09.10.2019
* PJ Leu: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz! ♥

Ei, Gente! :) Vamos para mais uma dica literária? Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz, da maravilhosa Thalita Rebouças! Publicado pela Arqueiro (eterna parceira do blog ), esse é o terceiro livro da série “Confissões…“. Uma história intensa e ideal para todos os públicos. Boa leitura! 

IMG-2225Livro: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz | Editora: Arqueiro | Autora: Thalita Rebouças
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Valentina sempre foi considerada a garota mais popular, linda e invejada da escola. Mas isso só por quem a vê de fora e acompanha de longe sua vida “instagramável” e cheia de glamour. De perto e por dentro, não é fácil ser ela, como a própria diz. No 3º ano do ensino médio, a pressão familiar para que escolha uma profissão “à altura” de sua ótima condição social é grande, mas ela gostaria mesmo era de cursar moda, sua paixão desde sempre.

Para a sua avó, isso é só mais um capricho da neta. Para sua mãe, moda tem a ver com preços altos e corpos esqueléticos – o que leva um exaustivo patrulhamento em cima da filha. Com críticas constantes de todos os lados, não faltam motivos para brigas intermináveis entre as três. A tensão em casa é agravada pela ausência permanente do pai, que vive viajando a trabalho. Valen tenta segurar as pontas com terapia e com todo tipo de curso.

A propósito, o mais recente é o de teatro, onde ela vai precisar conviver com a atual do seu ex, a Samantha. Aliás, Erick, o ex, reaparece com força total na sua vida! E é nesse cenário, que a nossa protagonista conhece Levy, um estudante de arquitetura e cabelinho de indiozinho, que vai mexer com seu coração. Além da Stella, uma nova amiga com uma realidade totalmente oposta e que tem muito a ensinar, inclusive sobre o processo de autodestruição que a Valentina está passando. 

Opinião da Pequena: Diferente do primeiro (ainda não li o segundo da série), é um livro bem intenso. Mas a leitura flui e não dá vontade de parar um minuto sequer, por mais que a gente tenha de respirar um pouco… Muita coisa acontece na vida da protagonista e quando vem algo não tão bom, em seguida surge um fato maior ainda! Juro que eu não sei se aguentaria como a Vale, mas ainda bem que ela é mais forte do imagina. :)

Aliás, no primeiro livro eu não fui muito com a sua cara. Porém, essa história fala exatamente sobre isso: o pré-julgamento que a gente faz dos outros, sem saber o que passa por trás dos bastidores, sabem? A vida da Vale parece incrível, mas quando a conhecemos melhor, a invejinha branca some na hora e dá vontade de abraçá-la e ajudá-la de alguma forma! Nada justifica as suas atitudes no passado, mas o mais legal é que a autora não a colocou como a boazinha e tal, porém, apresentou um lado que é impossível de ver no seu dia a dia totalmente instagramável.

E a gente acaba se identificando e torcendo para que tudo acabe bem! Todos a sua volta têm defeitos, mas de uma coisa temos certeza: eles dão o seu melhor e cometem erros. Quem nunca, né? Outra tema bem relevante e que torna a história mais intensa é sobre bulimia. Por isso, eu tenho certeza de que é uma leitura ideal para todos os públicos, inclusive para os pais. Aliás, eu mega acho que as escolas deveriam colocar todos os alunos para ler. É um livro que realmente faz a diferença, na minha humilde opinião. Não tenho tanto contato com esse mundo hoje em dia, não sei se eles já colocam, mas se não: espero que mudem logo!

Fiquei apaixonada pelo Levy e feliz por, finalmente, encontrar o nome do meu pai em um livro. A Stella é aquela amiga que só fez bem e deu um susto danado! Por incrível que pareça, adorei o seu pai e a sua avó! Acho que é uma livro independente, mas fica mais legal se você ler certinho. E eu estou louca para ler o segundo, que pulei, mas que logo logo vou me redimir. Apesar da maioria dos capítulos serem bem intensos (já usei essa palavra hoje? hahaha), o fim é leve e arranca suspiros!

