25.03.2019
* PJ Leu: Um verão na Itália! ♥

Ei, Gente! :) Para quem gosta de romance ou deseja embarcar em uma história literária mais romântica, de arrancar suspiros, a dica é: Um verão na Itália, da autora Carrie Elks. Publicado pela Verus Editora, é um daqueles livros que a gente tem vontade de colocar em um potinho, mas com algumas ressalvas. Enfim, vamos lá? Boa leitura!

PJ Leu - Um verão na ItáliaLivro: Um verão na Itália | Editora: Verus | Autora: Carrie Elks
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros!

Sinopse: Cesca Shakespeare chegou ao fundo do poço. Depois de escrever uma peça de teatro premiada que acabou em desastre, o bloqueio criativo se instalou sem previsão de ir embora. Seis anos mais tarde ela acabou de perder mais um emprego pavoroso e está prestes a ser despejada de seu apartamento. Pior ainda, suas irmãs não fazem ideia de como sua vida vai mal. Assim, quando o seu padrinho lhe arruma uma temporada de verão em uma villa italiana, sem ter de pagar nada por isso, Cesca concorda, meio a contragosto, em ir para lá e tentar escrever uma nova peça. Isto é, antes de descobrir que a casa pertence a seu arqui-inimigo: Sam Carlton.

Quanto a ele, mais uma vez se depara com o seu nome em todas as manchetes pelas razões erradas. O galã de Hollywood decide correr para um lugar que possa se esconder e nada melhor do que a villa italiana de sua família. Só que quando chega lá, descobre que não está sozinho e terá de enfrentar o seu passado. No começo, a raiva se instala e depois uma atração entre os dois surge. Mas afinal: será que a história entre Cesca e Sam é apenas um caso de verão arrebatador ou um amor de todas as estações? ;-)

Minha opinião: Sabe aquele meme que tem um leitor de fora só observando os dois protagonistas que se odeiam, porém, está na cara que ambos vão se apaixonar? Esse livro é o próprio! A gente só observa a Cesca e o Sam e o desenrolar dessa história de verão. ;-) Falando nisso, o enredo é clichê e confesso que desejei alguma reviravolta mais chamativa, porém… Me apaixonei do mesmo jeito e desejei guardar o livro em um potinho, viajar para a Itália e me hospedar na villa, claro.

A autora é bem detalhista e alguns capítulos, digamos, que são bem picantes! Mas também tem muita parte fofinha, tipo na hora da quebra de bloqueio de escrita da Cesca! Foram as minhas cenas favoritas. Sobre os outros personagens, alguns são de extrema importância e mereciam mais destaque, como o padrinho e as irmãs. Outros? Não faço a mínima ideia de como pararam ali. Falando nisso, amei a Gabi e a mãe do Sam. Espero vê-las, nem que seja um pouquinho, nos próximos livros (sim, vamos ter mais quatro pelo que eu entendi)! E o casal protagonista? Conquista, principalmente, o Sam. Por incrível que pareça, achei ele um pouco mais maduro que a Cesca. Porém, é óbvio que os dois amadurecem bastante!

Resumindo, o romance é de arrancar suspiros, mas com algumas ressalvas. Vale a leitura para tirar a sua própria conclusão. E palmas para a capa linda, é uma das minhas preferidas da vida! No mais, amei a escolha do cenário do livro e, de um modo geral, a história. Também não posso esquecer de uma das lições mais importantes que tirei: as nossas atitudes muitas vezes valem mais do que as consequências.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Uma noite com a Marilyn Monroe

Fan Page ♥ Instagram


1
12.03.2019
* Post-ajuda: Quero começar a ler… E agora? ♥

Ei, Gente! :) Se uma das suas metas desse ano é finalmente criar o hábito da leitura, separei algumas dicas para, você, leitor iniciante. Então, deixa a preguiça de lado e pegue já o seu livro. São pequenos detalhes que podem fazer a diferença. Bom post.

the-book-theif

1. Sem preconceito literário! 
Observação da Pequena: O primeiro passo é pegar um livro que desperte um real interesse. Por exemplo, nada de decidir embarcar em tal história, apenas porque o autor é famoso ou o livro está mega falado. Se o assunto que ele aborda não lhe agrada, a leitura vai virar uma chatice. Claro, que aqui serve para quem deseja ler apenas por prazer, não para a faculdade, trabalho e tal (aí não tem jeito haha). Então, voltando, deixe de lado o seu preconceito literário, ok? O importante é ler. Não importa se o gênero é chick-lit ou cult!

