22.11.2019
* PJ Leu: O café da praia! ♥

Ei, Gente! :) Para terminar a semana, tem dica literária para vocês no post de hoje. Dessa vez, li: O café da praia, da autora Lucy Diamond. Publicado pela Editora Arqueiro (eterna parceira do blog), o livro faz parte de uma série que eu amo: Romances de hoje! Então, vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - O Café da PraiaLivro: O café da praia | Editora: Arqueiro | Autora: Lucy Diamond
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Evie sempre foi a ovelha negra da família: sonhadora e  impulsiva, o oposto das irmãs mais velhas bem-sucedidas. Tentou fazer carreira como atriz, fotógrafa, mas nada engrenou. Viva pulando de um trabalho para o outro, sempre com a sensação de que lhe faltava um propósito. Então, quando a sua tia preferida sofre um acidente, ela recebe uma inesperada herança…. O café na beira da praia, de Cornualha, onde passou sua infância, entre outros momentos, agora é seu!

Empolgada com a oportunidade de mudar de vida, ela decide morar lá. Mas logo descobre que nem tudo são flores no Café! Os funcionários não são os melhores, o local está caído e muita coisa precisa ser feita! Mas apesar das dificuldades, ela está determinada a fazer dar certo! Com isso, conquista muito mais, inclusive na vida amorosa!

Opinião da Pequena:  “A casa dos novos começos“, da mesma autora, é um dos livros que eu mais amei dessa série. Então, a expectativa para “O café da praia” estava giga!  Não me emocionou tanto quanto o primeiro, mas não deixou a desejar. Adoro que ela usou a Evie para narrar a própria história. A leitura fica mais envolvente, sabe? Fora que me senti bem mais próxima da protagonista. A premissa é bem boa e a escrita da Lucy é tão leve que quando a gente se toca, puft, o capítulo já acabou.

Me identifiquei muito com a personagem principal. Foi uma inspiração a mais para correr atrás do meu propósito. Aliás, é uma história que define muito aquele ditado “nada acontece por acaso”. A morte da tia Jo é bem triste, mas ainda bem que o destino reservou algumas coisas boas, por mais que tivesse pedras no caminho. Evie evolui bastante, mas sem perder a sua essência de sonhadora! E uma das lições que eu mais amei: nunca é tarde para começar do zero, mesmo com as dificuldades! Ah! Sua família tem uns poréns e a sua mãe e seus sobrinhos são incríveis. A cena do telefone é uma das que mais me marcou. Amei os moradores, até mesmo, a Betty. Por trás de uma atitude ranzinza, existe um coração de ouro! E o que falar da Florence (acho que é esse o nome)? Melhores conselhos!

Continuando… No meio, a leitura ficou meio arrastada. Não teve muita emoção! Só algumas suspeitas. O romance que rolou arrancou alguns suspiros, mas no decorrer das páginas me decepcionou um pouco. Por incrível que pareça, desejei um outro desfecho. E por falar nessa palavrinha, adorei o final da Amber, a melhor amiga da Evie. Aliás, todo mundo merece uma amiga como ela! E destaque para a relação da nossa protagonista com o seu enteado Saul, que a propósito mostra que algumas coisas não precisam ter fim. Por mais que eu ache que na realidade não funciona bem assim, acho que casou maravilhosamente com a história!

E preciso falar: as autoras dessa série amam a Cornualha, né? Fiquei bem curiosa com esse destino hahaha! =) E como eu queria que esse café virasse realidade e uma dose de moradores fofos como os do livro! No mais, o fim foi bem fofinho e mesmo com algumas explicações corriqueiras, eu recomendo!

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Girlboss

Fan Page ♥ Instagram 


1
06.11.2019
* PJ Leu: A padaria dos finais felizes! ♥

Ei, Gente! Hoje é dia de dica literária. Dessa vez, embarquei em mais uma história da série “Romances de Hoje“, da editora Arqueiro. O livro? “A padaria dos finais felizes“, escrito pela Jenny Colgan. Vamos lá? Boa leitura! 