Obrigada, Thalita! Nunca pare de escrever, ok? Porque as suas histórias marcam e nos ensinam preciosidades que ficam para sempre! Aliás, agradeço todos os dias por existir terapia, isso ajuda que é uma beleza! Falando nisso, a Eliane é uma das personagens que mais amei. E deu uma saudade do teatro, que meu Deus! E amei as explicações do mundo da moda em alguns capítulos, deu um toque a mais. 

No mais, leiam gente. Aliás, se alguém já embarcou, conta o que achou!

Beijos, Carol.

Post Antigo: O que eu aprendi com a personagem literária mais dramática da vida!

Fan Page ♥  Instagram


0
01.10.2019
* PJ Entrevista: Alexandra Godoy! ♥

Ei, Gente! :) Para começar o mês, fiz uma entrevista com uma autora brasileira bem fofa que conheci através do Instagram: Alexandra Godoy Ela é autora do livro “Segredo de Justiça“, um romance erótico, que ficou duas semanas como o mais vendido do gênero na Amazon. Ah! Em menos de um mês, a história já completou mais de 66 mil páginas lidas. Muito legal, né? Então, se você gosta desse tipo de livro, corre para garantir o seu e-book. Mas antes, dá uma lida nesse post. Conta aí, Alê! ;-)

PJ Entrevista - Segredo de JustiçaPJ Entrevista: Alexandra Godoy!

1. Hora de vender o seu peixe: Por que o pessoal deve ler “Segredo de Justiça”?
R: Quando escrevo algo, a primeira pergunta que faço é, eu leria isso se não fosse meu? Quando nos perguntamos isso, temos uma nítida noção da mensagem que queremos passar para o leitor. “Segredo de Justiça” é um livro apaixonante, possui uma leitura fluida, ideias criativas, personagens sensíveis e muito bem alinhados. O livro vai além de cenas eróticas, embora essas sejam muito excitantes e estimuladoras. Possui uma pegada investigativa e muito suspense, para quem gosta de um frio na barriga, esse é bem instigante. O legado que deixo sobre esse livro hipnotizante em relação ao amor é que não importam as circunstâncias, o lugar e o tempo, para viver, basta senti-lo. Entretanto, sempre haverá consequências boas ou ruins, nós que teremos que julgar se isso é bom, legal ou imoral. Vale muito a pena a leitura!

2. Uma curiosidade durante a escrita desse livro, que quase ninguém sabe?
R: Eu mudei a dinâmica do crime.

3. A parte doce e amarga de viver de livros no Brasil?
R: A leitura transforma o ser humano, enriquece seu conhecimento, estimula a criatividade, melhora a comunicação. São tantos os benefícios da leitura que não dá para mensurar. Quando escrevemos algo e conseguimos atingir o coração das pessoas é mágico, é uma experiência única. Essa é a parte doce da leitura, fazer com que o leitor entenda e ame o que sua mensagem quis dizer e de alguma maneira levar para a sua vida. E viver de livros no Brasil é difícil e desafiador, menos da metade da população não possui o hábito da leitura, e muitos escritores acabam deixando esse dom de lado, por não conseguir se manter com a escrita. Se for iniciante então, os obstáculos são ainda maiores.

4. Tem alguma mania peculiar na hora de escrever? Conta. :)
R: Eu tenho um ritual para escrever. Tenho que estar ouvindo música lenta ou clássica, inclusive coloquei duas músicas instrumentais na trilha sonora de “Segredo de Justiça” de um pianista que gosto muito. E posso falar duas manias? rsrs =) Eu também costumo trocar de lugar, fico intercalando entre a sala e o quarto.

