10.01.2020
* PJ News – Janeiro 2020: Romance de época e outros! ♥

Ei, Gente! :) Para terminar essa primeira semana útil do ano, separei alguns lançamentos de janeiro. E é naquele mesmo esquema: de tudo um pouco de temas que a gente ama. Bom post! ♥

Crédito das Imagens: Site Adoro Cinema e Instagram Editora Arqueiro
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Não poderia começar com outra novidade: Frozen II , que já estreou, mas ainda não consegui assistir. Não sei bem do que se trata, mas é Disney, né? :) Mas para os curiosos, vi que as irmãs Elsa e Anna descobrem a história do pai e uma revelação vai ajudar a Rainha do Gelo a compreender a origem dos seus poderes.

E para quem ama romance de época, a Editora Arqueiro, no dia 14 de janeiro vai lançar mais um livro da Diva Julia Quinn: História de um grande amor, que fala sobre Miranda Cheever, que acredita que seu destino será de solteirona. Porém, Nigel Bevelstoke, lhe prometeu o oposto, fazendo com que ela se apaixonasse aos 10 anos de idade. O tempo passou, ela virou uma linda mulher e ele um homem solitário e amargo (por conta de um trágico acontecimento). E ela fará de tudo para salvar o seu grande amor! Enfim, achei bem interessante, e vocês? Fora que a capa é uma das mais lindas da vida! ♥

Crédito das Imagens: Instagram Letturale e Loja El Gato
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Ainda para os fãs desse gênero literário vi essa capa linda para leitor digital e tal, da Lojinha Letturale. Falando nisso, esse ano, se Deus quiser, vou embarcar nessa história que é um clássico, né? Para quem quiser mais informações, é só clicar aqui.

E estamos em Janeiro ainda, mas o pessoal já está animado para o Carnaval. Quem gosta da folia, a Loja El Gato já lançou a sua coleção carnavalesca, como essas saias de paetê. Achei bem coloridas e divertidas! Quem quiser saber mais, corre aqui. ;-)

***

É isso, pessoal. Gostaram? Podem opinar à vontade! :)
E me contem: qual lançamento que vocês querem de qualquer jeito?

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Top 5 – Julia Quinn
Fan Page ♥ Instagram


3
03.01.2020
* PJ Leu: Onde mora o amor! ♥

Ei, Gente! :) Prontos para a primeira resenha literária do ano? Com vocês, o que eu achei do livro “Onde mora o amor“, da autora Jill Mansell. Um romance com a capa linda e o conteúdo repleto de histórias de amor. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: Onde mora o amor | Editora: Arqueiro | Autora: Jill Mansell
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Dexter Yates adora a sua vida despreocupada. Além de lindo e rico, mora em um apartamento chique de Londres e está sempre acompanhado de belas mulheres. Mas tudo se transforma da noite para o dia quando a irmã morre, deixando a pequena Delphi, de apenas 8 meses.

Sem a menor ideia de como cuidar sozinho de um bebê, ele resolve se afastar da correria da cidade grande e se muda para o chalé em Briarwood. Ele não está acostumado ao ambiente de um vilarejo. Mas ainda bem que os moradores o recebem de braços abertos, principalmente, Molly, com quem logo tem uma conexão inegável. ;-)

Opinião da Pequena: Esse é o 6º livro da série “Romances de hoje”, da editora Arqueiro. É um daqueles romances que tem a história central, porém, as paralelas são as que mais chamam a atenção. Pelo menos, no meu caso foi assim. ♥

Dexter e todo o contexto que o envolve mexeu bastante e bateu aquela curiosidade, do que seria dele e da pequena Delphi. A gente já imagina no que vai dar, mas o final não deixa de ser surpreendente e de arrancar suspiros.

Porém, a parte da Frankie e sua família foi a que fez me devorar cada capítulo em que apareciam. É nesse momento que a gente se toca que o “perfeito” é muito relativo! Aliás, ela é uma das personagens mais fortes que já vi nessa série.

