29.05.2018
* PJ Leu: Os quase completos! ♥

Ei, Gente! E a dica literária da semana é Os Quase Completos, do autor brasileiro Felippe Barbosa, que recebi da Editora Arqueiro (parceira do blog). É um livro bem diferente do que imaginei, mas no final abracei a história. Vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - Os Quase completosLivro: Os Quase Completos| Editora: Arqueiro | Autora: Felippe Barbosa
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota: três livros! 

Sinopse: O Quase Doutor é um renomado cardiologista que passa os dias em um hospital, mas no fundo é um artista frustrado. A Quase Viúva é uma professora que está de licença do trabalho para ficar com o noivo, em coma após um grave acidente. O Quase Repórter é um jornalista decepcionado com a profissão que sofre há mais de um ano pelo suicídio da esposa. A princípio, a única coisa que essas pessoas têm em comum é a sensação de incompletude e de desilusão com a vida. Mas não…. Por quê?

Um dia… O Quase Doutor é persuadido por um velho desconhecido a embarcar com ele em um ônibus rumo a jornada para se reconciliar com o seu passado. Logo, a viagem se transforma em uma aventura cheias de surpresas e com um porém: ele precisa fazer escolhas que mudarão para sempre o seu destino e a forma de ver a sua vida! Sobre a Quase Viúva, ela suspeita que alguém está querendo matar o seu noivo dentro do hospital. Já o Quase Repórter, através de uma pesquisa minuciosa, acredita que podem ter matado a sua esposa. O que esses personagens têm em comum então? A resposta para os mistérios que envolvem os seus amores e a vida deles, pode estar dentro do ônibus, que o Quase Doutor embarcou.

Minha opinião: Quando eu pedi esse livro, imaginava uma outra forma do autor contar a história. Talvez, por eu ter uma expectativa diferente, a leitura não tenha fluido tanto o quanto eu imaginei. Mas não abandonei e fui até o último capítulo, pois algo me dizia que eu ia me surpreender. E não deu outra, gente! Os Quase Completos é cheio de mensagens intensas e que realmente nos fazem pensar sobre a vida que estamos levando! Sendo assim, valeu cada página. Apenas a construção que, em alguns momentos, não bateu com o meu gosto literário. Mas é questão de gosto mesmo, ok?

Sobre os personagens: o Quase Doutor é aquele que quase todo mundo se identifica. Quem nunca deixou de lado um sonho por acreditar mais na opinião dos outros do que na própria? A viagem no ônibus, foi uma viagem mesmo, mas que o levou ao destino certo, sem dúvida. A Quase Viúva é a típica personagem que sonha com tudo perfeitinho, mas ao final, se dá conta, que nem sempre o perfeito é o melhor! E o Quase Repórter? Viver no passado, atrapalha tudo. Por mais que a gente descubra a verdade, às vezes, o melhor a fazer é seguir em frente mesmo, sem olhar para trás.

Enfim, deu para perceber que esses três tem muito a ensinar o leitor. Porém, quem mais me ensinou: os coadjuvantes. Judite, Mira, Dona Marta e Marina são os meus personagens  preferidos. Principalmente, essa última. A cena dela com o Quase Doutor valeu pelo livro todo. Anotei vários trechos e espero colocar todos em prática! Principalmente, no quesito “tenho 31 anos e tenho prazo de validade”. Não mesmo. Amei essa parte e vou levar para a minha vida! A gente cresce, mas isso não significa nada que não temos muito tempo. Por mais clichê que pareça, a vida não tem que ter prazo de validade. Claro, que temos nossos limites e tal, mas isso não pode ser um empecilho para não corremos atrás do que realmente desejamos. Obrigada, Marina. E obrigada, Felippe, por nos ter presenteado com uma personagem tão rica e com um destino tão maravilhoso. Meu desfecho preferido do livro!

No mais, leia com a mente aberta e veja o que pode mudar para encontrar o seu 8º Reino real. A medida que os capítulos vão se encerrando, a gente vai se surpreendendo de uma forma bem positiva. Gostei como cada história se entrelaçou e pensei: como não tinha percebido isso antes? Enfim, recomendo! 

