro, Gaía Passarelli fala com sinceridade e bom-humor sobre suas aventuras pelo mundo, sempre acrescentando dicas, entre outras coisas importantes. Mas fique tranquila: ela não vai te dizer pra largar tudo e sair por aí, nem te dar dicas de como ser cool em Nova York. Nada disso! Ela conta como é ser consolada por um xamã andino, molhar os pés nas águas do mar do extremo sul da Índia e dormir debaixo de uma mesa de bar no Texas. Essa história é sobre viajar e voltar pra casa. Um livro que fala sobre ser mulher e, ao mesmo tempo, ser livre pra viajar por aí sem companhia, sem medo e sem preconceito.
Observação da Pequena: O que eu mais amei nesse livro é que ela encoraja as mulheres, mas sempre alertando. Se o assunto é viagem e o medo vem logo a seguir, você tem de ler esse livro. De verdade! A gente conhece aventuras que inspiram e que mostram que viajar sozinha faz bem, mesmo que seja uma viagem bem curtinha. Ou apenas uma ida ao cinema. Independência tem tudo a ver com Girl Power. Mas, claro, sem ultrapassar o seu limite. Mas você pode se surpreender até o ponto que ele vai. Enfim, para saber mais, tem resenha dessa história aqui.

****

É isso, meninas! Espero que gostem e podem opinar à vontade! ;-) E desejo um ótimo dia. Aliás, não só hoje. Essa data é especial, mas todos os dias merecemos as melhores coisas. Principalmente: respeito! Respeito por aquilo que queremos ser, sem ter de encarar olhar torto. Girl Power do jeitinho de cada uma! Isso que importa. Chocolates, flores são bem-vindos, na minha opinião. Mas essa palavrinha (respeito), a gente nunca pode trocar por nada. E aqui vai um beijo especial para as quatro mulheres da minha vida: mamys e irmãs (minha cachorrinha Jeanninha está incluída ;p). 

PJ - Girl Power - 2Crédito da imagem: Monica Crema 

Beijos, Carol.

Para ler: PJ News – Março!

Fan Page ♥  Instagram


1
07.03.2018
* PJ News Março: Somos Harper Collin’s! ♥

Ei, Gente! Prontos para mais um PJ News? ;-) Março tem novidades quentinhas: livros, promoções especiais para o mês da mulher, filmes, coleções da próxima temporada de moda e muito mais. Separei as sete que mais chamaram a minha atenção. Inclusive, uma nova editora parceira do blog. Vamos lá? Bom post! 

PJ News - Março 2018Crédito das Imagens: Adoro Cinema / Divulgação Assessoria de Imprensa / Saraiva / Arqueiro / Instagram Rafaellart Doces
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Para começar, tem comédia brasileira nova: Os Farofeiros, que conta a história de quatro colegas de trabalho que se programam para curtir um feriado em uma casa de praia. Porém, nem tudo sai como planejado e eles descobrem que se meteram em uma grande roubada. Começando pelo destino, depois a casa e por aí vai. Vi o trailer e acho que é aquele filme que lava a alma com tanta risada. Estreia essa semana, pelo menos aqui no Rio de Janeiro. E já que esse mês tem Dia Internacional da Mulher, várias marcas estão com ações especiais. Por exemplo, a Malina Beauty, especializada em produtos de beleza e eletroeletrônicos para o cabelo, está oferecendo 25% de desconto em todo site, até o dia 31 de março. E na compra de uma prancha modeladora, a cliente ganha uma escova desembaraçadora e um suporte para a chapinha. Achei bem útil! E já que as águas de março estão chegando, isso significa coleções outono/inverno. A Shoulder vai lançar a linha “Supernova“, com peças repletas de constelações. A minha preferida é essa blusa com o clássico nó, que deixa o look bem charmosinho!