No mais, a escrita da Jill continua envolvente. Os personagens nos conquistam, alguns dão raiva e a maioria nos ensina e faz valer cada página desse romance. O 1º livro dela eu gostei mais, mas esse também é perfeito para quem ama romance e todos os clichês que esse gênero carrega (e eu, particularmente, amo).

E, por fim: destaque para a capa que é uma das mais lindas. Enfim, RECOMENDO a leitura. ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Desencontros à beira-mar
Fan Page ♥ Instagram 


5
22.11.2019
* PJ Leu: O café da praia! ♥

Ei, Gente! :) Para terminar a semana, tem dica literária para vocês no post de hoje. Dessa vez, li: O café da praia, da autora Lucy Diamond. Publicado pela Editora Arqueiro (eterna parceira do blog), o livro faz parte de uma série que eu amo: Romances de hoje! Então, vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - O Café da PraiaLivro: O café da praia | Editora: Arqueiro | Autora: Lucy Diamond
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Evie sempre foi a ovelha negra da família: sonhadora e  impulsiva, o oposto das irmãs mais velhas bem-sucedidas. Tentou fazer carreira como atriz, fotógrafa, mas nada engrenou. Viva pulando de um trabalho para o outro, sempre com a sensação de que lhe faltava um propósito. Então, quando a sua tia preferida sofre um acidente, ela recebe uma inesperada herança…. O café na beira da praia, de Cornualha, onde passou sua infância, entre outros momentos, agora é seu!

Empolgada com a oportunidade de mudar de vida, ela decide morar lá. Mas logo descobre que nem tudo são flores no Café! Os funcionários não são os melhores, o local está caído e muita coisa precisa ser feita! Mas apesar das dificuldades, ela está determinada a fazer dar certo! Com isso, conquista muito mais, inclusive na vida amorosa!

Opinião da Pequena:  “A casa dos novos começos“, da mesma autora, é um dos livros que eu mais amei dessa série. Então, a expectativa para “O café da praia” estava giga!  Não me emocionou tanto quanto o primeiro, mas não deixou a desejar. Adoro que ela usou a Evie para narrar a própria história. A leitura fica mais envolvente, sabe? Fora que me senti bem mais próxima da protagonista. A premissa é bem boa e a escrita da Lucy é tão leve que quando a gente se toca, puft, o capítulo já acabou.

Me identifiquei muito com a personagem principal. Foi uma inspiração a mais para correr atrás do meu propósito. Aliás, é uma história que define muito aquele ditado “nada acontece por acaso”. A morte da tia Jo é bem triste, mas ainda bem que o destino reservou algumas coisas boas, por mais que tivesse pedras no caminho. Evie evolui bastante, mas sem perder a sua essência de sonhadora! E uma das lições que eu mais amei: nunca é tarde para começar do zero, mesmo com as dificuldades! Ah! Sua família tem uns poréns e a sua mãe e seus sobrinhos são incríveis. A cena do telefone é uma das que mais me marcou. Amei os moradores, até mesmo, a Betty. Por trás de uma atitude ranzinza, existe um coração de ouro! E o que falar da Florence (acho que é esse o nome)? Melhores conselhos!

Continuando… No meio, a leitura ficou meio arrastada. Não teve muita emoção! Só algumas suspeitas. O romance que rolou arrancou alguns suspiros, mas no decorrer das páginas me decepcionou um pouco. Por incrível que pareça, desejei um outro desfecho. E por falar nessa palavrinha, adorei o final da Amber, a melhor amiga da Evie. Aliás, todo mundo merece uma amiga como ela! E destaque para a relação da nossa protagonista com o seu enteado Saul, que a propósito mostra que algumas coisas não precisam ter fim. Por mais que eu ache que na realidade não funciona bem assim, acho que casou maravilhosamente com a história!

E preciso falar: as autoras dessa série amam a Cornualha, né? Fiquei bem curiosa com esse destino hahaha! =) E como eu queria que esse café virasse realidade e uma dose de moradores fofos como os do livro! No mais, o fim foi bem fofinho e mesmo com algumas explicações corriqueiras, eu recomendo!

