27.11.2017
* PJ Leu: Uma história de verão! ♥

Ei, Gente! :) Para começar bem a semana, separei uma dica literária: Uma história de verão, da autora (brasileira) Pam Gonçalves. O livro, publicado pela Galera Record, é um romance teen cheio de lições valiosas e ideal para quem quer ler algo leve e que flui. Vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - Uma história de verãoLivro: Uma história de verão | Editora: Galera Record | Autora: Pam Gonçalves
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: O último verão antes da faculdade não será fácil para Analu. É um momento crítico para ela e para qualquer pessoa: o vestibular. Na verdade, o resultado não é o maior problema, mas a escolha que ela fizera. Ela finalmente havia ultrapassado todos os limites! Os pais até poderiam lidar com suas roupas estranhas, o corte de cabelo diferente ou as atitudes rebeldes. Mas nada poderia ser pior que acabar com a carreira que já estava nos planos da família, e trocar o curso de Direito para Cinema.

As persistentes comparações da menina com seu irmão gêmeo, André Luis, também não deixam nada mais fácil. O grande exemplo de filho faz tudo para agradar e, assim como o pai, corre atrás de seus objetivos mesmo que para isso tenha que ser egoísta e ganancioso. Analu está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos. Afinal, a família pode até parecer perfeita, mas, na verdade, tem o pior dos relacionamentos. Sua mãe fecha os olhos para as traições do marido, seu irmã não se importa com ninguém desde que ganhe a parte dele, e seu pai… ela não gosta nem de pensar no quanto ele é desprezível.

Tudo que Analu quer agora é paz, aproveitando as férias na praia com seus melhores amigos, antes de enfrentar o furacão que já chegou em sua vida. Só que, para coroar esse verão da discórdia, alguém em quem ela definitivamente não pensava e nem queria mais ver na vida… Está de volta! Depois de dois anos. Analu jamais conseguiu esquecer Murilo, sua primeira grande decepção amorosa. Pelo menos, depois de destruir seu coração, ele tinha sumido, se mudara para outra cidade. Mas agora ali estava ele, com aquele sorriso cafajeste que sempre veio com um alerta de perigo, mas que ela nunca foi bem-sucedida em respeitar.

Com tantos exemplos de relacionamentos mal-sucedidos, a garota aprendeu que o amor romântico não existe, É como uma bomba prestes a explodir, e azar de quem estiver comprometido demais para não conseguir fugir antes da catástrofe. Nada de envolvimento, nada de se apaixonar, nada de apego. Era assim que ela havia sobrevivido até hoje. Seria uma pena se a volta do Murilo não a fizesse duvidar de tudo isto, não é mesmo?

Minha opinião: Esbarrei nesse livro na Bienal e sério, foi amor à primeira vista.  Além de a capa ser mega fofa, a história é bem o meu tipo preferido. Cheio de clichês, mas com elementos surpresas que fazem toda a diferença. A escrita da Pam é leve e flui de um jeito divertido e que faz a gente refletir sobre as escolhas da protagonista e de outros personagens tão importantes quanto. Adorei como ela construiu cada capítulo! A gente lê e nem percebe que já está chegando ao fim. É o tipo de leitura que vale a pena passar o tempo em um fim de semana. E, de quebra, tirar lições valiosas. No meu caso, lembrei de algumas decepções amorosas, mas agora com uma percepção diferente, através dos “olhos” da Analu.

É um livro que fala sobre família, amizade e amor. E mais do que tudo: escolhas! Aliás, cada um segue um caminho. Talvez não bata com os nossos valores, princípios e percepções. Mas quem é a gente para julgar. O negócio é seguir em frente, fazer a nossa parte e torcer para que as coisas se encaixem. Nem que seja aos poucos. Alguns erros não são nada justificáveis, outros nem sempre acontecem por mal. Os personagens dessa história me mostraram mais do que nunca isso. E falando neles, é quase impossível não se identificar, pelo menos com algum. Enfim, a gente torce, discorda, concorda, torce de novo, não acredita que tal coisa aconteceu, fala que já viu aquele “filme” antes e por aí vai. Interage e sente meio que na pele cada momentinho que a Analu vive. E também imagina o que os outros personagens passam também, com raríssimas exceções.

Enfim, MEGA RECOMENDO esse livro. Tem uma linguagem mais teen e vivências dessa idade? Sim. Mas acho que vale incluir essa experiência literária na sua listinha de próximos livros. O final é inspirador e, até, imagino que possa ter uma segunda parte. Mas caso não tenha, gostei de como terminou. Talvez no meu mundo ideal tivesse outro fim, mas combinou muito com o mundo real.  ;-)

É isso. Podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.  