E vamos aos livros? Primeiro, a Record lançou recentemente “Em outra vida, talvez?“, da autora Taylor Jenkins Reid. Fala sobre Hannah Martin, que aos 29 anos já morou em várias cidades e trabalhou em incontáveis lugares. Apesar das experiências, nada ajudou a decidir que rumo dar à vida. Depois de sofrer uma decepção amorosa, ela resolve voltar para Los Angeles, sua cidade natal. Para comemorar a mudança, nada melhor do que reunir velhos amigos num bar. E é lá que Hannah reencontra Ethan, seu ex-namorado da adolescência. No fim da noite, tanto ele quanto Gabby lhe oferecem carona. Será que é melhor ir com a melhor amiga ou com o ex? Então, em realidades alternativas, os leitores acompanham os dois cenários. Acho que tem bem o estilinho de história que eu gosto! Falando em lançamento literário, tem a nova aposta da Arqueiro (parceira do blog): A mulher na Janela, de A. J. Finn. Um thriller que conta sobre Anna Fox, que mora sozinha em uma bela casa, que um dia abrigou a sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e… espionando os vizinhos. Quando os Russells, se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo começar a ruir. Quem gosta desse gênero, fica a dica. ;-)

A Páscoa é só dia 1º de abril, mas já é bom olhar os ovos de Páscoa e tal. Ano passado, encomendei um ovo de colher, da Raffaelart Doces, e nossa: fui ao céu, mil vezes! Quem quiser mais informações, só olhar o Insta dela (@rafaellartdoces), que ela já está aceitando encomendas. E, por fim, a novidade que mais me deixou feliz: o PJ é o mais novo blog parceiro da Harper Collin’s! Tem como não amar essa notícia? Então, aguardem muitas histórias dessa editora, que eu adoro! Obrigada pela confiança!! Pode parecer bobeira, mas nessas horas, a gente percebe ainda mais que está no caminho certo! 

É isso, gente! Tem alguma novidade e quer compartilhar? A caixinha de comentários está aí para isso! No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Para Ler: Oscar 2018!

Fan Page ♥  Instagram


1
08.03.2017
* PJ Leu: Mas você vai sozinha? ♥

Ei, Gente! E a dica literária de hoje é: Mas você vai sozinha?, da autora Gaía Passarelli. O livro, que foi publicado pela editora Globo Livros, conta histórias de uma mulher viajando o mundo. Tudo a ver com o dia de hoje, né? Bom post!

PJ Leu - Mas você vai sozinhaLivro: Mas você vai sozinha? | Editora: Globo Livros | Autora: Gaía Passarelli
Crédito: Pequena Jornalista

Sinopse: Viajar sozinha é um tema impactante para as mulheres. É um caso de amor ou medo! Neste livro, Gaía Passarelli fala com sinceridade e bom-humor sobre suas aventuras pelo mundo, sempre acrescentando dicas, entre outras coisas importantes. Mas fique tranquila: ela não vai te dizer pra largar tudo e sair por aí, nem te dar dicas de como ser cool em Nova York. Nada disso! Ela conta como é ser consolada por um xamã andino, molhar os pés nas águas do mar do extremo sul da Índia e dormir debaixo de uma mesa de bar no Texas. Essa história é sobre viajar e voltar pra casa. Um livro que fala sobre ser mulher e, ao mesmo tempo, ser livre pra viajar por aí sem companhia, sem medo e sem preconceito. Prontos para essas viagens? ;-)

Minha opinião: Ler esse livro foi uma viagem por lugares que nunca imaginei conhecer. Talvez eu seguisse outro roteiro, mas a autora plantou uma sementinha: por que não um dia viajar sozinha? Vontade não falta, mas dá medo. Agora um medo menor! Já fiz algumas, mas pequenininhas. São Paulo e tal. Mas quem sabe Amsterdã não me aguarda sozinha mesmo? 

Viajar sozinha implica em um monte de dilema: o que vão pensar? Será que eu corro riscos? Neste livro, a autora alerta, mas encoraja seus leitores! Ela é gente como a gente. Todos os destinos que ela traçou reservaram surpresas boas e outras nem tão boas assim. Mas todos serviram como experiência. Gaía conta histórias através de uma linguagem leve, sincera e com um bom humor na medida certa. Confesso que achei que a leitura ia fluir mais rápido, mas mesmo assim curti. A história que mais me marcou? Sem Dinheiro em North Beach. Vale cada palavrinha! Ah! Destaque para as ilustrações da Anália Moraes. Fizeram toda a diferença. Recomendo!