2. Crie um ambiente literário! 
Observação da Pequena: Se você é do tipo que sente sono ao ler, deitar e pegar um livro, pode ser uma péssima ideia. Que tal ler naquela cafeteria preferida ou em frente ao mar? Escolha um local aconchegante e voilá! O importante é um ambiente que incentive a leitura.

gif-livro-com-café-2

3. Desconecte-se!
Observação da Pequena: 
Ler com o seu celular grudadinho, pode ser uma furada, sabia? Afinal, qualquer sinal de notificação do Instagram, a atenção que o livro merece vai por água abaixo. Sendo leitor iniciante ou não, esse aparelho pode atrapalhar e muito. Então, deixe de lado o cel e boa leitura (que vai fluir bem mais, pode acreditar)!

4. Quantidade X Qualidade!
Observação da Pequena:
Olha, ser devoradora de livros é bem legal. Em contrapartida, o que vale é a qualidade e não a quantidade. Às vezes, a pessoa pode ler 100 livros por ano, mas não absorve nem a metade da lista de livros. Ou seja, não precisa ser uma máquina de leitura.  Às vezes, um livro apenas faz muito mais sentido do que 10!

5. Não desista tão fácil!
Observação da Pequena: 
Sabe, muitas vezes, o livro até pode ter chamado a nossa atenção, mas quando a gente vai embarcar… Não era nada daquilo que imaginávamos. Calma! Não desista, ok? Vai tentando, aos poucos. Não abandone já no primeiro capítulo! Muitas histórias, podem ficar mais interessantes do meio para o fim e tudo bem. Porém, se realmente não está rolando, vale procurar outros livros e encontrar finalmente um que te faça devorar! Existem inúmeros livros e, com certeza, o seu “tipo” está por aí em alguma estante! 

rapunzel-books

***

Claro, que criar um hábito não é uma tarefa simples. Requer tempo e dedicação! Trace metas, vai no seu tempo. Espero que de alguma forma, esse post seja útil para quem está louco para embarcar em histórias literárias por aí! E se você já é um leitor assíduo e tem alguma dica infalível, compartilha nos comentários, ok? ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Manual Prático de Bons Modos em Livrarias

Fan Page ♥  Instagram


1
08.03.2019
* Dia Internacional da Mulher: Top 4 literário – Girl Power! ♥

Ei, Gente! :) Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, resolvi fazer um “top 4 – Girl Power” com livros de autoras brasileiras e estrangeiras. Algumas leituras são mais pesadas, outras leves, na medida certa. Mas não importa! Todas me ensinaram muito e me inspiram até hoje com as sábias palavras que encontrei em cada capítulo. Enfim, vamos lá? 

Dia Internacional Da Mulher - PJ - Top 4 - 2019Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Coragem (Rose McGowan – Editora Harper Collins)
Sinopse: Rose McGowan se tornou uma das atrizes mais desejadas de Hollywood da noite para o dia. Mas o que seria um sonho, virou logo um inferno pessoal e, com o tempo, ela se reemergiu como um ícone feminista ao expor verdades sobre a indústria hollywoodiana. Mas sua história começou muito antes: aos 13 fugiu de casa e viveu de forma instável, morando e saindo das ruas. Até que foi descoberta por Hollywood, viu seu estrelato se tornar um verdadeiro pesadelo de exposição e sexualização constantes. Um mercado machista a tornou, sem consentimento, em apenas um produto, excluindo sua identidade e imagem, tudo em nome do lucro. Mas o que essa seita não esperava, aconteceu: ela não ficou calada e voltou expondo as verdades, incluindo os crimes cometidos por Harvey Weinstein, um produtor cinematográfico, que tem coleções de denúncias de assédios sexuais. Um livro de memórias, em forma de manifesto honesto e sem censura alguma!
Observação da Pequena: É pesado esse livro, mas é o tipo de leitura necessária e que todos deveriam embarcar. Coragem é pouco para o que a Rose significa! Aliás, tem resenha aqui.