PJ Leu - A padaria dos finais felizesLivro: A padaria dos finais felizes | Editora: Arqueiro | Autora: Jenny Colgan
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros
 

Sinopse: Um balneária tranquilo, uma loja abandonada e um apartamento meio que caindo aos pedaços. É isso que o destino de Polly reservou, assim que a mesma chega à Cornualha, na Inglaterra, fugindo de um relacionamento que não deu certo. Para enfrentar essa vida nova, a protagonista da vez se dedica a seu passatempo favorito: fazer pão. Mas o que era apenas um hobby, virou uma paixão e, logo, trabalho. Em um ambiente totalmente incomum, Polly descobre novos sabores e amores. Um livro sobre coragem, amigos e, claro finais felizes!

Opinião da Pequena: Esse é o quarto livro da série que embarco e, confesso, que não foi o que mais me prendeu. A premissa é boa, porém, acho que acabou estendendo muito. Ai acaba que a leitura fica mais arrastada do que fluida. Claro, que aquela floreada é sempre bem-vinda, mas no caso, achei meio too much.

Porém, a escrita da autora continua leve ela faz com que a gente se apaixone, até mesmo, por um papagaio-do-mar, que eu nem sabia que existia hahaha. Os personagens também são bem carismáticos, principalmente, Jayden. Um dos pescadores mais incríveis que já “conheci”. Queria muito uma história só dele! Huckle é o típico crush literário que conquista desde a primeira página. A melhor amiga de Polly é a melhor. Falando nisso, a inclusão de Star Wars em uma importante parte do livro é bem legal. E olhem que eu não sou fã dos filmes e tal.

Tarnie está na grande reviravolta e essa é uma das partes que me fez devorar a história! A dona da padaria (e do apartamento) ensina importante lições, principalmente, que a gente tem de seguir em frente. Têm fatos que não têm explicações e ficar atrás de cada uma, só faz a gente ficar presa no passado. O livro também fala muito sobre coragem, novos olhares e a importância dos amigos. Polly não é a minha protagonista favorita da vida, mas me ensinou muito! É nítido o crescimento dela, mesmo com algumas mancadas. O ex boy não achei totalmente lixo e subiu bastante no meu conceito, no decorrer das páginas.

Tive um mini infarto nos capítulos finais, mas logo me recuperei. Ainda bem, porque se não ia baixar bastante a nota da leitura hahaha! E eu tive muita vontade de comer pão durante a leitura. E eu adorei que a autora colocou as receitas! No mais, a capa é linda e o título, dessa vez, não achei que encaixou muito com o que eu li. Mas acho que é por conta do 1º livro da Jenny, que a propósito, você pode ler aqui a resenha.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A Garota italiana

Fan Page ♥ Instagram 


0
09.10.2019
* PJ Leu: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz! ♥

Ei, Gente! :) Vamos para mais uma dica literária? Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz, da maravilhosa Thalita Rebouças! Publicado pela Arqueiro (eterna parceira do blog ), esse é o terceiro livro da série “Confissões…“. Uma história intensa e ideal para todos os públicos. Boa leitura! 

IMG-2225Livro: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz | Editora: Arqueiro | Autora: Thalita Rebouças
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Valentina sempre foi considerada a garota mais popular, linda e invejada da escola. Mas isso só por quem a vê de fora e acompanha de longe sua vida “instagramável” e cheia de glamour. De perto e por dentro, não é fácil ser ela, como a própria diz. No 3º ano do ensino médio, a pressão familiar para que escolha uma profissão “à altura” de sua ótima condição social é grande, mas ela gostaria mesmo era de cursar moda, sua paixão desde sempre.