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Girlboss

Fan Page ♥ Instagram 


1
06.11.2019
* PJ Leu: A padaria dos finais felizes! ♥

Ei, Gente! Hoje é dia de dica literária. Dessa vez, embarquei em mais uma história da série “Romances de Hoje“, da editora Arqueiro. O livro? “A padaria dos finais felizes“, escrito pela Jenny Colgan. Vamos lá? Boa leitura! 

PJ Leu - A padaria dos finais felizesLivro: A padaria dos finais felizes | Editora: Arqueiro | Autora: Jenny Colgan
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros
 

Sinopse: Um balneária tranquilo, uma loja abandonada e um apartamento meio que caindo aos pedaços. É isso que o destino de Polly reservou, assim que a mesma chega à Cornualha, na Inglaterra, fugindo de um relacionamento que não deu certo. Para enfrentar essa vida nova, a protagonista da vez se dedica a seu passatempo favorito: fazer pão. Mas o que era apenas um hobby, virou uma paixão e, logo, trabalho. Em um ambiente totalmente incomum, Polly descobre novos sabores e amores. Um livro sobre coragem, amigos e, claro finais felizes!

Opinião da Pequena: Esse é o quarto livro da série que embarco e, confesso, que não foi o que mais me prendeu. A premissa é boa, porém, acho que acabou estendendo muito. Ai acaba que a leitura fica mais arrastada do que fluida. Claro, que aquela floreada é sempre bem-vinda, mas no caso, achei meio too much.

Porém, a escrita da autora continua leve ela faz com que a gente se apaixone, até mesmo, por um papagaio-do-mar, que eu nem sabia que existia hahaha. Os personagens também são bem carismáticos, principalmente, Jayden. Um dos pescadores mais incríveis que já “conheci”. Queria muito uma história só dele! Huckle é o típico crush literário que conquista desde a primeira página. A melhor amiga de Polly é a melhor. Falando nisso, a inclusão de Star Wars em uma importante parte do livro é bem legal. E olhem que eu não sou fã dos filmes e tal.

Tarnie está na grande reviravolta e essa é uma das partes que me fez devorar a história! A dona da padaria (e do apartamento) ensina importante lições, principalmente, que a gente tem de seguir em frente. Têm fatos que não têm explicações e ficar atrás de cada uma, só faz a gente ficar presa no passado. O livro também fala muito sobre coragem, novos olhares e a importância dos amigos. Polly não é a minha protagonista favorita da vida, mas me ensinou muito! É nítido o crescimento dela, mesmo com algumas mancadas. O ex boy não achei totalmente lixo e subiu bastante no meu conceito, no decorrer das páginas.

Tive um mini infarto nos capítulos finais, mas logo me recuperei. Ainda bem, porque se não ia baixar bastante a nota da leitura hahaha! E eu tive muita vontade de comer pão durante a leitura. E eu adorei que a autora colocou as receitas! No mais, a capa é linda e o título, dessa vez, não achei que encaixou muito com o que eu li. Mas acho que é por conta do 1º livro da Jenny, que a propósito, você pode ler aqui a resenha.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A Garota italiana

Fan Page ♥ Instagram 


0
09.10.2019
* PJ Leu: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz! ♥

Ei, Gente! :) Vamos para mais uma dica literária? Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz, da maravilhosa Thalita Rebouças! Publicado pela Arqueiro (eterna parceira do blog ), esse é o terceiro livro da série “Confissões…“. Uma história intensa e ideal para todos os públicos. Boa leitura! 

IMG-2225Livro: Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz | Editora: Arqueiro | Autora: Thalita Rebouças
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Valentina sempre foi considerada a garota mais popular, linda e invejada da escola. Mas isso só por quem a vê de fora e acompanha de longe sua vida “instagramável” e cheia de glamour. De perto e por dentro, não é fácil ser ela, como a própria diz. No 3º ano do ensino médio, a pressão familiar para que escolha uma profissão “à altura” de sua ótima condição social é grande, mas ela gostaria mesmo era de cursar moda, sua paixão desde sempre.