IMG_9994Meu trecho preferido. 

***

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol

Para ler: Mais lindo que a lua

Fan Page ♥ Instagram  


0
11.04.2018
* {Beda 11} – Top 5: Laura Conrado! ♥

Ei, Gente! :) E o post do dia é mais um top 5. Dessa vez, com uma outra autora brasileira que eu amo: Laura Conrado Quem ainda não leu os livros da Laura, por favor, mudem isso. As histórias são divertidas, leves e com aquele toque de chick-lit que a gente ama! Enfim, vamos lá? Boa leitura! ;-)

PJ - Top 5 - Laura ConradoCrédito das imagens: Saraiva 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

1. Quando saturno voltar (Globo Livros) 
Sinopse: Déborah Zolini tem uma vida, aparentemente, estável. Um namorado, sonha com o casório e trabalha como assessora de imprensa de um time de futebol de segunda divisão. Mas durante uma viagem para o Chile, ela conhece a Cigana Saphira, que avisa: o Retorno de Saturno, um fenômeno astrológico que acontece às vésperas do aniversário de trinta anos, está se aproximando. Quando a Déborah volta ao Brasil, começa a perceber sinais de que grandes mudanças estão por vir. Começando por Henrique, um cara maravilhoso que ela conheceu no avião. E sem esperar, o galã mexe com seus sentimentos e “atrapalha” toda a sua rotina. Tudo o que parecia estar ok, vira de cabeça para baixo. Nossa protagonista terá de confrontar todos os seus medos. Pois é! Saturno realmente mostra o poder da sua volta e o destino a surpreende. Tanto na vida pessoal quanto na profissional.
Observação da Pequena: Se você está prestes a completar 30 primaveras, indico muito esse livro. Mas se não está, também indico. É o tipo de leitura que te faz bem! Para saber mais, só clicar aqui.

2. Freud, me segura nessa (Novo Século) 
Sinopse: Depois de se apaixonar pelo terapeuta e passar por desventuras, Cat, agora encara uma série de descobertas sobre si própria e o mundo. Numa temporada fora do país (NY, baby!) e em meio a novas oportunidades, amores e amigos, nossa querida protagonista descobre que, mesmo distante, sentimentos não resolvidos de seu passado podem se fazer presentes. Ela confronta traições, inseguranças, dúvidas e os riscos das escolhas adultas diante do dinheiro, do sexo e do amor. Sendo assim, mais uma vez, Cat pede ajuda ao Freud para se segurar nos desafios da vida adulta.
Observação da Pequena: Cat é aquela típica personagem “gente como a gente”. Me ajudou tanto esse livro, que vocês não tem noção. Para saber mais, clique aqui.

3. Freud, me tira dessa (Novo Século) 
Sinopse: O livro conta a história da jovem Catarina, dona de uma vida amorosa catastrófica. Disposta a rever suas escolhas e entender o que acontece, Cat busca ajuda na psicoterapia. Como se não bastasse o dolorido processo de conhecer a si mesma e de adentrar na relação com os seus familiares, ela simplesmente se apaixona pelo terapeuta Luiz. No auge da angústia, a protagonista recorre ao Freud para sair dessa. Entre confusões, lágrimas, descobertas, risos, Cat passa por uma trajetória de autoconhecimento e aceitação da própria história. E o melhor: com um final nada clichê!
Observação da Pequena: Esse foi o meu primeiro contato com a Laura e o começo da história de Cat. A gente ri, chora e aprende mais do que imagina! Para saber mais, clique aqui.

