15.05.2020
* Um chick-lit que mudou a sua vida! ♥

Sou uma leitora que tem saído da zona de conforto da leitura. Mas entra gênero e sai gênero, eis o que mais deixa a minha vidinha leve: chick-lit. Sei que rola uns preconceitos em relação a esse tipo de livro, porém posso dizer com toda a certeza que comédias românticas literárias são capazes de mudar a vida! Tudo bem não gostar, mas não tem nada a ver dizer que elas não acrescentam nada no dia a dia do leitor. ;-)

Enfim, não é um post para dar esporro (sei que tem gente que não gosta, mas mega respeita). É apenas para fazer refletir e também para mostrar cinco livros que amigas-leitoras indicaram lá na caixinha de perguntas do meu Instagram. Se você tem curiosidade, quer indicar para alguém e/ou gosta e quer dicas para essa quarentena de histórias bem-humoradas e levinhas, acho que vai gostar do post. Então, vamos lá? ♥

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. O Segredo de Emma Corrigan (Sophie Kinsella – Indicação da Dani, do blog “Dani que Disse“)
Sinopse: Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing.
Observação da Pequena: Eu sou suspeita, porque eu amo a Sophie hahaha. Mas esse livro é muito divertido e leve. Perfeito para essa quarentena também! Queria muito assistir a adaptação do filme, mas não acho em nenhuma plataforma.

2. É agora… Ou nunca (Marian Keys – Indicação da escritora Aimee Oliveira)
Sinopse: O destino entrará em cena sem pedir licença, mudando as vidas de três amigos de forma totalmente inesperada e muito divertida! Tara, Katherine e Fintan são amigos inseparáveis. Tara namora há dois anos, mas a relação está cada dia pior. Katherine se desiludiu aos 19 anos e nunca mais se abriu para o amor. Até que Fintan, o ponto de equilíbrio na amizade dessa dupla, revela que tem uma séria doença. Com isso, as duas amigas prometem fazer tudo que o amigo pedir. Graças às suas exigências malucas, Fintan assistirá de camarote às mudanças – para melhor, claro – nas vidas de Tara e Katherine.
Observação da Pequena:
Eu tenho uma relação de amor e não muito amor com a autora. Alguns livros acho que ela enrola muito, mas outros aquecem o meu coração. E eu acho que esse pode ser um deles! E, gente! A Aimee escreve livros do gênero, que são maravilhosos. Você encontra resenha aqui no PJ.

3. O Diário de Bridget Jones (Helen Fielding – Indicação da artista Juliana Bittar)
Sinopse: Um romance em forma de diário, que fala sobre a vida de Bridget Jones. uma solteira de trinta e poucos anos, que luta com todas as forças para emagrecer. encontrar um namorado. parar de beber e largar o cigarro.
Observação da Pequena: Até o fim da quarentena eu leio ou pelo menos esse ano ainda hahaha.

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

4. O Diário da Princesa (Meg Cabot – Indicação da Lila, do blog “O Dia da Lila“)
Sinopse: Mia Thermopolis é uma típica adolescente americana que recebe uma notícia que vira sua vida de ponta cabeça. Mia sabe que é fruto de um caso que sua mãe teve há muitos anos e só vê o pai nas férias e no Natal. Mia descobre que seu pai é um príncipe. Ou seja, de uma hora para outra a jovem é a única herdeira do trono da Genovia. Sendo uma princesa e na verdade se chamando Amelia Mignonette Grimaldi Thermopolis Renaldo, a vida dela muda completamente.
Observação da Pequena: Eu sempre amei muito o filme, mas nunca parei para ler o livro. Quem sabe nessa quarentena, né?