Para a sua avó, isso é só mais um capricho da neta. Para sua mãe, moda tem a ver com preços altos e corpos esqueléticos – o que leva um exaustivo patrulhamento em cima da filha. Com críticas constantes de todos os lados, não faltam motivos para brigas intermináveis entre as três. A tensão em casa é agravada pela ausência permanente do pai, que vive viajando a trabalho. Valen tenta segurar as pontas com terapia e com todo tipo de curso.

A propósito, o mais recente é o de teatro, onde ela vai precisar conviver com a atual do seu ex, a Samantha. Aliás, Erick, o ex, reaparece com força total na sua vida! E é nesse cenário, que a nossa protagonista conhece Levy, um estudante de arquitetura e cabelinho de indiozinho, que vai mexer com seu coração. Além da Stella, uma nova amiga com uma realidade totalmente oposta e que tem muito a ensinar, inclusive sobre o processo de autodestruição que a Valentina está passando. 

Opinião da Pequena: Diferente do primeiro (ainda não li o segundo da série), é um livro bem intenso. Mas a leitura flui e não dá vontade de parar um minuto sequer, por mais que a gente tenha de respirar um pouco… Muita coisa acontece na vida da protagonista e quando vem algo não tão bom, em seguida surge um fato maior ainda! Juro que eu não sei se aguentaria como a Vale, mas ainda bem que ela é mais forte do imagina. :)

Aliás, no primeiro livro eu não fui muito com a sua cara. Porém, essa história fala exatamente sobre isso: o pré-julgamento que a gente faz dos outros, sem saber o que passa por trás dos bastidores, sabem? A vida da Vale parece incrível, mas quando a conhecemos melhor, a invejinha branca some na hora e dá vontade de abraçá-la e ajudá-la de alguma forma! Nada justifica as suas atitudes no passado, mas o mais legal é que a autora não a colocou como a boazinha e tal, porém, apresentou um lado que é impossível de ver no seu dia a dia totalmente instagramável.

E a gente acaba se identificando e torcendo para que tudo acabe bem! Todos a sua volta têm defeitos, mas de uma coisa temos certeza: eles dão o seu melhor e cometem erros. Quem nunca, né? Outra tema bem relevante e que torna a história mais intensa é sobre bulimia. Por isso, eu tenho certeza de que é uma leitura ideal para todos os públicos, inclusive para os pais. Aliás, eu mega acho que as escolas deveriam colocar todos os alunos para ler. É um livro que realmente faz a diferença, na minha humilde opinião. Não tenho tanto contato com esse mundo hoje em dia, não sei se eles já colocam, mas se não: espero que mudem logo!

Fiquei apaixonada pelo Levy e feliz por, finalmente, encontrar o nome do meu pai em um livro. A Stella é aquela amiga que só fez bem e deu um susto danado! Por incrível que pareça, adorei o seu pai e a sua avó! Acho que é uma livro independente, mas fica mais legal se você ler certinho. E eu estou louca para ler o segundo, que pulei, mas que logo logo vou me redimir. Apesar da maioria dos capítulos serem bem intensos (já usei essa palavra hoje? hahaha), o fim é leve e arranca suspiros!

Obrigada, Thalita! Nunca pare de escrever, ok? Porque as suas histórias marcam e nos ensinam preciosidades que ficam para sempre! Aliás, agradeço todos os dias por existir terapia, isso ajuda que é uma beleza! Falando nisso, a Eliane é uma das personagens que mais amei. E deu uma saudade do teatro, que meu Deus! E amei as explicações do mundo da moda em alguns capítulos, deu um toque a mais. 

No mais, leiam gente. Aliás, se alguém já embarcou, conta o que achou!

Beijos, Carol.

Post Antigo: O que eu aprendi com a personagem literária mais dramática da vida!

