28.01.2020
* PJ Leu: Os delírios de Natal de Becky Bloom! ♥

Sim. Finalmente embarquei nessa história! E por mais que o mês natalino já tenha dado adeus há séculos (exageros hahaha), eu não me aguento e vou fazer resenha do mesmo jeito. Em pleno janeiro mesmo! A propósito, estou falando de “Os delírios de Natal de Becky Bloom“, o último (até então) da série sobre a nossa consumista literária número um. Então, vamos lá? ♥

Livro: Os delírios de Natal de Becky Bloom | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Becky Brandon (nascida Bloomwood) adora Natal. Todo ano é a mesma coisa: a família se reúne na casa dos pais dela, eles ouvem canções natalinas, sua mãe finge ter feito a sobremesa e os vizinhos usam aqueles clássicos suéteres natalinos. E agora as compras ficaram mais fáceis: sites em promoções e dependendo do valor, o frete é grátis. Bem mais prático!

Porém, esse ano (no livro), parece que as coisas mudaram um pouco… Como os pais de Becky se mudaram, acabam pedindo para ela organizar o Natal. Ela se assusta, mas, afinal… O que poderia dar de errado, não é mesmo? É só dar conta de algumas (muitas, na verdade) demandas. Por exemplo: peru vegano para a sua irmã Jess. O presente de sempre para o Luke (mas talvez seja melhor mudar) e um desejo bem curioso da sua filha Minnie.

Mas calma que tem mais, caro leitor! Um ex-namorado ressurge das cinzas (ou dos palcos), algumas brigas atrapalham seus planos perfeitos e ainda precisa ganhar uma rifa de um local bem peculiar. Se ela consegue tirar de letra? É a Becky, né?

Opinião da Pequena: Ganhei esse livro no dia 25 de dezembro de 2019. Mesmo sabendo o que tinha no pacote que meu namorado pediu para eu guardar, fui boazinha e não abri hahaha. Que leitora controlada, né gente? Por esse motivo, a resenha entrou com um pequeno delay. Mas tudo bem. Quem liga? ;-)

A maioria já deve saber que a Sophie Kinsella é a minha escritora gringa favorita. Eu amo a escrita dela e queria muito que a Becky Bloom fosse uma pessoa de verdade e MINHA AMIGA. E com esse 9º livro essas vontades só aumentaram.

Todos os livros, eu me identifiquei com a protagonista de alguma forma. Mas esse passou dos limites hahaha. Natal é mágico, lindo e Nem Grinch (quem ler, vai entender o motivo da menção) pode roubar. Mas essa data têm muitos perrengues sim. E essa premissa é total gente como a gente, justamente nessa época do ano.

Têm aqueles exageros clássicos da personagem mais consumista do mundo literário. A Minnie ganha mais destaque e a história do ex-namorado com a namorada controladora é uma das que rende mais gargalhadas! Becky tem uma mente muito fértil, mas juro que dessa vez, fez total sentido o que ela estava pensando!

Suze é muito fofa e uma nova personagem conquistou o meu coração! Aliás, mostra ainda mais um lado da Becky que foge completamente do consumismo: alegre, atrapalhada, a protagonista é uma das personagens que mais ajuda, sem olhar a quem. Zero egoísta mesmo! Me ensinou muito, de verdade.

As brigas de família: qualquer semelhança, não é mera coincidência. Bom, pelo menos no meu caso hahaha. Jess, melhor amiga da mãe da Becky e os pais estão com a mesma essência. E a história do jogo de bilhar é maravilhosa e mostra uma Becky bem empoderada, mesmo que ela tenha algumas outras intenções. Eu amei! Ah! Graças a esses novos delírios, digamos assim, agora sei o que significa “Portmanteau” (não sabia hahaha) e vou adotar a palavra “Sprygge” na minha vidinha hahaha.

Enfim, amei muito esse novo livro e JURO que não caiu na mesmice. Por incrível que pareça. E apesar das confusões, dos estresses e de muitas atrapalhadas, a história mostra o verdadeiro espírito de Natal, com todas as imperfeições que essa comemoração carrega na vida real. Como falei, é bem gente como a gente, de uma forma leve, engraçada e verdadeira!