5. Como quase namorei Robert Pattinson (Carol Sabar – Indicação da escritora Teca, do blog “Casos, Acasos e Livros“)
Sinopse: Aos 19 anos, Duda é literalmente viciada na saga Crepúsculo. Através de um perfil secreto na internet, ela se comunica com outras fãs de Crepúsculo que, assim como ela, estão totalmente convencidas de que não há garoto no mundo que valha um dente canino do vampiro Edward Cullen. Em Nova York, onde ela faz planos mirabolantes para conhecer pessoalmente Robert Pattinson, o ator que interpreta o vampiro nos cinemas. Mas, após um incidente com seus únicos (e insubstituíveis!) livros da saga, Duda entra em verdadeiro surto de desespero. Só que ela não espera conhecer Miguel Defilippo, seu vizinho na ilha de Manhattan, que é a cara do ator Robert Pattinson!!
Observação da Pequena: Fato que eu vou amar esse livro!! Afinal, eu já fui apaixonada por ele e pela saga igual a Duda. Estou lendo um agora e o próximo acho que vai ser esse. Ah!!! A Teca escreve livros maravilhosos e aqui no PJ você acha resenha de alguns. ♥

***

Muito obrigada, meninas! ♥ O bom desses posts é que a gente fica conhecendo um monte de livros novos e a nossa listinha de próximas leituras fica ainda mais giga hahaha!

Ah! O motivo pelo qual elas gostam tanto dessas histórias eu não sei ao certo. Esqueci desse mero detalhe hahaha (foi mal, gente)! Mas na real não importa muito, com certeza o importante é que esse gênero muda o nosso dia a dia e rende ótimas gargalhadas e aquece o coração.

Agora me contem: qual é o chick-lit que mudou a vida de vocês? E para quem não lê muito esse gênero, qual é o favorito? No mais, podem opinar à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Top 5 – Sophie Kinsella (Parte 2)
Fan Page ♥ Instagram 


14
07.05.2020
* PJ Leu: O Diabo ataca em Wimbledon! ♥

Ei, Gente! :) Semana passada eu fiz uma enquete lá no Instagram pedindo para vocês escolherem a minha próxima leitura. E a maioria escolheu “O Diabo ataca em Wimbledon“, da autora Lauren Weisberger. É um chick-lit perfeito para essa quarentena! Então, vamos lá? Boa resenha! ♥

Conto: O Diabo ataca em Wimbledon | Editora: Record | Autor: Lauren Weisberger
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Charlie Silver é uma tenista queridinha dos americanos. Disposta a vencer, ela contrata Todd, um treinador para lá de carrasco.

Então, sob nova direção, a menina boa já era e dá lugar a “Princesa Guerreira”. Logo, ela se vê em um mundo de estilistas famosos, festas exclusivas e, até mesmo, encontros com a realeza hollywoodiana.

Revistas e blogs de fofoca seguem a nossa protagonista freneticamente em suas viagens pelo mundo. Mas afinal, será que vale tudo para vencer os jogos a qualquer custo?

Opinião da Pequena: Eu amo chick-lit e a Lauren Weisberger. Adoro que a gente já sabe quando um livro é dela! Os sapatinhos “O Diabo veste Prada” na capa não enganam hahaha.

Agora vamos ao que interessa: achei que pudesse cair na mesmice e por mais que seja uma história mega clichê, a forma como foi construída fez toda a diferença. Eu não chorei de rir, mas foi um livro que deixou a vida bem mais leve, pelo menos, durante o fim de semana.

Eu adorei cada capítulo e não queria parar uma hora sequer. Achei hilário que a gente encontrou alguns famosos no livro, inclusive da realeza britânica. E eu mega me identifiquei com o amor dela por Irmãos à obra! Amo quando histórias têm um toque da nossa realidade hahaha.

Quanto aos personagens: a gente sente uma leve raivinha em alguns momentos pela Charlie. Mas ela é bem determinada e quando é para dar um basta, vai com tudo. É uma protagonista que inspira. O Dan me conquistou a primeira partida e o irmão dela é simplesmente maravilhoso e tem o melhor desfecho.

Sobre o pai, fiquei meio assim com o final, mas a conversa entre ele e a filha é a que mais me emocionou real. Em relação ao treinador, ele não chega aos pés da Miranda Prestley, mas desperta um ranço igualmente. Porém, muitas coisas serviram para o crescimento da Charlie. E mesmo com algumas ressalvas, acho que a antiga treinadora é uma querida. E a propósito, ela também ensinou muito a nossa protagonista! Piper é a melhor amiga e pessoa da vida.