Fan Page ♥  Instagram


1
25.09.2019
* PJ Leu: Desencontros à beira-mar! ♥

Ei, Gente! =) Pela milésima vez, desculpa o sumiço. Não está sendo organizar o meu dia a dia, mas um dia eu chego lá! Ainda tenho alguns conteúdos sobre a Bienal, mas hoje vou postar mais uma resenha de um livro da série “Romances de Hoje“, da Editora Arqueiro, ok? Dessa vez, o PJ Leu: Desencontros à beira-mar, da Jill Mansell. Vamos lá? Boa leitura! 

PJ Leu - Desencontros à beira-marLivro: Desencontros à beira-mar | Editora: Arqueiro | Autora: Jill Mansell
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Clemency se apaixona por um desconhecido que sentou do seu lado em um voo. Logo faz planos na sua cabeça, mas para a sua surpresa: ele é casado! Sam, por sua vez, o tal homem do avião, aparece três anos na cidade litorânea onde nossa protagonista mora. Porém, mais uma peça do destino vem à tona, ele não está em busca dela e, sim, é o atual namorado de sua irmã postiça! Os dois parecem ter um romance perfeito, entretanto, algo não vai bem. No meio disso tudo, Clemency decide armar um plano com o seu melhor amigo, o Ronan. Ambos fingem que estão namorando apenas para causar ciúmes… Mas, pela primeira vez, ele não sabe o que realmente fazer para conquistar a mulher que ama de verdade.

Um livro que relata desentendimentos, desencontros e confusões de uma forma leve e divertida, em um cenário à beira-mar! Verdades aparecem e mais uma vez mostram ao leitor, que segredos enterrados podem voltar com tudo a qualquer momento! ;-)

Opinião da Pequena: Dos três primeiros livros da série (Romances de hoje), esse era o que eu estava menos ansiosa para embarcar. Não digo que foi o meu preferido (dessa série), mas sem dúvida o que mais me surpreendeu positivamente. No início, parece aquele clichezão, que é sempre bem-vindo, porém novidades são esperadas também. Mas o que no começo parece mais uma história parecida com o que a gente já viu por aí, a autora nos pega de surpresa e acrescenta diversas histórias paralelas que chamam a atenção e prendem, do início ao fim.

Os personagens são cativantes. Tirando o ex da Marina, que a propósito é uma pessoa no livro que a gente não dá muita importância no começo, mas ensina lições valiosas em muitos capítulos! É uma das reviravoltas mais incríveis que já li. Ronan é o meu crush e ganhou meu coração, até mais do que o próprio Sam, que é legal, mas sei lá. Clemency é divertida e romântica do jeito dela. É a protagonista, mas acho que todos os personagens ganham destaque, sabem? E o que falar da mãe adotiva do Ronan? Uma das melhores pessoas desse universo! Belle é irritante, mas adorei a evolução dela e como um “simples” detalhe muda tudo para melhor! Representatividade, de várias maneiras, encontramos em Desencontros à beira-mar!

A escrita é bem leve e deixa o leitor bem curioso a cada página. A autora sabe despertar o nosso interesse. Aliás, no decorrer dos capítulos, ela dá pequenas dicas do que vai acontecer, mas nunca um final me surpreendeu tanto, gente! Eu amei muito essa leitura e acho que foi um dos melhores livros que li esse ano! A história aquece nosso coração e dá uma sensação de que, no fim, tudo tem jeito. Mesmo com esses desencontros que a vida prega. Amei, amei. Recomendo e MUITO!  ^^

No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol. 