Para a sua avó, isso é só mais um capricho da neta. Para sua mãe, moda tem a ver com preços altos e corpos esqueléticos – o que leva um exaustivo patrulhamento em cima da filha. Com críticas constantes de todos os lados, não faltam motivos para brigas intermináveis entre as três. A tensão em casa é agravada pela ausência permanente do pai, que vive viajando a trabalho. Valen tenta segurar as pontas com terapia e com todo tipo de curso.

A propósito, o mais recente é o de teatro, onde ela vai precisar conviver com a atual do seu ex, a Samantha. Aliás, Erick, o ex, reaparece com força total na sua vida! E é nesse cenário, que a nossa protagonista conhece Levy, um estudante de arquitetura e cabelinho de indiozinho, que vai mexer com seu coração. Além da Stella, uma nova amiga com uma realidade totalmente oposta e que tem muito a ensinar, inclusive sobre o processo de autodestruição que a Valentina está passando. 

Opinião da Pequena: Diferente do primeiro (ainda não li o segundo da série), é um livro bem intenso. Mas a leitura flui e não dá vontade de parar um minuto sequer, por mais que a gente tenha de respirar um pouco… Muita coisa acontece na vida da protagonista e quando vem algo não tão bom, em seguida surge um fato maior ainda! Juro que eu não sei se aguentaria como a Vale, mas ainda bem que ela é mais forte do imagina. :)

Aliás, no primeiro livro eu não fui muito com a sua cara. Porém, essa história fala exatamente sobre isso: o pré-julgamento que a gente faz dos outros, sem saber o que passa por trás dos bastidores, sabem? A vida da Vale parece incrível, mas quando a conhecemos melhor, a invejinha branca some na hora e dá vontade de abraçá-la e ajudá-la de alguma forma! Nada justifica as suas atitudes no passado, mas o mais legal é que a autora não a colocou como a boazinha e tal, porém, apresentou um lado que é impossível de ver no seu dia a dia totalmente instagramável.

E a gente acaba se identificando e torcendo para que tudo acabe bem! Todos a sua volta têm defeitos, mas de uma coisa temos certeza: eles dão o seu melhor e cometem erros. Quem nunca, né? Outra tema bem relevante e que torna a história mais intensa é sobre bulimia. Por isso, eu tenho certeza de que é uma leitura ideal para todos os públicos, inclusive para os pais. Aliás, eu mega acho que as escolas deveriam colocar todos os alunos para ler. É um livro que realmente faz a diferença, na minha humilde opinião. Não tenho tanto contato com esse mundo hoje em dia, não sei se eles já colocam, mas se não: espero que mudem logo!

Fiquei apaixonada pelo Levy e feliz por, finalmente, encontrar o nome do meu pai em um livro. A Stella é aquela amiga que só fez bem e deu um susto danado! Por incrível que pareça, adorei o seu pai e a sua avó! Acho que é uma livro independente, mas fica mais legal se você ler certinho. E eu estou louca para ler o segundo, que pulei, mas que logo logo vou me redimir. Apesar da maioria dos capítulos serem bem intensos (já usei essa palavra hoje? hahaha), o fim é leve e arranca suspiros!

Obrigada, Thalita! Nunca pare de escrever, ok? Porque as suas histórias marcam e nos ensinam preciosidades que ficam para sempre! Aliás, agradeço todos os dias por existir terapia, isso ajuda que é uma beleza! Falando nisso, a Eliane é uma das personagens que mais amei. E deu uma saudade do teatro, que meu Deus! E amei as explicações do mundo da moda em alguns capítulos, deu um toque a mais. 

No mais, leiam gente. Aliás, se alguém já embarcou, conta o que achou!

Beijos, Carol.

Post Antigo: O que eu aprendi com a personagem literária mais dramática da vida!

Fan Page ♥  Instagram


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020