No mais, é um chick-lit que rende muitos aprendizados. Principalmente, sobre cobranças. Todo mundo erra e atire a primeira bola de tênis quem nunca errou. E talvez a gente não ganhe todos os jogos da vida, mas na maioria, outros fatores valem mais do que um match point.

Aliás, pessoal estou quase uma tenista depois dessa leitura hahaha. E não é que bateu saudade da infância, quando eu ia assistir a minha mãe jogar tênis? E queria enaltecer essa profissão, não tinha a menor ideia do trabalho que era.

A pequena que vos bloga em um dos momentos
“aguardando mamy’s terminar a aula de tênis”

Enfim, foi um dos melhores livros desse ano. Obrigada de verdade, Lauren!

***

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A vingança veste Prada
Fan Page ♥ Instagram


5
30.04.2020
* Top 5: livros que amei, mas não fiz resenha! ♥

Ei, Gente! :) Eu sempre fui uma leitora assídua, mas quando criei o PJ, não falava sobre livros (pois é, absurdo, eu sei hahaha). Ou seja? Muitas histórias ficaram de fora! Daí, na hora de montar a minha estante virtual no Skoob, descobri várias leituras que poderiam ter virado uma resenha aqui no blog. Então, selecionei 5 delas e vou contar um pouquinho sobre. Vamos lá? ♥

Crédito das Imagens: Estante Virtual e Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. Os homens com quem não me casei (Janice Kaplan – Editora Record)
Sinopse:
Após o marido de Hallie Pierpont dispensá-la, um pensamento curioso invade sua mente: por onde andarão os homens com quem ela não se casou? Eric tornou-se milionário e ocupa a 255º posição na lista da Forbes. Barry agora é conhecido como Rav Jon Yoma Maharishi, um líder espiritual que se dedica a meditação. Já Kevin é fotógrafo submarino, e está trabalhando no último filme de Angelina Jolie. Junte-se a Hallie e descubra se valeu a pena ela não levar esses homens para o altar…
Observação da Pequena: Eu li há seculos esse livro e a única coisa que lembro bem era de ter chorado de tanto rir. Vocês sabem que eu não costumo ler livros repetidos, mas esse eu tenho vontade. :) Aliás, achei essa história para vender só na Estante Virtual. Então, fica a dica para quem se interessar.

2. O casamento de mentirinha de Kate Simpson (Mina Ford – Editora Record)
Sinopse:
Depois do fim traumático de seu namoro, Katie Simpson precisa desesperadamente do apoio de seus amigos. Mas justo na hora eles estão mais preocupados com os próprios problemas. Todos estão ocupados demais para pensar em Katie, até que ela resolva se casar. Será apenas um truque para atrair novamente a atenção deles? Ou ela está mesmo disposta a levar o plano até o fim?
Observação da Pequena: Sabe aquele livro que você se arrepende profundamente de ter emprestado? Então! Esse é o típico chick-lit que vale cada capítulo. Não lembro de muita coisa, mas o pouco que guardo na memória arrancou muitas risadas e aprendizados sobre amor e amizade.

3. A dieta das chocólatras (Carole Matthews – Editora Bertrand Brasil)
Sinopse:
Lucy Lombard achava que sua felicidade estava garantida ao lado de Aiden, seu namorado e chefe lindo, desejado por todas as mulheres. Até o dia em que pegou o amado na cama com outra. Pelo menos, um consolo: ela não é a única desesperada. Autumn ainda não tomou coragem para apresentar o novo namorado para os pais. Nadia não acredita mais nas desculpas dadas pelo marido para esconder o vício da jogatina. Chantal continua tentando salvar o casamento, embora de um jeito um tanto quanto inusitado. Portanto, está decretado: essa é uma EMERGÊNCIA CHOCOLATE!
Observação da Pequena: Nunca comi tanto chocolate lendo um livro. Sério! Leia esse livro com uma caixinha de bis ou outra guloseima. A leitura fica deliciosa e rende bons momentos ao lado das quatro amigas, repletas de histórias que a gente se identifica, nem que seja em alguns pontos. Quero muito ler o primeiro da série para conhecer como tudo começou. Aliás, o nome do 1º é esse “O clube das chocólatras”.