4. Na minha onda (Globo Livros) 
Sinopse: Vitória é uma cantora talentosa que esteve no topo do sucesso há cinco anos. Mas agora ela está arrasada, pois ficou desempregada, voltou a morar com os pais e ainda tem que aceitar o triunfo de Carol Laine, sua amiga de infância e antiga dupla musical, que seguiu a carreira solo e está se tornando uma das mais comentadas artistas da Bahia. Porém, mesmo Vitória tentando se esconder a todo custo, Carol Laine a procura com um convite: ela quer que as duas voltem a trabalhar juntas e que ela participe de um reality show sobre sua vida. Isso significa, também, estar mais próxima de Lucas, o primo (gato!!) e assessor de Carol, por quem Vitória mantém uma paixão secreta há anos. Mesmo parecendo uma proposta irrecusável, é difícil engolir a mágoa, fica à sombra de Carol Laine e ainda encarar os reveses da fama, como a exigência de estar sempre linda e em forma, as fofocas da imprensa, a perseguição de um fã maníaco e misterioso e a dúvida sobre as amizades serem apenas por interesse. Em meio a tantos sentimentos conflitantes, Vitória terá de responder: vale a pena voltar a um mundo em que o ego das pessoas parece controlar tudo?
Observação da Pequena: Só digo uma coisa: de-vo-rei! Para saber mais, clique aqui.

5. Literalmente amigas (Bertrand) 
Sinopse: Quando Gabi e Lívia, duas apaixonadas por livros, se conheceram em uma comunidade sobre literatura em uma extinta rede social, não imaginavam que se tornariam melhores amigas e que criaram um blog de resenhas literárias, o Literalmente Amigas. Desde então, elas são inseparáveis, apesar das personalidades muito diferentes! Gabi é um pouco avoada, desorganizada financeiramente, de riso fácil e vive uma história de conto de fadas com o namorado de longa data. Já Lívia é assertiva, firme e possui planos bem delineados para seu futuro, embora ainda não tenha encontrado o emprego dos sonhos nem um romance arrebatador como o de seus livros favoritos. Juntas, elas enfrentam as dificuldades da juventude, seja na profissão, seja no amor, até tudo começar a mudar quando ambas são selecionadas para a mesma vaga — para a qual as duas se inscrevem, sem contar uma para outra — na principal editora do país. Será que a paixão pelos livros, que antes unia as amigas, agora se tornará o motivo do término da amizade?
Observação da Pequena: Esse é o novo livro da Laura, junto com outra autora brasileira Marina Carvalho. Lança em maio (desse ano) e já estou contando os dias para embarcar nessa história. Acho que vai ser impossível não se identificar! Ainda mais quem ama livros e blogosfera!

***

É isso, gente! A Laura tem mais livros, mas esses são os meus favoritos (Literalmente Amigas provavelmente também vai entrar na listinha, mas quando eu ler, conto para vocês). Mega indico, pois são leituras que marcam e ensinam de uma forma leve e divertida! #ficadica 

Beijos, Carol.

Para Ler: PJ Entrevista – Laura Conrado

Fan Page ♥ Instagram   


4
01.03.2018
* Top 5: Fernanda França! ♥

Ei, Gente! E o top 5 da semana é de uma das minhas autoras brasileiras favoritas: Fernanda França Quem ainda não conhece, corre para ler algum desses livros, por favor. Principalmente quem ama escrita leve, divertida e com lições que valem ouro. Vamos lá? Bom post! :)

Top 5 - Fernanda França - PJCrédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

1. Malas, Memórias e Marshmallows 
Sinopse: Às vezes, o fim de algo pode ser apenas um novo começo. Após ser despedida do trabalho no dia de seu aniversário, Melissa Moya conhece Theodoro Brasil, seu vizinho, dando início a uma nova amizade que vai permitir que a jovem jornalista realize seu maior sonho: viajar pelo mundo afora. Então, Mel embarca no projeto “América sobre rodas”, uma aventura por diversas regiões dos Estados Unidos, deixando para trás sua gata, Lady Gaga, sua família e seus amigos. Máquina fotográfica na mão, notebook debaixo do braço, Melissa vai acabar percebendo que a vida surpreende a cada momento, principalmente quando o assunto é o amor verdadeiro.
Observação da pequena: É um dos meus livros preferidos da vida e foi o meu primeiro contato com a Fê. A capa é linda e o conteúdo é incrível. Aliás, contei sobre o que achei dessa história aqui.