2. Um dia ainda vamos rir de tudo isso (Ruth Manus – Editora Sextante) 
Sinopse: Um dia ainda vamos rir de tudo isso é uma coletânea de crônicas escritas pela advogada e professora de Direito do Trabalho e Direito Internacional: Ruth Manus. Textos que já foram publicados no blog do Estadão, em sua coluna no Estado de S. Paulo e no jornal Observador, de Lisboa. E alguns são inéditos! Fala de tudo um pouco, desde assuntos banais, temas sobre machismo, padrões estéticos, família, Portugal, amor, amizade e muito mais. Textos que nos dão a certeza de que sim: um dia ainda vamos rir de tudo isso e levar aprendizados para a vida toda!
Observação da Pequena: Quem ama crônica, tem de ler. E quem não ama, também. É impossível não se envolver com  cada texto. Ruth é bem gente como a gente e mega girl power! Tem resenha aqui.

3. Adulta sim, madura nem sempre (Camila Fremder – Editora Paralela) 
Sinopse: Um livro que reflete sobre a chegada da fase adulta. Que muitas vezes, nem está lá, mas, de acordo com a sociedade, já deveria estar lá há séculos. A autora brasileira conta para a gente sobre a sua experiência com a transição do fim da adolescência para a maturidade. Que a propósito, chega do nada e pode ser assustadora! Fala sobre a maternidade, relacionamentos e a autoestima. De um jeito bem-humorado, ela conta passo a passo e histórias como entregar um freela para ontem, pagar a conta de gás atrasada e colocar o bebê para dormir. Tudo junto e misturado! E, de forma alguma, ela finge que está tudo sob controle e que essa transformação não é tão simples. E tudo bem! O melhor é aceitar e adotar o melhor remédio: rir muito!
Observação da Pequena: É tipo uma terapia literária se você não está entendendo nada sobre a vida adulta! Ca Fremder arrasa muito! É uma verdadeira girl power, gente como a gente e que virei mega fã! Tem resenha aqui.

4. Me Poupe (Nathalia Arcuri – Editora Sextante) 
Sinopse: Sabem aquelas dúvidas financeiras, que surgem na nossa cabeça, e muitas vezes, recebemos respostas que nos enrolam ainda mais? O livro “Me Poupe”, tem por objetivo esclarecê-las, de forma simples e direta, sem enrolação. Através da sua experiência, a criadora do maior canal de finanças no Youtube, Nathalia Arcuri, tem por objetivo nos auxiliar na hora de economizar no dia a dia, explicar como poupar, mesmo ganhando pouco. Além de contar também quais são os melhores e piores investimentos, entre outras questões. É tipo uma luz no fim do túnel, ainda mais para quem não tem ideia do que significa previdência privada, tesouro direto e por aí vai. Um livro divertido e que mostra que esse tema não precisa ser tabu, nem sinônimo de taquicardia. ;-)
Observação da Pequena: Aquele livro que vai direto ao ponto, sem enrolação. Achei bem pé no chão e as dicas que ela dá me acompanham até hoje! Depois do livro, minha mente financeira mudou muito! Tem resenha aqui.

**

É isso! :) Já leu algum? Me conta o que achou. Ainda não? Qual tem vontade de acrescentar na lista de metas literárias? Ah! Aproveito para desejar um Feliz Dia (todos os dias) para todas as mulheres, que inspiram diariamente, nos mínimos detalhes (mamys e irmãs, principalmente)! Lembrando que a gente pode ser e fazer o que a gente quiser (sem desrespeitar e pisar em ninguém, claro). O padrão aqui é não seguir padrão e, sim, a sua essência. Sua felicidade que importa, ok? 