5. Se pudesse salvar três livros em um incêndio da sua biblioteca, quais você salvaria? 
R: Nossa! Difícil… São tantos livros que gostaria de salvar! Mas acho que esses marcaram minha vida e conseguiram me atingir de alguma maneira. “O Lado Bom da Vida” (de Matthew Quick), “Um Refúgio para a Vida” (de Nicolas Sparks) e “Cinquenta Tons de Cinza” (de E.L James). 
***
Gostaram? Podem opinar à vontade. =) E, Alê, muito obrigada pelas respostas. Essas entrevistas sempre me incentivam muito!  Sucesso, viu? ^^
Ah! E quem quiser embarcar nesse romance apimentado, é só clicar aqui. Também está disponível no Kindle Unlimited.
Beijos, Carol. 
Post Antigo: PJ Entrevista – Gaía Passarelli 
Fan Page ♥ Instagram 

4
19.09.2019
* PJ Leu: Romance concreto! ♥

Ei, Gente! Uma das minhas metas da Bienal desse ano era comprar um Kindle. E sabem o motivo maior? Para ler, finalmente, Romance Concreto, da escritora (brasileira) Aimee Oliveira♥ Se eu gostei da experiência? Muito!!! Mas deem uma olhadinha na resenha, ok? Boa leitura! :)

PJ Leu - Romance ConcretoLivro: Romance Concreto | Editora: Amazon | Autora: Aimee Oliveira
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: O que um chiuaua não-adestrado, uma loja sendo demolida, o demolidor da loja em questão e Olivia Liveretti têm em comum? Isso mesmo: nada. Principalmente porque o tal demolidor se encontrava completamente coberto de cimento e grosserias. Sendo assim, quando esses quatro elementos se reúnem, numa tarde nublada de segunda-feira, algo estranho acontece. E continua acontecendo à medida que Olivia Liveretti passa a conhecer as razões pelas quais Jonas Caruso continua a demolir a sua querida loja de quinquilharias, apesar de seus protestos.  A “Kinki quinquilharias e afins” nunca mais será a mesma. E Olívia também não.

Minha opinião: Desde a primeira vez que li a sinopse e vi essa capa linda, tive a certeza de que precisava ler. Tinha cara de ser aquele chick-lit maravilhoso, que faz a gente dar vários suspiros! E, sim, eu estava certa. Mega valeu a pena comprar um Kindle! Confesso, que a experiência foi bem diferente, mas válida. Principalmente, pela história, que eu devorei!

A escrita da Aimee é bem leve e divertida. A gente ri e fica com vontade de dar continuidade, sabe? Qualquer brecha, é um bom motivo para pegar o Kindle e embarcar nesse Romance Concreto. Aliás, o título super casou com a história! E quando isso acontece: pontinho extra! Adorei o Jonas, que a propósito arrancou suspiros da pequena blogueira que vos bloga, desde a sua primeira aparição. O doguinho dá vontade de apertar! Aliás, uma parte ruim do Kindle é que eu não sei como voltar as páginas para lembrar o nome dele (sou péssima com nomes hahaha). E a relação dos três é tão fofa, que muitas vezes lembrou a minha relação com a Jeannie (minha cachorrinha) e meu namorado. E a Olivia? Traz uma das lições mais valiosas do momento: até que ponto a nossa relação com as redes sociais faz bem? ;-)

No mais, o livro é bem clichê, mas tem aqueles toques surpresas que emocionam… Tipo a parte que os pais da nossa protagonista aparecem! Foi uma das cenas que mais aqueceu meu coração de leitora, pessoal. Só queria que eles tivessem aparecido mais, quem sabe numa continuação, né? Fica a dica, Aimee hahaha! E a mãe do Jonas me estressou, mas depois de alguns capítulos, ela me conquistou! E a Dona da loja? MARAVILHOSA! Ela é uma verdadeira amiga e dá vários tapas do bem na Olivia. Às vezes, a gente precisa desses toques mesmo!  Obrigada, outra personagem que esqueci o nome (me ajuda, gente, a mexer no Kindle hahaha) e não consigo recuperar hahaha. Destaque também para as outras influenciadoras, “amigas” da Olivia. Aliás, mesmo pegando um pouco de ranço de uma, ela até que me surpreendeu. E a atitude da Olivia, idem! Ah! Adorei as seguidoras, mesmo maluquinhas!