2. Bolsas, Beijos e Brigadeiros 
Sinopse: Melissa é uma jovem jornalista, que vive de escrever suas deliciosas aventuras por belas e curiosas cidades do mundo. Passando por uma nova fase profissional, Mel viaja à Europa em busca de cenários para as suas matérias e também de suas raízes italianas. Em meio a essa instigante jornada, nossa protagonista precisa lidar com a distância de seus familiares queridos, principalmente de sua mãe— grávida de um lho temporão —, e os misteriosos sumiços de seu namorado, Théo. Afinal, o que será que ele tanto esconde?
Observação da pequena: É a continuação de Malas, Memórias e Marshmallows, mas é uma leitura independente. Porém, indico ler esse depois do outro. Se você morre de vontade de conhecer a Europa, matar a saudade de algumas cidades ou pegar dicas, é uma leitura ideal. E tenha uma panela de brigadeiro a sua disposição, pois dá muita vontade de comer. Prefiro o primeiro livro, mas esse tem a sua magia e lições valiosas tanto quanto o outro. E, por favor, Fê: uma história para o Luca! Ah! Tem resenha sobre aqui.

3. 9 Minutos com Blanda
Sinopse: Todos os dias, depois de brigar com o despertador que dá apenas nove minutinhos a mais de sono, Blanda se depara com a seguinte situação: ela está quase sem dinheiro, desempregada e sua única companhia é o gato Freddy Krueger. Bom, não exatamente, já que ela namora um cara chamado Max, que nunca realmente assumiu o relacionamento. Max é folgado, não trabalha e também não faz muita questão de conseguir um emprego, mas é justamente com ele que Blanda se vê prestes a dizer “aceito”. Em uma confusão envolvendo muito estresse, a porta giratória de um banco e uma calcinha pink, Blanda conhece alguém que pode mudar sua vida. Mas será que a realidade pode virar um conto de fadas?
Observação da Pequena: É o livro de estreia da Fê, mas acreditam que eu ainda não consegui embarcar? Porém, está na minha listinha de livros que preciso ler ainda esse ano!

4. O Pulo da Gata 
Sinopse: Maggie May ama os animais e exerce sua profissão de veterinária com paixão. Mas seu maior sonho é casar com tudo que uma mulher romântica tem direito: vestido branco, cerimônia religiosa, festa com todos os seus amigos e parentes, lua de mel… O noivo nem importa muito, desde que seja alto. Apesar de jovem tem 23 anos , ela faz de tudo para se casar e age como se fosse uma solteirona desiludida. Não é a toa que está na sua quinta tentativa, mas está confiante de que Felipe, que ela conheceu num site de encontros, a tornará, enfim, feliz. Só que as estrelas, que tudo veem lá de cima, não têm tanta certeza assim. Nem Eric, o comediante gato que ela conhece por acaso, no dia do seu primeiro encontro físico com Felipe.
Observação da Pequena: Um livro doce, mas sem deixar de ser real. Está na 3ª pessoa, mas me conquistou tanto quanto os outros. Indico muito e destaque para a capa. Posso querer me casar com um vestido assim? Tem resenha dele aqui.

5. O Livro Delas 
Sinopse: Do sobrenatural ao chick-lit, passando por romance, aventura, drama e denúncia social, a coletânea agrada desde os leitores jovens adultos aos mais velhos. São 9 autoras e 9 histórias e uma delas é da Fê!
Observação da Pequena:  Está na minha listinha há séculos, mas ainda não rolou a leitura. Assim que eu embarcar, conto para vocês também. E acho que é um bom livro para quem quer conhecer um pouco a Fernanda e outras autoras brasileiras também. ;-)

***

É isso, pessoal. Me contem: já embarcaram em alguma história dela? O que acharam? Ah! Quer saber um pouco mais sobre ela? Já rolou entrevista aqui no PJ. E espero fazer outras indicações de livros da Fê em breve. De verdade, quem ama chick-lit e afins, ela é uma das melhores autoras na minha humilde opinião! Sem falar que é uma querida e mega acessível com os leitores. 

Beijos, Carol.

