02.12.2017
* Top 5: Babi Dewet! ♥

Ei, Gente! Semana passada, eu participei de um workshop de escrita, organizado pela Agência 7, aqui no Rio de Janeiro. Uma das palestras foi dada pela autora nacional Babi Dewet, que já conhecia por alto, mas tive mais contato dessa vez. E sério: que pessoa querida e fala mega bem! Foi uma das melhores participações e as coisas que ela disse, vou levar para a vida. Então, resolvi fazer um Top 5 com livros dela. Vamos lá? Bom post! 

Top 5 - Babi Dewet - PJTop 5: Babi Dewet 
Crédito das imagens: Saraiva 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

1. Turma da Mônica Jovem – Uma viagem inesperada (Editora Nemo)
Sinopse: As personagens da Turma da Mônica Jovem estão reunidas, pela primeira vez, em um livro de contos. Mônica, Magali, Denise e Marina embarcam em aventuras inéditas, cada uma com um destino especial. Mônica parte rumo à Coreia do Sul, em um tour inesquecível, repleta de k-pop, cores e aventuras. Magali tem seus planos virados de cabeça para baixo e acaba em Paraty, onde gastronomia e novas amizades se misturam. Marina desenvolve um novo lado artístico em Londres – com direito a chá, saudades, encontros e desencontros. E Denise, por ter se metido numa encrenca, é mandada de castigo para um acampamento na Serra Catarinense. Prepare as suas malas e acompanhe as garotas em viagens pelo Brasil e pelo mundo, com romances, confusões e aventuras!
Observação da Pequena: Fica a dica: está na minha wishlist de amigo oculto! ;-) Turma da Mônica fez parte da minha infância e eu estou louca para embarcar e viver momentos de nostalgia. A Babi nesse livro escreve com autoras brasileiras incríveis, como a Pam Gonçalves.

2. Sonata em Punk Rock (Editora Gutenberg)
Sinopse: Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos. No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar. Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.
Observação da Pequena: Primeiro que a capa é mara, segundo que a história deve ser aquela que você devora em questão de um fim de semana. Entrou para a minha listinha de próximas leituras de 2018!

3. Um ano inesquecível (Editora Gutenberg) 
Sinopse: Um livro que fala sobre doces e sensíveis momentos que passamos na adolescência e que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!
Observação da Pequena: Tenho ele aqui em casa, mas ainda não consegui embarcar. Acho que vai ser tipo um momento nostalgia! E a Babi escrever sobre a minha estação preferida do ano (depois do inverno).

4. K-Pop – Manual de sobrevivência (Editora Gutenberg) 
Sinopse: Um manual que leva o leitor para passear pela história da Coreia do Sul e por sua cultura, indústria de entretenimento, música e paixão. E a intenção da Babi (e outras autoras que participaram também da escrita) é que a gente preste atenção nos detalhes. O K-Pop é feito deles. Cada cor, cada conceito, cada ritmo e expressão significa um mundo de possibilidades. De acordo com elas, o K-Pop mudou a vida delas para melhor. Quem sabe não é exatamente disso que a gente precisa?
Observação da Pequena: Gente, eu escuto muito falar sobre o K-Pop, mas nunca dei muita atenção, questão de gosto mesmo. Mas quem gosto, acho que deve ser uma leitura bem agradável.

5. Sábado à noite (Editora Generale)
Sinopse: Uma história complicada, que fala sobre amor e amizade. Uma história sobre jovens descobrindo qual é o papel deles no mundo. Por exemplo, a Amanda é uma adolescente como tantas outras, e ela não tem culpa de ser popular e a menina mais bonita do colégio. Isso simplesmente aconteceu quando ela cresceu! Já o seu melhor amigo de infância vive se metendo em encrencas com seu grupo bagunceiro e, apesar de serem como irmãos, eles não se falam em público.
Observação da Pequena: Ele é o primeiro de uma trilogia (se eu não me engano). Acho que é o típico livro que eu gosto. Meio teen, mas posso ser a pessoa mais velha do mundo, que ainda vou amar esse gênero. Se alguém souber onde acho no RJ, me avisa? 

***

Prontinho, pessoal. E vocês? Já conheciam a Babi? Já deu para perceber que as histórias dela sempre tem muita música, né? Acho que vou amar embarcar nesses livros!
No mais, podem opinar à vontade. 

Beijos, Carol.

Para ler: Top 5 – Livros de Terror

Fan Page ♥ Instagram 


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017