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

4. O atlas do amor (Laurie Frankel – Editora Paralela)
Sinopse:
Ninguém sobrevive à maternidade sem aliados – principalmente quando se está em meio a um curso de pós-graduação. Por isso, apesar de descobrir no fim de um semestre que está grávida e de ser abandonada pelo namorado sete anos mais novo, Jill ainda pode se imaginar sortuda quando suas duas melhores amigas imediatamente se prontificam a ajudá-la a criar Atlas, o bebê. Então, ela e as amigas se mudam para uma casa maior, arranjam um cachorro e montam uma programação sem intervalos. Mas é claro que tudo acaba se complicando…
Observação da Pequena: Foi uma leitura bem rapidinha. Leve, divertida e que a gente fica apaixonada pelo Atlas! Vale cada palavras! é um dos livros mais fofos e com a capa mais linda! Esse foi indicação de uma amiga da facul, a Mary. Obrigada, amiga!

5. Anna e o beijo francês (Stephanie Perkins – Novo Conceito)
Sinopse:
Anna Oliphant não quer se mudar para Paris. Porém, seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Então, ao chegar lá, ela conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito, que além de muitas qualidades, tem uma namorada…Anna e Étienne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?
Observação da Pequena: Livros estão repletos de frases que marcam, né? E esse é o dono de um dos trechos que levo para a vida “Eu desejo o que for melhor para mim”. Algumas coisas me irritam no Étienne, mas são coisas que acontecem. De resto, amei cada página! E essa capa é a nova, a que eu eu tenho é a antiga, que é muito mais fofa, na minha humilde opinião! ♥

***

É isso, pessoal. Me contem: já embarcaram em alguma dessas histórias? No mais, podem opinar à vontade. :) Ah! E aproveitem para me adicionar no Skoob. ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: TBT Literário – 5 livros
Fan Page ♥ Instagram 


7
21.04.2020
* PJ Leu: Conto – Maldito Beijo! ♥

Ei, Gente! :) Para o dia de hoje, tem mais uma resenha literária. Dessa vez, a minha opinião sobre o novo conto da autora brasileira Renata Lustosa: Maldito beijo. Ideal para quem deseja ler algo rápido, divertido e leve. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Conto: Maldito beijo | Editora: Amazon | Autora: Renata Lustosa
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Samanta Miler não sabe mais o que fazer. Todo homem que a beija acaba reatando com a ex-namorada no dia seguinte. Será que é alguma maldição ou pior: será que ela beija mal? Independente, a protagonista fará de tudo para descobrir se existe algum cara que permaneça ao seu lado após o primeiro beijo. Só não desconfia de que o universo reserva muito além.

Opinião da Pequena: Para mim, conto é uma ótima forma de você conhecer um pouco daquele autor que já escutou falar, mas não sabe ao certo se vai curtir. Ou é uma maneira de ter certeza de que, até a lista de mercado dele vale a pena embarcar.

Eu conheci a Rê por conta de “Confissões de uma terapeuta” e foi um chick-lit que entrou para a minha listinha de favoritos, de coração. ♥ Daí, quando ela me convidou para ler esse conto, fiquei mega feliz. Primeiro, que é uma honra e segundo: porque eu sabia que vinha boa história por aí!

É um conto que vai direto ao ponto e a amiga da Sam, a Laura, logo mata a charada e faz a gente querer matar a nossa protagonista também hahaha. Aliás, essa cena é o que me levou a tirar uma das lições: às vezes, o “erro” está bem na nossa cara (ou fala) e não tem nada a ver com o signo, maldição e tudo mais.