Para ler: Top 5 – Livros & Paris

Fan Page ♥ Instagram


1
27.11.2017
* PJ Leu: Uma história de verão! ♥

Ei, Gente! :) Para começar bem a semana, separei uma dica literária: Uma história de verão, da autora (brasileira) Pam Gonçalves. O livro, publicado pela Galera Record, é um romance teen cheio de lições valiosas e ideal para quem quer ler algo leve e que flui. Vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - Uma história de verãoLivro: Uma história de verão | Editora: Galera Record | Autora: Pam Gonçalves
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: O último verão antes da faculdade não será fácil para Analu. É um momento crítico para ela e para qualquer pessoa: o vestibular. Na verdade, o resultado não é o maior problema, mas a escolha que ela fizera. Ela finalmente havia ultrapassado todos os limites! Os pais até poderiam lidar com suas roupas estranhas, o corte de cabelo diferente ou as atitudes rebeldes. Mas nada poderia ser pior que acabar com a carreira que já estava nos planos da família, e trocar o curso de Direito para Cinema.

As persistentes comparações da menina com seu irmão gêmeo, André Luis, também não deixam nada mais fácil. O grande exemplo de filho faz tudo para agradar e, assim como o pai, corre atrás de seus objetivos mesmo que para isso tenha que ser egoísta e ganancioso. Analu está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos. Afinal, a família pode até parecer perfeita, mas, na verdade, tem o pior dos relacionamentos. Sua mãe fecha os olhos para as traições do marido, seu irmã não se importa com ninguém desde que ganhe a parte dele, e seu pai… ela não gosta nem de pensar no quanto ele é desprezível.

Tudo que Analu quer agora é paz, aproveitando as férias na praia com seus melhores amigos, antes de enfrentar o furacão que já chegou em sua vida. Só que, para coroar esse verão da discórdia, alguém em quem ela definitivamente não pensava e nem queria mais ver na vida… Está de volta! Depois de dois anos. Analu jamais conseguiu esquecer Murilo, sua primeira grande decepção amorosa. Pelo menos, depois de destruir seu coração, ele tinha sumido, se mudara para outra cidade. Mas agora ali estava ele, com aquele sorriso cafajeste que sempre veio com um alerta de perigo, mas que ela nunca foi bem-sucedida em respeitar.

Com tantos exemplos de relacionamentos mal-sucedidos, a garota aprendeu que o amor romântico não existe, É como uma bomba prestes a explodir, e azar de quem estiver comprometido demais para não conseguir fugir antes da catástrofe. Nada de envolvimento, nada de se apaixonar, nada de apego. Era assim que ela havia sobrevivido até hoje. Seria uma pena se a volta do Murilo não a fizesse duvidar de tudo isto, não é mesmo?

Minha opinião: Esbarrei nesse livro na Bienal e sério, foi amor à primeira vista.  Além de a capa ser mega fofa, a história é bem o meu tipo preferido. Cheio de clichês, mas com elementos surpresas que fazem toda a diferença. A escrita da Pam é leve e flui de um jeito divertido e que faz a gente refletir sobre as escolhas da protagonista e de outros personagens tão importantes quanto. Adorei como ela construiu cada capítulo! A gente lê e nem percebe que já está chegando ao fim. É o tipo de leitura que vale a pena passar o tempo em um fim de semana. E, de quebra, tirar lições valiosas. No meu caso, lembrei de algumas decepções amorosas, mas agora com uma percepção diferente, através dos “olhos” da Analu.

É um livro que fala sobre família, amizade e amor. E mais do que tudo: escolhas! Aliás, cada um segue um caminho. Talvez não bata com os nossos valores, princípios e percepções. Mas quem é a gente para julgar. O negócio é seguir em frente, fazer a nossa parte e torcer para que as coisas se encaixem. Nem que seja aos poucos. Alguns erros não são nada justificáveis, outros nem sempre acontecem por mal. Os personagens dessa história me mostraram mais do que nunca isso. E falando neles, é quase impossível não se identificar, pelo menos com algum. Enfim, a gente torce, discorda, concorda, torce de novo, não acredita que tal coisa aconteceu, fala que já viu aquele “filme” antes e por aí vai. Interage e sente meio que na pele cada momentinho que a Analu vive. E também imagina o que os outros personagens passam também, com raríssimas exceções.