Por fim, a gente se depara com uma história que tudo se encaixa e onde a leitura flui muito bem. Nada forçado, do tipo tenho que resolver a qualquer custo. Ah! Posso destacar o nome da loja “Kinki quinquilharias”. Sério!!! Como não amar esse nome, gente???? Enfim, se você ama chick-lit, tenho certeza de que vai adorar esse e-book! Recomendo. 

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Estúpida, eu?

Fan Page ♥ Instagram  


0
11.09.2019
* Especial Bienal – Pequena Tiete! ♥

Bienal é muito mais do que comprar livros! Além de encontrar amigos, conhecer outros leitores tão apaixonados quanto… É uma oportunidade de estar cara a cara com aquele escritor que você admira e te inspira de alguma forma! Dessa vez, não foi diferente! Eu abracei, peguei dedicatórias e conversei com autores incríveis. Aliás, depois de uma mini entrevista sempre rola um momento tiete hahaha! Normalmente, sou muito tímida, mas dessa vez, consegui ser um pouco mais cara de pau. Então, trouxe alguns desses momentos “pequena fã”, mas já adianto que faltaram muitos (acho que pode rolar uma parte dois desse post) . Vamos lá? =)

Pequena Tiete - PJ - 1Crédito das Imagens e Montagem: Pequena Jornalista 

Para começar: dá para acreditar que eu tenho uma selfie com a Thalita Rebouças? YAY!!! E fazendo careta? Sério! Que autora incrível. Ela realmente merece toda a nossa admiração! Aliás, essa foto foi feita no Encontro da Arqueiro, que sempre leva um autor para conversar com os blogueiros. Aliás, o mais recente livro dela a gente ganhou (Confissões de uma garota linda, popular….). Enfim, foi um dos momentos mais legais dessa Bienal épica. =) Daí, finalmente conheci, ao vivo e a cores, a Camila Fremder!!! Escritora que sempre menciono aqui no PJ. Ela me inspira muito e fiquei bem feliz dela ser mega simpática! E, de quebra, conhecei a Jana Rosa, uma blogger das antigas e que também escreve! Adorei muito. E no meu último dia de Bienal, assisti uma das palestras mais incríveis do evento: Corajosa sim, Perfeita não. Para quem não sabe, é o título de um livro da Sextante, que trouxe a autora Reshma Saujani. Depois da palestra, ela foi para o estande da editora e, é óbvio, que eu pedi uma dedicatória no meu livrinho, que em breve vou ler. Aliás, nesse momento perdi bem a vergonha e arrisquei falar inglês. Sou bem tímida, mas ela entendeu hahaha. Então, tá valendo, né? 

A Bienal também é uma oportunidade de reencontros! Amei rever a Raffa (autora do 1º livro que comprei na Bienal), a Aimee (autora que me fez comprar um Kindle) e a Clara Savelli (autora de “As férias da minha vida”). Todas são tão queridas e fofas, sempre. Torço muito por cada uma e, talvez elas não saibam, mas me inspiram muito. Assim que eu ler os livros, conto para vocês por aqui! Aliás, semana que vem vai sair resenha de “Romance Concreto”, da Aimee. =)