53311859_2449878821691326_1117734220530188288_nCrédito da Imagem: Bia Pof!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Top 3 Literário – Girl Power

Fan Page ♥  Instagram


0
07.03.2019
* Metas Literárias: Março 2019! ♥

Todo Carnaval tem o seu fim… Mas a boa notícia (cof cof hahaha) é que o blog voltou à rotina normal e com um post que me ajuda muito a colocar as leituras em dia: metas literárias! Assim, nem sempre sigo direitinho, mas é para ter uma noção do que eu tenho na estante e tal. E, sim, gente. Eu abandono alguns livros, apesar de odiar fazer isso. Aquele do Tom Hanks, por exemplo, não rolou. Estava bem cansativa a leitura. Acontece, né? Ah! Ainda estou lendo “Um Verão na Itália“, mas já to quase terminando. Depois desse livro, tem três na minha listinha, inclusive, um que estava na lista de metas do mês passado. Leitora confusa? Imagina hahaha! Mas vamos lá? Bom post! ;-)

Metas Literárias - PJ - Março 2019Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Como se encontrar na escrita (Ana Holanda – Editora Rocco) 
Sinopse: Jornalista com passagem pelas principais redações do país, Ana Holanda se encontrou como a “contadora de histórias” que sempre quis ser na revista Vida simples, onde está há alguns anos como editora-chefe. As pautas inspiradoras aliadas à possibilidade de se colocar de forma intensa nos textos para falar mais profundamente ao leitor, características da publicação, forjaram o conceito de escrita afetuosa que a jornalista passou a desenvolver, e que compartilha, em palestras e oficinas, com um grande número de pessoas interessadas em potencializar sua relação com a palavra.  A autora apresenta um guia em tom de conversa, repleto de dicas sobre como buscar e expressar a própria voz através da escrita.

2. Aprendizados (Gisele Bündchen – Editora Best Seller) 
Sinopse: A caminhada de Gisele Bündchen começou no Rio Grande do Sul, numa casa com cinco irmãs, jogando vôlei e resgatando cães e gatos de rua. Nessa época, a carreira dos sonhos de Gisele estava bem longe das passarelas e mais próxima das quadras de vôlei. Mas, aos 14 anos, numa viagem a São Paulo, o destino interveio e colocou um olheiro em seu caminho. Gisele se tornou um ícone, deixando uma marca permanente na indústria da moda. Porém, até hoje, poucas pessoas tiveram a oportunidade de conhecer a verdadeira Gisele, uma mulher cuja vida privada é o oposto de sua imagem pública. Em Aprendizados, ela revela pela primeira vez quem realmente é e quais ensinamentos, em seus 38 anos, a ajudaram a viver uma vida com mais significado.

3. Uma Dama fora dos padrões (Julia Quinn – Editora Arqueiro) 
Sinopse: Uma história que fala sobre encontrar o amor nos lugares mais inesperados… Ou não! Por exemplo, todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito… algum dia. Porém, há apenas um irmão Rokesby, que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente. Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso… ;-)

**

Como se encontrar na escrita tá na minha lista de metas há séculos, mas acho que finalmente vou ler. \o/ Aprendizados, da diva Gi, também! Se eu deixar para lá, vou acabar esquecendo e acho que tenho muito o que aprender com o livro. Uma dama fora dos padrões, da Julia Quinn, nem se fala… Ganhei na Bienal do ano passado e é um absurdo isso! Mas se Deus quiser, consigo embarcar também. Se algum contratempo, ou leitura nova surgir (pode acontecer, por mais que eu não queira hahaha), atualizo vocês!

Agora me contem: quais são os livros que estão na listinha de março de vocês?

Beijos, Carol.

Post Antigo: Retrô Literária 2018

Fan Page ♥  Instagram 


0
17.12.2018
* Top 5: Livros de Natal! ♥

Ei, pessoal. Que tal esse ano presentear, ao menos, uma pessoa com um livro no Natal? É uma forma de incentivar a leitura e ajudar o nosso mercado editorial, que não anda muito bem. E já que o clima é Natalino, separei 4 livros com essa pegada e tem mais um que mamys me deu recentemente. É lá de Portugal, acredito que não tenha um idêntico aqui no Brasil, mas pode ser uma inspiração para vocês também. ;-) Enfim, vamos lá? Bom post. 