Ah! Se vai ter continuação? ESPERO QUE SIM DONA SOPHIE KINSELLA E BECKY BLOOM. Porque a palavra que ela deu de presente para o Luke (meu eterno crush ) tem muito pano para manga. Por favor, Santinha dos Leitores! Nunca te pedi nada.

***

É isso, gente. Já embarcou nesse livro? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Becky Bloom ao Resgate
Fan Page ♥  Instagram


2
30.11.2016
* PJ Leu: Becky Bloom ao resgate! ♥

E a dica literária da semana é Becky Bloom ao resgate, da autora Sophie Kinsella. Esse é o oitavo livro, publicado pela Editora Record, da série que fala sobre a nossa consumista número um do mundo dos livros. Ah! Quem ainda não leu o penúltimo livro, pode conter spoiler esse post. Ai volta depois! ;-) Mas quem já leu ou não se importa, vamos lá? ♥ 

pj-leu-becky-bloom-ao-resgateLivro: Becky Bloom ao Resgate | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella | Preço: R$ 31,90 (vi na Saraiva)
Crédito da Imagem: Site Saraiva

Sinopse: No oitavo livro, Becky Bloom está em uma missão de resgate. Hollywood se mostrou cheia de surpresas, encrencas e confusões. Mas agora ela, a família e seus melhores amigos estão a caminho de Las Vegas dentro de um trailer. Nossa protagonista fará tudo que estiver ao seu alcance para descobrir o que há por trás do sumiço do seu pai e do marido de Suze. Afinal, por que ele precisa tanto ajudar o seu velho amigo Brent, que por sinal ninguém sabe por onde anda?

Becky sabe que sua tarefa não é nada fácil, mas está disposta a fazer o que for preciso para desvendar todo esse mistério, inclusive colocar em prática o plano mais audacioso de todos os tempos. Mas será que a estratégia mirabolante irá servir para salvar sua família e seus amigos? As brigas são constantes e os obstáculos são muitos,  mas a gente sabe: ela não desiste tão fácil. ;-)

Minha opinião: Ao longo do tempo, as histórias da Becky acabaram se tornando um pouco previsíveis, mas a diversão é a mesma gente. Me diverti muito com esse livro e adorei como a Sophie o conduziu. Ok! Um pouco exagerado todo o mistério, mas estamos falando da Becky, sua família e amigos, né? Óbvio que tem que ter exagero no meio. E mesmo com todos os clichês, alguns elementos me surpreenderam. Por exemplo? A Becky finalmente evoluiu, porém: a essência dela continua intacta. Sempre amei o Luke, mas em alguns momentos achava ele meio frio, sabem? Nessa aventura, achei ele bem mais companheiro e com os melhores conselhos! A Janice me conquistou totalmente. Que amiga fofa, gente! Ah! E preparem o coração: Derek Smith está de volta em uma versão mais suave (digamos assim hahaha)!

De resto, é o tipo de leitura ideal para distrair, rir e, claro, tirar lições valiosas. Adoro o jeito da Becky de não sossegar enquanto não consegue. De ir atrás, mesmo todo mundo com um pé atrás. Também tive mais uma prova (mesmo que literária) de que a família e os amigos são fundamentais para a nossa vida. Ah! Falando nisso, todos os personagens continuam com o mesmo jeitinho de ser. Malucos, mas sempre dispostos a ajudar (com algumas exceções, tipo a Alicia, vaca pernalta hahaha).

Fiquei bem feliz com o desfecho e, posso estar errada, mas acho que deve ser último da série. Por isso, dei um abraço bem apertado no meu livro, quando terminei a última página. Todas as histórias, uma hora, chegam ao fim. Mas o importante são as lembranças. Obrigada, Sophie, por ter nos presenteado com uma das personagens mais hilárias do mundo literário. ♥ 

4c4fb55226b21c618094c045e5bf6600Crédito da imagem: Pinterest!

Acho que é isso! Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!
Para ler as resenhas dos outros livros da série é só clicar aqui, aqui e aqui.

Beijos, Carol.

Fan Page ♥  Instagram


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020