Enfim, MEGA RECOMENDO esse livro. Tem uma linguagem mais teen e vivências dessa idade? Sim. Mas acho que vale incluir essa experiência literária na sua listinha de próximos livros. O final é inspirador e, até, imagino que possa ter uma segunda parte. Mas caso não tenha, gostei de como terminou. Talvez no meu mundo ideal tivesse outro fim, mas combinou muito com o mundo real.  ;-)

É isso. Podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.  

Para ler: Fazendo as pazes com o corpo 

Fan Page ♥ Instagram 


1
13.10.2017
* PJ Leu: Na minha onda! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária do dia é Na minha onda, da autora Laura Conrado. O livro, que foi publicado pela Globo Alt, é o recente romance dela e você é capaz de devorar em menos de 24 horas. Vamos lá? Boa resenha! ;-)

PJ Leu - Na minha ondaLivro: Na minha onda | Editora: Globo Alt | Autora: Laura Conrado
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Vitória é uma cantora talentosa que esteve no topo do sucesso há cinco anos. Mas agora ela está arrasada, pois ficou desempregada, voltou a morar com os pais e ainda tem que aceitar o triunfo de Carol Laine, sua amiga de infância e antiga dupla musical, que seguiu a carreira solo e está se tornando uma das mais comentadas artistas da Bahia.

Porém, mesmo Vitória tentando se esconder a todo custo, Carol Laine a procura com um convite: ela quer que as duas voltem a trabalhar juntas e que ela participe de um reality show sobre sua vida. Isso significa, também, estar mais próxima de Lucas, o primo (gato!!) e assessor de Carol, por quem Vitória mantém uma paixão secreta há anos.

Mesmo parecendo uma proposta irrecusável, é difícil engolir a mágoa, fica à sombra de Carol Laine e ainda encarar os reveses da fama, como a exigência de estar sempre linda e em forma, as fofocas da imprensa, a perseguição de um fã maníaco e misterioso e a dúvida sobre as amizades serem apenas por interesse.

Em meio a tantos sentimentos conflitantes, Vitória terá de responder: vale a pena voltar a um mundo em que o ego das pessoas parece controlar tudo?

Minha opinião: Na verdade, tinha lido em alguns dias até a 73ª página, mas com a correria do dia a dia, dei uma paradinha. Mas quando voltei a ler: bum! Em menos de 24 horas, devorei o livro. A história prende em um nível hard, gente! Tem uma pegada meio de investigação misturada com comédia e romance. Quando peguei o ritmo, foi impossível parar.

A Vitória é hilária e bem gente como a gente. Tem os mais variados sentimentos, que conhecemos sem hipocrisia. E como esse mundo da fama, pode ser cruel, né? Entretanto, tudo depende de como lidamos e acho que cada história tem o seu aprendizado. Nossa protagonista aprende muito no decorrer do livro e a gente também. Aprendemos sobre amizade, família, amores e como nem sempre é a primeira impressão que importa. Aliás, às vezes, nem tudo é o que parece ser. Tem gente que tem o poder de enganar e outras pessoas podem esconder as suas melhores intenções.

No meio de alguns capítulos, fiquei com coração na mão. Com medo de estar enganada sobre tudo. Mas, no final, agradeci de joelhos à autora e suspirei aliviada hahaha. Porém, sem spoiler. Prometo! No mais, amei o livro, o enredo e li cada página com o sotaque da Bahia (principalmente nas partes da Vitória). A propósito, é uma ótima forma de conhecer esse lugar, nem que seja um pouco. E conhecer alguns artistas desse canto do Brasil. Todos os personagens são incríveis, alguns dão raiva em nível hard também, mas outros nos conquistam aos poucos ou desde o começo.

Por fim, a capa é linda. Adorei! Tanto ela quanto o título, tem tudo a ver com a história. E, como vocês sabem, quando isso acontece: tem pontinho extra! 

***

É isso, pessoal. :) Obrigada por mais um livro lindo, Laura. Sou sua fã! Aliás, ainda esse mês vai rolar uma mini entrevista com a Laura, que fiz em plena Bienal do Livro do RJ. Enfim, quem já leu, conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Minha vida não tão perfeita

Fan Page ♥ Instagram 


0
12

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018