PJ - Natal Livros - 2Crédito das imagens: Editora Rico (Eu leio Brasil), Amazon e Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Aconteceu Naquele Natal (Eu Leio Brasil – Juliana Parrini, Janda Montenegro e Samanta Holtz) 
Sinopse: Nicholas sempre teve tudo o que o dinheiro podia comprar: uma vida luxuosa, carro do ano na garagem, roupas de marca e uma namorada de dar inveja. Ele nunca conheceu a tristeza ou a desilusão, até aquela noite em que tudo mudou. Três anos depois, Nick se vê mergulhado em um pesadelo. Sem dinheiro e com a mãe à beira de um colapso, acaba aceitando participar de algo terrível, sem pensar nas consequências. É quando conhece Carolina, dona de um peculiar Fusca azul e do sorriso mais lindo que já viu. Perdido em um caminho que parece sem volta, ele descobre, naquela mágica noite de Natal, como duas pessoas podem encarar a vida de maneiras tão diferentes. Mas o destino é uma caixinha de surpresas e Nicholas está prestes a entender isso quando Carol reaparece em seu caminho e, com ela, sua chance de redenção. Será que a vida lhe reservaria uma segunda chance? Ou uma terceira…
Observação da Pequena: Esse livro já apareceu aqui no blog esse mês e é sério, eu estou louca para ler. Fora que são autoras nacionais e tem cara de ser aquele tipo de história que aquece no coração, o que é sempre bem-vindo nessa época, né? Para comprar, só acessar esse site.

2. Esqueceram de Mim (Intrínseca – Kim Smith) 
Sinopse: as arriscadas aventuras de Kevin McCallister, um menino de 8 anos que, chateado com a mãe, deseja que sua família desapareça. E o desejo se realiza! Sozinho em casa na véspera de Natal, Kevin tem que aprender a se virar e usa suas artimanhas infantis para se defender de dois ladrões insistentes.
Observação da Pequena: Sim, esse clássico filme de Natal foi parar nas livrarias também. Está na minha listinha Natalina e de vocês? Tem aqui nesse site!

3. Um dia em Dezembro (Bertrand Brasil – Josie Silver) 
Sinopse: Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram… e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus. No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?
Observação da Pequena: Foi o último livro que li e sério, recomendo muito. Essa semana vai rolar resenha, mas quem quiser já garantir, é só clicar aqui.

4. Todas as cores de Natal (Agência Página 7 – Vitor Martins, Alliah, Bárbara Morais, Lucas Rocha e Mareska Cruz) 
Sinopse: Nessa coletânea, tem uma divertida história de amigo secreto no curso de inglês que vai fazer o leitor morrer de amores e vergonha alheia por Renato. Também tem as “Garotas Mágicas” para salvar o Natal na capital do país e falar sobre a importância da amizade verdadeira. Tem a história do Danilo, que só queria um fim de ano comum, mas, de repente, tudo dá errado na noite de Natal e ele se vê preso em uma tempestade envolvendo um peru assado, um cachorro e o garoto por quem ele tem uma quedinha. E uma simples viagem em grupo de fim de ano para uma ilha no litoral do Rio de Janeiro pode revelar seres sobrenaturais sofrendo com as alterações mágicas causadas pela poluição dos mares. Por fim, a relação de Benedita com o Natal desde o seu nascimento: são quinze anos de pura diversão, coração partido, amor e amizade.
Observação da Pequena: Uma boa oportunidade de conhecer autores nacionais incríveis e que defendem a causa LGBTQ, que é mega necessária. Quem quiser, está disponível aqui.

***

E para fechar com chave de ouro, o livro que ganhei da Mamys. Ele esteve recentemente em Portugal e achou que eu ia amar essas tradições Natalinas em formato de história literária. Assim que eu ler, conto para vocês. Obrigada, mamys, por incentivar esse meu vício do bem sempre. 

PJ - Natal LivrosCrédito da imagem: Pequena Jornalista

Lembrando que esse post não é publi, ok? É para defender uma coisa que amo: o mundo literário, que não anda muito bem, mas que se cada um ajudar, tudo vai melhorar. ;)

Beijos, Carol. 

Para ler: Natal com Arqueiro

Fan Page ♥ Instagram  


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020