PJ Leu - Mas você vai sozinha - TrechoTrecho do capítulo: Sem dinheiro em North Beach.
Foco a partir de “São Francisco”. ;-) 

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista 

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! =)

E por fim: feliz dia, mulheres. Nunca deixem de lutar! Um beijo especial paras as mulheres da minha vida: mamys, Lulu, Nicole e Jeanninha (minha cachorrinha linda!!).

Beijos, Carol.

Para relembrar: entrevista com a autora Gaía Passarelli.

Fan Page ♥ Instagram


22
08.03.2016
* Julianices & Carolices: Hoje é o dia de queeem?? Não ouvi…Hoje é o dia de queeem?? DAS MULHERES!!! ♥

Nós as lindas, as divas, as maravilhosas. Nós que sambamos na cara sociedade. Mulheres! Esse post é dedicado a nós. Hoje falando sobre coisas legais e chatas de ser mulher!

Ilustração - Julianices & Carolices - Juju
Crédito: Juju Bittar. 

Coisas Legais

1- Maquiagem e Unhas

Maquiagem é tão nosso não é? É o máximo poder colorir os olhos e a boca. Para cada ocasião uma nova mulher! Básica para o dia a dia, mais ousada para a noite, colorida para festas…são tantas opções, assim como as unhas! Pintadas, coloridas ou não, desenhadas, com textura, gigantes ou piquitinhas, filhas únicas, gêmeas, francesas. O mundo feminino com certeza é mais colorido.

2- Ser mãe

Fala sério, apesar de muitas mulheres hoje em dia não terem a vontade de ser mãe, essa oportunidade é somente nossa, digo no sentido físico da coisa. Mal posso esperar pra sentir um bebezinho mexendo na minha barriga quando chegar a hora!

3- Roupas Masculinas

Estou aqui pensando, existe alguma roupa masculina que nós mulheres não podemos usar? Não! Cueca se quisermos, podemos usar sem que alguém diga algo preconceituoso. Calça, bermuda, até terno! Alguns terninhos ficam lindos em nós. Agora quero ver homem ir para alguma reunião de saia! Huahuahauha

Chatas:

1 – Hormônios

Ô coisa inconveniente! Te faz chorar quando você não pode. Te faz querer matar quem você mais ama (geralmente). Te faz ser tachada de louca e pior, te faz desejar cada gota de gordura bem no meio da dieta!

Sim, nós mulheres somos comandadas pelos hormônios, umas mais outras menos, mas a verdade é que todos meses eles fazem você ser quem você não é e isso é muito chato!

2- Exames Ginecológicos

Eu acho até engraçado quando vejo um homem reclamando do tal do exame de toque que é recomendando a ele depois de uma certa idade. Eles não sabem o que é um exame ginecológico que nós fazemos desde sempre todos os anos! É constrangedor, é dolorido, é incomodo e é chato!

Existem coisas legais e chatas para tudo na vida, nada é 100% em um único aspecto, ser mulher é isso também. Então, vamos nos atentar as coisas boas e divertidas em ser mulher. Hoje o dia é nosso! Beijos, Juju.

***

Juju, concordo 100% com o seu post. E viva a parte boa, né? Feliz dia para todas!! \o/
Ah! Sabe a ilustração que aparece nesse post? Obra da Juju,  que além de escrever mega bem, desenha muito. E agora quase sempre ela vai ilustrar essa coluna. Lembrando que uma terça eu posto aqui no PJ e na outra, ela posta lá no As Besteiras Que Me Contam. Quem quiser conferir mais o trabalho da Juju, ela fez um Instagram mara: @artiscando. 

Beijos, Carol.

P.S: Quem ainda não respondeu a pesquisa de público do PJ, clique aqui. Juro que não é demorada! Quem já respondeu, muito obrigada!! ;-) 

Fan Page ♥  Instagram 


4
12

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019