Para ler: Fazendo as pazes com o corpo 

Fan Page ♥ Instagram 


1
13.10.2017
* PJ Leu: Na minha onda! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária do dia é Na minha onda, da autora Laura Conrado. O livro, que foi publicado pela Globo Alt, é o recente romance dela e você é capaz de devorar em menos de 24 horas. Vamos lá? Boa resenha! ;-)

PJ Leu - Na minha ondaLivro: Na minha onda | Editora: Globo Alt | Autora: Laura Conrado
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Vitória é uma cantora talentosa que esteve no topo do sucesso há cinco anos. Mas agora ela está arrasada, pois ficou desempregada, voltou a morar com os pais e ainda tem que aceitar o triunfo de Carol Laine, sua amiga de infância e antiga dupla musical, que seguiu a carreira solo e está se tornando uma das mais comentadas artistas da Bahia.

Porém, mesmo Vitória tentando se esconder a todo custo, Carol Laine a procura com um convite: ela quer que as duas voltem a trabalhar juntas e que ela participe de um reality show sobre sua vida. Isso significa, também, estar mais próxima de Lucas, o primo (gato!!) e assessor de Carol, por quem Vitória mantém uma paixão secreta há anos.

Mesmo parecendo uma proposta irrecusável, é difícil engolir a mágoa, fica à sombra de Carol Laine e ainda encarar os reveses da fama, como a exigência de estar sempre linda e em forma, as fofocas da imprensa, a perseguição de um fã maníaco e misterioso e a dúvida sobre as amizades serem apenas por interesse.

Em meio a tantos sentimentos conflitantes, Vitória terá de responder: vale a pena voltar a um mundo em que o ego das pessoas parece controlar tudo?

Minha opinião: Na verdade, tinha lido em alguns dias até a 73ª página, mas com a correria do dia a dia, dei uma paradinha. Mas quando voltei a ler: bum! Em menos de 24 horas, devorei o livro. A história prende em um nível hard, gente! Tem uma pegada meio de investigação misturada com comédia e romance. Quando peguei o ritmo, foi impossível parar.

A Vitória é hilária e bem gente como a gente. Tem os mais variados sentimentos, que conhecemos sem hipocrisia. E como esse mundo da fama, pode ser cruel, né? Entretanto, tudo depende de como lidamos e acho que cada história tem o seu aprendizado. Nossa protagonista aprende muito no decorrer do livro e a gente também. Aprendemos sobre amizade, família, amores e como nem sempre é a primeira impressão que importa. Aliás, às vezes, nem tudo é o que parece ser. Tem gente que tem o poder de enganar e outras pessoas podem esconder as suas melhores intenções.

No meio de alguns capítulos, fiquei com coração na mão. Com medo de estar enganada sobre tudo. Mas, no final, agradeci de joelhos à autora e suspirei aliviada hahaha. Porém, sem spoiler. Prometo! No mais, amei o livro, o enredo e li cada página com o sotaque da Bahia (principalmente nas partes da Vitória). A propósito, é uma ótima forma de conhecer esse lugar, nem que seja um pouco. E conhecer alguns artistas desse canto do Brasil. Todos os personagens são incríveis, alguns dão raiva em nível hard também, mas outros nos conquistam aos poucos ou desde o começo.

Por fim, a capa é linda. Adorei! Tanto ela quanto o título, tem tudo a ver com a história. E, como vocês sabem, quando isso acontece: tem pontinho extra! 

***

É isso, pessoal. :) Obrigada por mais um livro lindo, Laura. Sou sua fã! Aliás, ainda esse mês vai rolar uma mini entrevista com a Laura, que fiz em plena Bienal do Livro do RJ. Enfim, quem já leu, conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Minha vida não tão perfeita

Fan Page ♥ Instagram 


0
25.09.2017
* Bienal do Livro: Top 5 – livros de autores nacionais! ♥

E o primeiro post sobre a Bienal do Livro está no ar. \o/ Resolvi preparar um top 5 de cinco livros, de autores nacionais, que conheci no evento. Alguns já conhecia de nome e por alto, mas só nos dias que fui, que fiquei sabendo mais da história de pertinho mesmo! Vamos lá? ;-)

Top 5 - Bienal do Livro - PJ - 1Crédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