E como não se identificar com a Sam? Me lembrou uma fase de quando eu era mais novinha e cometia alguns deslizes parecidos. Daí, me fez olhar para trás com um quentinho no coração e rir de uma forma boa! Obrigada, Rê! ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Quanto ao final, juro que não esperava por ele e confesso que estava torcendo para outro. Mas não deixou nadinha a desejar e arrancou suspiros! Cafeterias sempre rendem um bom chick-lit. E acredito que esse conto possa virar um livro. Tem muito pano pra manga, inclusive um personagem aí, que me conquistou na primeira mensagem, mas vou parar por aqui para não dar spoiler! =D

No mais, é uma história leve, fofa, para lá de divertida e rica em detalhes (na medida certa). Perfeito para quem quer ler uma comédia romântica rápida durante essa quarentena, por exemplo. É uma distração literária que vai deixar o seu dia bem mais de boa na lagoa e “sussa” na montanha-russa. E o único porém é que quando a gente se toca já chegou ao fim e a gente fica querendo mais… Então, Rê, fica a dica!

Ah! Destaque também para a capa. Tem tudo a ver com o título e a premissa. Quando chegamos ao fim, dá para entender direitinho o motivo do guarda-chuva, o figurino e tal. E como vocês sabem: esses detalhes sempre ganham pontinho extra para mim.

***

É isso, pessoal. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! A propósito, é clicar aqui para comprar.

Beijos, Carol.

*P.S: esse post é uma parceria, mas a opinião é sincera e de coração! ^^

Post Antigo: PJ Entrevista – Rê Lustosa
Fan Page ♥  Instagram


7
20.04.2020
* PJ Leu: As joias de Manhattan! ♥

Ei, Gente! :) Para começar a semana, separei uma dica literária que mistura comédia romântica e crime: As joias de Manhattan, da autora Carmen Reid. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: As joias de Manhattan | Editora: Editora Bertrand Brasil | Autora: Carmen Reid
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros

Sinopse: As três irmãs Jewel saíram do Texas para NY em busca de uma vida perfeita. Porém, o sucesso na cidade que nunca dorme não acontece da noite para o dia. Até que depois de alguns coquetéis, Em, a irmã mais nova, tem um plano genial: roubar joias de um leilão, vendê-las e viver feliz para sempre!

A ideia parece incrível, pelo menos para Em… Mas Sapphire e Amber sabem que nem tudo sai conforme o script ideal. Principalmente, quando não se tem experiência no mundo do crime e a vida amorosa incluem riscos e um detetive, no qual a irmã mais velha namora.

Opinião da Pequena: Eu amei a capa e a premissa desperta uma curiosidade gigante. Em contrapartida, confesso que não foi um dos melhores livros que já li na vida. Talvez, o momento atual não tenha ajudado muito, porém, não sei ao certo o que houve.

Não é que a história tenha sido ruim. Ontem fiquei, praticamente, o dia todo lendo e bastante curiosa para saber o que ia acontecer com o crime do ano, digamos assim. Mas na maior parte, a leitura ficou arrastada e por pouco, não desisti. Entretanto, já tinha lido coisas positivas e eu não quis deixar para lá.

Resultado? Rende algumas risadas e alguns personagens cativam. Jack é um bom partido e tive algumas suspeitas em relação a ele. Em relação a outros caras: acertei na mosca! Quanto às irmãs: a Amber é a mais legal. Já a Sapphire achei meio apagada e a Em que dá uma leve emoção na leitura. Meio doida de pedra, mas quem não tem uma irmã/amiga assim, né? Ah! Queria que a mãe tivesse aparecido mais!

Outro destaque vai para o começo de cada capítulo, onde aparecem mini diálogos e tal. A princípio, não dá para entender. Mas se eu entendi direito, no final tudo se encaixa e é bem legal a ideia da escritora. :) Também quero destacar a relação da Amber com o pai. Ela contando para o Jack é bem emocionante, mesmo com os contratempos que a gente fica ciente depois. E amei os cenários escolhidos para contar cada parte do livro! Principalmente, Genebra e NY.

No mais, muitas coisas ficaram confusas, mas não sei mesmo se eu que não estava concentrada de fato. Enfim, tive a sensação também que o desfecho foi meio corrido. Contudo, o final é fofinho e se encaixa bem no gênero comédia romântica.

***

É isso, pessoal. Vale lembrar que essa é a minha opinião, viu? Sempre é válido embarcar (se a história te chamou atenção) e tirar a sua própria conclusão. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Menina de 20
Fan Page ♥  Instagram


6

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020