Post Antigo: PJ Leu – A casa dos novos começos

Fan Page ♥ Instagram 


0
05.08.2019
* PJ Leu: A casa dos novos começos! ♥

Ei, Gente! :) Para tirar o pó do blog, trouxe uma dica literária: A casa dos novos começos, da autora Lucy Diamond. O livro faz parte de uma série de “Romances de Hoje“, publicada pela Editora Arqueiro. É uma história que aquece o nosso coração, de um jeito leve e inspirador. Vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - A casa dos novos começosLivro: A casa dos novos começos | Editora: Arqueiro | Autora: Lucy Diamond
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Uma terrível descoberta leva Rosa a largar uma carreira de sucesso em Londres e, num impulso, recomeçar a vida como sous-chef em Brighton. O trabalho é árduo e estressante, mas a distrai. Bem, pelo menos até ela conhecer a adolescente emburrada que mora no apartamento ao lado, que a faz questionar suas escolhas. Já Georgie, se muda para o Sul com o namorado, Simon, atrás de uma incrível oportunidade… para a carreira dele. Mas está determinada a ser bem-sucedida como jornalista e faz de tudo para trabalhar para uma revista local. A princípio, a cidade parece recebê-la de braços abertos, mas não vai demorar muito até ela se meter em várias enrascadas. Por fim, mas não menos importante, temos Charlotte, que após uma grande tragédia, passa as noites isolada em seu novo apartamento. Mas graças a Deus, tem Margot, uma senhorinha que mora no último andar, tem outros planos para ela (e que planos!!). Querendo ou não, Charlotte, terá de encarar o mundo real e suas incríveis possibilidades. Então, quando as três se conhecem, a esperança renasce, uma amizade surge e um novo e energizante capítulo se inicia!

Minha opinião: Ele é mais intenso que “A pequena livraria das sonhos“, mas sem dúvida, é o meu preferido dessa série de livros, até o momento!  Amei tanto, que fiquei com uma resseca literária daquelas. A construção de capítulo, a forma como a autora conta cada história, é surpreendentemente boa. Que escrita! Te prende, te ensina e, por incrível que pareça, não dá para sacar o que vai acontecer logo de cara. E eu amo clichê, mas ficar sem saber no que vai dar, dá um frio bom na barriga, sabem?

Todas as protagonistas são maravilhosas! Cada uma traz consigo, histórias que nos fazem notar que recomeços são sempre bem-vindos. Todos os capítulos mexem com a gente, de uma maneira leve, intensa e reconfortante. E a gente aprende muito com cada uma e, claro, com personagens secundários, como a hilária Margot. Aliás, prestem atenção nessa senhorinha e no seu lema de que, às vezes, é bom não usar a tal da sabedoria o tempo todo. Talvez essa filosofia de vida, deixe a gente mais leve, arriscando, sem se cobrar tanto. E calhou muito essa lição no meu momento de vida atual e, dentre tantas, foi a que mais amei!

Quanto as protagonistas: Rosa se superou e teve aquela vingança perfeita e um final incrível. Quem diria! Charlotte, deu a volta por cima e mostrou que é preciso recomeçar todos os dias e, se tiver um príncipe real, melhor ainda. Georgie? A história da anterior me fez chorar, mas os capítulos finais dela, nossa me fizeram soluçar. Relacionamentos são difíceis e uma segunda chance, em alguns casos, deve ser considerada. Confesso que julguei, mas ao final das últimas páginas fiquei sorrindo de orelha a orelha. Não é necessariamente o que eu imaginava, mas quando terminei a leitura, entendi direitinho. Afinal, todos cometem erros e ser radical não leva a nada! Obrigada, Lucy, por ter me tirado da zona de conforto!

67817060_404145843785081_3824834459178369024_nAlguns dos melhores trechos!

Ah! Claro, que nem  tudo são flores e, senti falta de algumas explicações mais detalhadas (digamos assim) no caso da Charlotte. Amei o Nate, a vizinha emburrada e tudo que ela e sua família trouxeram para a Rosa. A administradora e seu filho são chatos, porém, ótimos hahaha. E Georgie é uma das melhores jornalistas. Aliás, me inspirou muito! E o que falar da capa? Traduz o livro e o deixa ainda mais inesquecível. No mais, só lendo para absorver um dos romances mais incríveis que já embarquei! Recomendo e MUITO! ♥

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Álbum de Casamento

Fan Page ♥ Instagram


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019