1. Turma da Mônica Jovem – Contos: Uma viagem inesperada
Autoras: Babi Dewet, Carol Christo, Pam Gonçalves e Melina Souza
Editora: Nemo
Sinopse: O que pode acontecer numa viagem inesperada? Tudo! As personagens da Turma da Mônica Jovem estão reunidas, pela primeira vez, em um livro de contos. Mônica, Magali, Denise e Marina embarcam em aventuras inéditas, cada uma com um destino especial. Mônica parte rumo à Coreia do Sul, em um tour inesquecível, repleta de k-pop, cores e aventuras. Magali tem seus planos virados de cabeça para baixo e acaba em Paraty, onde gastronomia e novas amizades se misturam. Marina desenvolve um novo lado artístico em Londres – com direito a chá, saudades, encontros e desencontros. E Denise, por ter se metido numa encrenca, é mandada de castigo para um acampamento na Serra Catarinense. Prepare as suas malas e acompanhe as garotas em viagens pelo Brasil e o mundo, com romances, confusões e aventuras!
Observação da Pequena: Era o livro que eu mais queria comprar. Afinal, Turma da Mônica marcou uma época da minha vida. Mas como ele estava um pouco acima do meu orçamento, deixei para um possível livro oculto (né, friends blogueiras Nina e Rai? hahaha). Brincadeirinha (com fundo de verdade), em breve, garanto o meu exemplar! ;p

2. Uma história de verão 
Autora: Pam Gonçalves
Editora: Galera Record
Sinopse: É o último verão de Analu perto de casa antes da faculdade. Entre a dificuldade de se entender com seus pais, que queriam que ela cursasse Direito e não Cinema, e as persistentes comparações com seu gêmeo, André Luiz, o grande exemplo de filho que faz tudo para agradar, a garota está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos e só quer aproveitar suas férias com os amigos. O lugar é lindo, o clima está ideal e não faltam lembranças em cada cantinho da praia. Pena que nem todas são boas: a primeira decepção amorosa e grande paixão de Ana Luísa, Murilo, está de volta depois de dois anos com o sorriso cafajeste de sempre e novas promessas. De um lado, o futuro em uma nova e incrível cidade, São Paulo; do outro, os amigos, a família e um amor traiçoeiro que ao mesmo tempo machuca e envolve.
Observação da Pequena: Foi a minha primeira compra na Bienal. A Record colocou ele por R$ 24,00 ou R$ 26,00! Aliás, era um dos melhores stands. Cheio de promoções! Fora, que eu acho que é bem o tipo de livro que gosto. Vou ler no próximo mês, ai conto para vocês! ;-)

3. #Fui
Autora: Viviane Maurey
Editora: Globo Alt
Sinopse: Lully vai realizar o sonho de uma viagem de intercâmbio nos EUA, quando se vê em uma encruzilhada e é obrigada a fazer uma escolha determinante para o resto de sua vida. A viagem acaba revelando o quanto suas certezas e seguranças podem ser frágeis, e que quem parte em uma grande jornada, dificilmente voltará a ser a mesma pessoa de antes.
Observação da Pequena: Fiquei bem curiosa para ler, mas não consegui comprar na Bienal. Só que está na minha listinha de próximas compras! Amei a capa e o título!

Top 5 - Bienal do Livro - PJ - 2Crédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

4. Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca
Autor: Ique Carvalho
Editora: Sextante
Sinopse: O que é o amor? O amor não é uma pergunta. É a resposta para tudo! (sinopse curta, mas é aquela que diz tudo)
Observação da Pequena: Tem título mais maravilhoso? Ganhei esse livro da editora e estou louca para ler (queria ter o poder de ler mais de um livro por vez, mas a minha lerdeza não me permite hahaha). Falando nisso, conheci de pertinho o Ique e MEU DEUS. Que autor mais incrível. Foi um dos melhores momentos da Bienal. Pretendo fazer um post sobre isso depois! ;-)

5. Quinze Dias 
Autor: Vitor Martins
Editora: Globo Alt
Sinopse: Felipe está esperando por esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai colocar em prática. Mas as coisas fogem um pouco do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele estão viajando. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.
Observação da Pequena: Conheci o autor nessa Bienal e GENTE! Muito fofo! Tem cara de ser uma história leve, divertida e que carrega um monte de lições. Está na minha listinha de próximos livros que eu quero comprar!