Pequena Tiete - PJ - 2Crédito das Imagens e Montagem: Pequena Jornalista 

E sabem aquela história: meu Deus, eu escuto falar muito delas, porém, nunca tive a oportunidade de conversar, ler os livros e tal. Daí, nesse evento, conheci a Larissa, que contou a história de “Amor Plus Size” e eu tive de levar para a casa. Também conheci a Luly Trigo, que vende muito bem o livro dela, gente! Fora que é um amor de pessoa.  Por fim, mas não menos importante, duas autoras lindas! A Tammy, uma escritora das antigas e que foi uma querida. Uma das conversas mais legais que tive sobre livros e blogs. Muito obrigada! Tenho um dos livros dela em casa e, espero, conseguir ler em breve. E quem não é fã da Frini, gente? Também já tenho livro dela aqui em casa e, quase todos os meses, vou no Clube do Livro, escutá-la. A nossa paixão por leitura só aumenta! =)

***

É isso, pessoal. Ficou faltando muita gente nesse post. Não necessariamente autores, mas são pessoas que eu admiro muito e/ou que adorei conhecer! Então, acho que rola uma parte 2. ;-) No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Mania louca de escritora

Fan Page ♥ Instagram 


1
10.09.2019
* Especial Bienal – Book haul! ♥

Ei, Gente! =) Mais um post especial sobre a Bienal do Livro e, claro, que não poderia faltar o clássico book haul. Ou seja, os livros que levei para a casa durante esse lindo evento! Aliás, para quem acompanhou as aventuras pelos Stories (segue lá: @pequenajornalista), sabe que arrematei um kindle. Porém, isso não alterou nada na hora de comprar os meus queridos livros físicos. Falando nisso, depois vou fazer um post sobre essa experiência recente. Enquanto isso, seguem as minhas outras comprinhas. Vamos lá? 

PJ - Comprinhas BienalCrédito da Imagem: Pequena Jornalista 

1. A fada mamãe e eu (Sophie Kinsella – Galera Junior)
Sinopse: Ella tem um grande segredo: sua mãe é uma fada. Aliás, todas as mulheres de sua família têm poderes mágicos e asas lindas. Além de uma Smartvarinha capaz de produzir os mais interessantes feitiços, como criar a festa de aniversário perfeita, acelerar a fila do supermercado e fazer lindos e deliciosos cupcakes. Mas a mãe de Ella também tem certa… dificuldade para operar sua Smartvarinha, e nem sempre seus feitiços acabam saindo do jeitinho que se imaginou a princípio. Sorte a dela ter Ella sempre por perto para ajudar a resolver as coisas e fazer tudo voltar ao normal
Observação da Pequena: É o primeiro livro infantil da Sophie Kinsella e como leitora assídua da escritora, óbvio que tive de levar. Foi bem mais em conta no estande da Record, se eu não me engano, uns R$ 20,00. Ah! E meu namô que me deu de presente! 

2. Quando não há palavras (Julie Buxbaum – Galera Record)
Sinopse: 
Quando uma improvável amizade começa a surgir entre Kit Lowell, uma das meninas mais populares do ensino médio, e David Drucker, o garoto nerd e isolado, todos ficam surpresos… principalmente Kit e David. A garota está tendo dificuldades em lidar com a perda do pai após um acidente de carro, e acaba apreciando a honestidade contundente dele. David, que não tem muitos amigos e é vítima constante de bullying na escola, fica encantado com a atenção que recebe de Kit e natureza curiosa da nova amiga. Quando ela lhe pede ajuda para descobrir mais sobre o trágico acidente de seu pai, David topa na hora. Mas nenhum deles poderia prever o resultado dessa busca.
Observação da Pequena: Eu vi no aeroporto e decidi esperar para comprar na Bienal. Dito e feito! E saiu bem mais em conta! Esse também foi presente. Amo ganhar livros e vocês? hahaha =)

3. Como ter uma vida normal sendo louca (Camila Fremder e Jana Rosa – HarperCollins)
Sinopse:
 Você se considera louca ou normal? Seu jeito de ser é respeitado pela sociedade? Você já rompeu com sua melhor amiga? Já stalkeou alguém no Instagram? Já foi stalkeada? Já fez uma tatuagem errada? Já quis parecer mais inteligente do que realmente é? Se você se reconheceu em qualquer uma dessas perguntas, então está na hora de ler este livro.
Observação da Pequena: Eu já li tem um tempinho a 1ª versão e só comprei essa porque queria pegar o meu autógrafo das autoras na Bienal. Como era (re)lançamento, o livro não estava em promoção, mas mega valeu a pena! Aliás, saiu entrevista com as escritoras aqui. =)

