22.10.2018
* PJ Leu: Juntos para sempre! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é: Juntos para sempre, a continuação do best-seller “Quatro vidas de um cachorro“, de W. Bruce Cameron. O livro, publicado pela Harper Collins (parceira do blog), faz a gente se apaixonar mais ainda por esses lindos bichinhos e, claro, chorar litros e mais litros. Vamos lá? ;-)

PJ Leu - Juntos para sempreLivro: Juntos para sempre | Editora: Harper Collins) | Autor: W. Bruce Cameron
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: três livros!

Sinopse: Mesmo sentindo falta de seu dono Ethan, Amigão, continua fiel e obediente a Hannah, viúva de Ethan. Porém, tudo muda quando Gloria chega com Clarity, uma neta que Hannah não sabia que tinha. Apesar do protagonista canino se afeiçoar imediatamente à menina, Gloria, é uma mãe completamente relapsa e que não aprova a presença dele. Nem mesmo depois de salvar a vida de sua filha. Mesmo assim, Amigão acredita que tem um novo propósito de vida: proteger a pequena Clarity, ou melhor CJ. Porém, em pouco tempo, mãe e filha se mudam da fazenda e Amigão sente que sua hora de partir está chegando. Mas em pouco tempo, ganha uma nova vida e fica extasiado quando a sua nova dona chega para adotá-lo. Ela mesma, Clarity, um pouco mais velha, chega e os dois juntos, em diversas vidas, passam por muitas aventuras e aprendizados. ;-)

Minha opinião: Quando esse livro chegou, imaginei que não ia entender muito bem, pois não li o primeiro, só assisti ao filme. Mas apesar de ter achado que lendo o outro, algumas coisas teriam mais sentido, acho que não boiei tanto na leitura. Então, é uma história independente, na minha humilde opinião. ;-) Eu gostei da história, mas confesso que ela me deixou bastante triste. Apesar de ter lindas mensagens e fazer a gente se apaixonar ainda mais pela inocência e caráter desses animais de estimação, é uma leitura um pouco pesada. Diversas vezes, tive que parar, porque me dava um aperto no peito, sabem? Porém, acho que tem muito a ver com o fato de eu ter perdido o meu primeiro cachorrinho. Em contrapartida, fiquei feliz pelo livro estar no meu subconsciente e fazer com que o Johnninho (esse meu cachorro) aparecesse nos meus sonhos. ♥ 

Não sei se o livro é baseado em fatos reais e se houve uma pesquisa aprofundada, nem busquei saber, pra não ficar meio neurótica, mas fiquei ainda mais abismada (no bom sentido) pela importância de um dom que o Amigão ganhou nessa nova vida: detectar possível câncer nas pessoas através do cheiro. E mostrou ainda mais o quanto esses cães são puros, achando que uma frase “fulaninho, sai daí”, não significa que o nome da pessoa seja “fulaninho” e, sim, “fulaninho, sai daí”, sabem? Imaginei a minha cachorrinha, a Jeanninha, pensando exatamente desse jeito. Tem como não amar? Cada vida do amigão, sendo Molly, Max ou Toby, mostrou que cães tem diversos propósitos e não há limite quando a palavra amor vem à tona. O coração deles é capaz de amar a todos, até mesmo aqueles que não os tratam muito bem.

Fora isso, o livro fala de coisas importantes e atuais, mesmo que por alto, como a relação com o corpo e os malefícios que surgem se esse relacionamento não é saudável. Todos os personagens são importantes e um dos meus preferidos, claro: Trent. Amei tanto e acho que ele tem uma alma canina. Gloria, é uma antagonista sem noção! CJ me irritou às vezes, mas me conquistou ao final. Aliás, o fim desse livro, ao mesmo tempo que me fez chorar muito, me fez entender que um dia, todos que amamos, por mais que estejam presentes dentro de cada um, vão estar juntos mais uma vez, cara a cara.

Recomendo a história, mas se você é sensível com esse tipo de livro, vale esperar um pouco mais para embarcar, ok? ;-)

É isso. Podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Para ler: TAG – Meu cachorro também é gente!