***

É isso, gente! :) Claro que a listinha de livros de autores nacionais vai além. Por isso, estou pensando em preparar um post parte dois e publico em outubro, ok?
Enquanto isso, me contem se conhecem algum desses autores. Se já embarcaram em alguma dessas histórias. Enfim, podem opinar à vontade! 

Beijos, Carol.

Fan Page ♥ Instagram 


2
29.04.2017
* {Beda 29} – PJ Entrevista: Escritora Gabi Freitas! ♥

Ei, Gente! Quem topou responder algumas perguntinhas para o PJ foi a escritora Gabriela Freitas, que acabou de lançar o livro “O Verão em que tudo mudou” (junto com Vinícius Grossos e Thaís Wandrofski), publicado pela Faro Editorial. Conheci a Gabi através do blog dela, o “Nova Perspectiva” e, desde então, virei fã. Os textos dela são incríveis e quando soube que ela ia lançar um livro, mandei mensagem e na hora topou. Enquanto não tem resenha, tem a entrevista. Espero que gostem. Eu adorei!

17796867_1170457706413871_7242251217828827751_nCrédito da Imagem: Peguei no Insta da Gabi
PJ Entrevista: Gabriela Freitas (ela é a do meio) 

1. Uma curiosidade sobre o livro “O verão em que tudo mudou” que quase ninguém sabe?
R:
Vou contar duas, pode? hahaha! O livro começou a ser escrito praticamente depois do verão acabar. E nós três mal nos conhecíamos! Acho que a amizade que nasceu entre nós foi a maior surpresa que o “OVEQTM” nos proporcionou enquanto estávamos escrevendo. É engraçado porque eu, o Vi e a Thaís somos bem diferentes, mas a gente tem uma sintonia que é coisa de outro mundo (sério!).

2. Tem alguma mania peculiar na hora de escrever? 
R: Eu escrevo lendo em voz alta, preciso ouvir o que to criando para ter certeza que faz sentido. Isso não é tão peculiar, exceto quando a ideia surge e eu to na rua.

3. O que te inspira nesse processo de escrita?
R: O amor. Eu escrevo do jeito que eu sinto, mesmo não tendo vivido aquilo que tá escrito.

4. Você sempre quis ser escritora? Conte um pouco da sua trajetória, desde o seu blog, até o livro e seus planos daqui para frente.
R: Sim! Desde pequena meu sonho sempre foi produzir romances. Eu amava as aulas de redação, de literatura e história exatamente por isso. Com o tempo, comecei a escrever sobre o meu dia a dia, as coisas que eu sentia, vivia, e fui tendo retorno. Criei o blog aos 15 anos, nesse época eu ainda escrevia sobre coisas que eu sentia, mas fui aprendendo a brincar com as palavras, fui descobrindo como viver, por meio delas, histórias que nunca foram minhas. Hoje eu não me vejo mais sem fazer isso! Tanto que já estou trabalhando no próximo livro e tenho vários planos nessa linho pro futuro.

5. Três livros que salvaria de um incêndio da sua biblioteca? (Não pode ser o seu hahaha)
R: AAAAH, droga hahaha! Com certeza eu salvaria o “Pequeno príncipe“, que é meu livro favorito da vida! Depois o “Um dia“, o meu romance preferido. E ficaria entre “Por lugares incríveis” e “Extraordinário“.

PJ Entrevista - O Verão em que tudo mudouO livro: O Verão Em Que Tudo Mudou fala sobre quebrar um pouco do comodismo que estamos acostumados e começarmos a ir atrás daquilo que queremos, seja sobre nós, seja sobre a nossa vida. São três histórias que se cruzam em função da amizade entre as personagens, mas que, ao mesmo tempo, andam de forma independente. Cada uma tem uma mensagem especial e com certeza dão uma chacoalhada no leitor.
(Crédito da Imagem: Saraiva)

***

Toda sorte do mundo, Gabi. Você merece! Muito obrigada pela entrevista, viu? Mais histórias para você e para os seus leitores (e futuros).  Ainda não li, mas assim que eu ler, posto a resenha aqui, gente! Ah! Quem quiser comprar o livro é só clicar aqui (ou em qualquer livraria do Brasil). Quer saber um pouco mais sobre a Gabi? Segue ela lá no Insta!

Quem já conhecia a Gabi? Conte aqui! Ah! Podem opinar sobre o post à vontade. ;-)

Beijos, Carol.

Para relembrar: Entrevista com Vinícius Grossos!

Fan Page ♥  Instagram 


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018