4. O Reino de Zália (Luly Trigo – Seguinte)
Sinopse:
Uma princesa se vê obrigada a assumir o governo do país em meio a revoltas populares, intrigas políticas, conflitos familiares e romances arrebatadores. Por ser a segunda filha, a princesa Zália sempre esteve afastada dos conflitos da monarquia de Galdino, um arquipélago tropical. Desde pequena ela estuda em um colégio interno, onde conheceu seus três melhores amigos, e sonha em seguir sua paixão pela fotografia. Tudo muda quando Victor, o príncipe herdeiro, sofre um atentado. Zália retorna ao palácio e, antes que possa superar a perda do irmão, precisa assumir o posto de regente e dar continuidade ao governo do pai. Porém, quanto mais se aproxima do povo, mais ela começa a questionar as decisões do rei e a dar ouvidos à Resistência, um grupo que lidera revoltas por todo o país. Para complicar a situação, Zália está com o coração dividido: ela ainda nutre sentimentos por um amor do passado, mas começa a se abrir para um novo romance. Agora, comprometida com um cargo que nunca desejou, Zália terá de descobrir em quem pode confiar — e que tipo de rainha quer se tornar.
Observação da Pequena:
Eu tive o prazer de conhecer a Luly no estande da Seguinte e que pessoa fofa, gente! Em breve, vai ter um post com algumas participações especiais e ela está nele! Aliás, mega vendeu seu livro e não resisti… Tive de comprar! 

5. Na hora da virada (Angie Thomas – Galera Record)
Sinopse: 
Fala sobre a Bri, uma adolescente de 16 anos que sonha se tornar uma das maiores rappers de todos os tempos. Filha de uma lenda do hip-hop underground, que teve o sucesso interrompido pela morte prematura, Bri carrega o peso dessa herança. Mas é difícil ter a segurança de estrear por diversos motivos. Então, ela transforma toda sua ira em uma primeira canção que viraliza. No centro de uma controvérsia, a menina é reportada pela mídia como uma grande ameaça à sociedade. Mas com uma ordem de despejo ameaçando sua família, ela não tem outra escolha a não ser assumir os rótulos que a opinião pública lhe impôs. Ganhei do namô nessa Bienal e espero conseguir ler ainda esse ano. Conto para vocês também! ;-)
Observação da Pequena: Segue a mesma linha do livro “O ódio que você semeia” e eu to mega ansiosa para ler! Namô que me deu também. Acho que como era lançamento, esse acabou também saindo o mesmo valor que as livrarias e tal. Mas não tenho certeza! Ah! Quem quiser ler a resenha do outro livro da autora, é só clicar aqui. =)

6. Teto para dois (Beth O’Leary – Intrínseca)
Sinopse: 
Eles dividem um apartamento com uma cama só. Ele dorme de dia, ela, à noite. Os dois nunca se encontraram, mas estão prestes a descobrir que, para se sentir em casa, às vezes é preciso jogar as regras pela janela. Três meses após o término do seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bastante inusitado. Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os finais de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Só que tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama. Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Leon e Tiffy fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as trivialidades do dia a dia por Post-its espalhados pela casa. Mas será que essa solução aparentemente perfeita resiste a um ex-namorado obsessivo, uma namorada ciumenta, um irmão encrencado, dois empregos exigentes e alguns amigos superprotetores?
Observação da Pequena: Eu vi no estande da Intrínseca e não resisti, gente! Achei a história bem diferente e, se eu não me engano, é lançamento.Foi uma das comprinhas que mais me deixou ansiosa para ler! 