Fan Page ♥  Instagram


1
17.05.2018
* Livros sobre cachorros! ♥

Quem me conhece um pouquinho, sabe do meu amor pelos cachorros. Principalmente, pelo meu eterno Johnninho e pela minha sapeca Jeanninha!  Então, porque não preparar um post com livros que falam sobre esses bichinhos tão lindos por dentro e por fora? Muitas dessas histórias, deixam a gente bem triste. Confesso, que evito, porque já basta a realidade e ter de lidar com morte desses seres em livros é muito para mim. Porém, todos trazem uma linda lição e que vale ser lida e absorvida. Então, vai ter post sim. E chega de papo. Vamos lá? Um livro eu já li e os outros dois, estão na listinha de espera! ;-)

PJ Livros - Top caninoCrédito da imagem: Pequena Jornalista

1. Se meu cachorro falasse (Cynthia L. Copeland – Editora Sextante) 
Sinopse: A autora desse livro uniu lindas fotos com ótimas lições que os cachorros nos ensinam. Ou seja, uma forma fofa de mostrar o que realmente importante na vida e, disso, esses anjinhos de quatro patas entendem!
Observação da Pequena: Mamy que me deu de presente, mas ainda não parei para ler todas as mensagens! Porém, acho que é o tipo de livro que merece ser aberto todos os dias para inspirar a gente! Quando eu terminar todas as mensagens, conto para vocês! ;-)

2. Marley & Eu (John Grogan – Editora Harpercollins)
Sinopse: John e Jenny casaram e resolveram testar o talento materno e paterno, antes de ela engravidar. Então, decidiram pegar um mascote canino: Marley! Ele por sua vez, puxou seu pai, bagunceiro como ninguém. Ou seja? A vida dos dois jamais seria a mesma! Marley cresceu rapidamente e se tornou um gigantesco e atrapalhado labrador de 44 kg, um cão como nenhum outro. Ele arrebentava portas por medo de trovões, rompia paredes de compensado, babava nas visitas, apanhava roupas de varais vizinhos e comia praticamente tudo que via pela frente, incluindo tecidos de sofás e jóias. As escolas de adestramento não funcionaram e ele acabou sendo expulso de uma! Mas, acima de tudo, o coração de Marley era puro. Ele repartia o contentamento do casal em sua primeira gravidez e sua decepção quando sobreveio o aborto. Também estava lá quando os bebês finalmente chegaram e quando os gritos de uma adolescente de dezessete anos cortaram a noite ao ser esfaqueada. Tudo bem que fechou uma praia pública, mas ensinou o verdadeiro amor incondicional e o real sentido da palavra fidelidade.
Observação da Pequena: Tem o filme, mas o livro é mil vezes melhor. Faz a gente chorar litros e é essa história que me deixou com trauma de livros sobre cachorros. Mas recomendo e MUITO! Eu li há séculos, então, não sei se ainda está disponível nas livrarias. E a edição que eu tenho aqui não é da Harpercollins, mas no site da Saraiva está dando esse crédito. De qualquer forma, tentem embarcar nessa leitura, seja física ou online. Porque você chora, mas aprende tanto, que vale.  ;-)

2. Procurando Gobi (Dion Leonard – Editora Harpercollins) 
Sinopse: O ultramaratonista, Dion Leonard, que atravessa longos percursos com um cachorrinho vira-lata, conta o relato milagroso desse bichinho, que o acompanhou por 77 milhas. No final, seu objetivo nem era mais ganhar a corrida e, sim, garantir que sua amizade com Gobi continuasse forte bem após a linha de chegada. Embora não tivesse cruzado a linha de chegada em primeiro, Dion sentiu que ganhara algo ainda maior: uma nova visão da vida e um novo amigo que ele planejava trazer para casa assim que possível. No entanto, antes que isso pudesse acontecer, Gobi desapareceu na grande cidade chinesa. Dion, com a ajuda de estranhos e da internet, começou a rastreá-la e se reuniu para sempre com o incrível animal que mudou sua vida e provou a ele (e ao mundo) que os milagres são possíveis.
Observação da Pequena: É a minha próxima leitura em parceria com a Harpercollins! E, por incrível que pareça, acho que o final é mais do que feliz. De qualquer forma, conto para vocês depois, ok? 

****

Já leu algum desses livros? Conta o que achou, mas sem spoiler hahaha. E se tiver outro para indicar e que não seja muito triste, fique à vontade para compartilhar o nome. No mais, pode opinar à vontade! =)

Beijos, Carol.

Para ler: PJ Entrevista – Henrique Perdigão

Fan Page ♥ Instagram   


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018