7. Corajosa sim, perfeita não (Reshma Saujani – Sextante)
Sinopse:
É um livro que tem por objetivo nos fazer cometer mais erros, sem medo de viver e acabar com essa busca impossível pela perfeição. 
Observação da Pequena: Assisti a palestra dela na Bienal e sério, gente! Que pessoa incrível. Me deu ainda mais vontade de ler. Ainda ganhei uma dedicatória linda e esse livro veio na bolsa que ganhamos no Encontro da Arqueiro/Sextante, que sempre tem. Assim que eu embarcar, faço resenha aqui no PJ. 

8. Amor Plus Size (Larissa Siriani – Verus Editora)
Sinopse: 
Maitê Passos é uma garota linda, de dezessete anos e mais de cem quilos. Ela passou a infância e a adolescência sendo resumida ao peso. Mas e quando é justamente esse o fator que pode mudar completamente a sua vida? Em meio ao turbilhão do ensino médio, com uma mãe obcecada por dietas, um crush antigo por Alexandre, o cara mais gato da escola, e uma amizade deliciosa com Isaac, fotógrafo amador, Maitê vai descobrir que não precisa ser igual a todas as outras meninas para ser feliz.
Observação da Pequena: Também tive o prazer de conhecer a Larissa e que escritora mais querida, gente! Em breve vai ter um post com a participação dela e vocês vão entender o motivo de eu ter levado para casa! =)

9. As férias da minha vida (Clara Savelli – Intrínseca)
Sinopse: 
É sobre a história de três amigas, que embarcaram em um resort no Caribe. Na bagagem, lembranças, descobertas e paixões inesquecíveis. Um mês de sol, praia, partidas de vôlei e tranquilidade… A República Dominicana era a descrição perfeita do paraíso. No entanto, o universo parece ter outros planos, que envolvem surpresas, reviravoltas e, quem sabe, até um novo amor.
Observação da Pequena: A Clara é uma das autoras mais fofas que escrevo. Claro, que o lançamento dela não poderia ficar de fora do meu book haul. Fora que a dedicatória dela foi uma das mais lindas dessa Bienal! Aliás, quem quiser saber um pouco mais sobre ela, tem entrevista aqui

10. Meu Crush de Nova York (Raffa Fustagno – The Gift Box)
Sinopse: 
A vida de Charlotte não está nada fácil. Ela perdeu o emprego e anda cansada de enviar currículos sem ser chamada para nenhuma entrevista. Em casa, os problemas também a encontram: até hoje ela não perdoou o pai por ter traído sua mãe. Procurar o amor verdadeiro não faz parte da rotina dela. ‘Amor verdadeiro’ não existe. Com o dinheiro do fundo de garantia, ela embarca em uma viagem para Nova York, com a esperança de que isso a faça esquecer os boletos que não param de chegar. Na cidade que nunca dorme, palco de filmes que nunca esquecemos, Charlotte vai conhecer Ethan, um barista do Starbucks que estuda música e que vai mudar a visão que ela tem de amor à primeira vista para sempre.
Observação da Pequena: Esse livro está na minha listinha, desde que ela anunciou. Aliás, a Raffa é uma grande inspiração nesse mundo dos blogs literários! Ansiosa também para embarcar nessa aventura por Nova York! 

***

É isso, pessoal. Fiquei bem feliz com as minhas comprinhas e mais feliz ainda por trazer para casa tantos autores incríveis, principalmente, os brasileiros. Muitos ainda não conheço a escrita, mas acredito que eu vá amar! Ah! Alguns livros até comentei os valores, outros não, mas no geral achei os valores dessa Bienal bem em conta. Mega valeu a pena! Queria ter levado mais, porém, como levei um Kindle, me segurei ao máximo hahaha. Enfim, amanhã tem mais post sobre esse evento épico! E podem opinar à vontade! =)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Entrevista – Raffa Fustagno

Fan Page ♥ Instagram 


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019