20.03.2020
* PJ Leu: Tudo que a gente sempre quis! ♥

Ei, Gente! :) Hoje é Dia do Blogueiro (Yay!) e niver da autora Emily Giffin (Parabéns!). Então, para unir os dois, o PJ Leu da semana vai ser: Tudo que a gente sempre quis, última história literária que embarquei. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: Tudo que a gente sempre quis | Editora: Editora Arqueiro | Autora: Emily Giffin
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Casada com um membro da elite de Nashville, Nina Browning leva a vida com que sempre sonhou. Recentemente, o marido ganhou uma fortuna vendendo seu negócio de tecnologia e o filho foi aceito em Princeton. No entanto, às vezes Nina se pergunta se ela se afastou dos valores e princípios com que foi criada em sua pequena cidade natal.

Enquanto isso, Tom Volpe é um pai separado que se divide entre vários empregos para a criar a filha, Lyla. Ele finalmente começa a relaxar quando ela consegue uma bolsa de estudos na escola de maior prestígio de Nashville.

A propósito, a menina, que é filha de uma brasileira, nem sempre se encaixa em meio a tanta riqueza e privilégios, mas, tenta, ao máximo, não deixar isso abalar e segue a vida de uma adolescente típica e feliz. Porém, tudo muda quando uma foto é tirada em uma festa em uma momento de bebedeira. A imagem (com uma legenda preconceituosa) logo se espalha!

Então, em um centro de mentiras e escândalos, Tom, Nina e Lyla são forçados a questionar muitas coisas, inclusive, tudo o que eles sempre quiseram!

Opinião da Pequena: Eu nunca tinha lido nada da Emily e o meu primeiro contato foi de total admiração. É uma história muito bem escrita, de coração, gente! Não é exatamente o livro mais leve do mundo, talvez por isso eu tenha demorado um pouco mais para terminar. São assuntos pesados e que fazem a gente rever os nossos conceitos, por mais que a a gente viva uma outra realidade diante das premissas que a história traz (pelo menos a minha).

Aliás, tudo é bem encaixado e cada capítulo e a visão dos três personagens centrais vão moldando uma história cheia de lições, emoções e apertos no coração. Falando nisso, acho que a gente tem de desejar, lutar pelas coisas e querer. Mas, às vezes, é melhor deixar acontecer. E a grande sacada também é tentar não se perder no meio do caminho. Mas não existe uma vida perfeita e erros acontecem! O jeito é tentar fazer a nossa parte, aprendendo sempre. E a justiça nem sempre é justa, mas o carma é certeiro! Isso eu acredito. :)

No mais, é um livro que aborda sobre princípios, valores, família e as diferenças sociais mostram um lado do mundo bem cruel. E eu morro de vontade de ser mãe, mas deu um medo. Porque muitas vezes a gente faz a coisa certa, porém, por querer proteger demais, as coisas não saem do jeito que imaginamos. Educar não é uma tarefa fácil não, enfim…

Quanto aos personagens, não vou dar muito detalhe para não dar spoiler. Mas posso dizer que a Nina e a Bonnie são as minhas personagens favoritas. A Nina se perdeu um pouco, mas pelo passado, a gente tem a real prova de que ele influencia no nosso presente. Mas cabe a gente transformar o limão em uma limonada. E ela fez isso muito bem! Quanto a Bonnie… Ela é a melhor terapeuta e por mais clientes antigas assim.

Sobre os outros: Tom não me conquistou de primeira, mas entendi o seu lado e acho que faria igual. Finch não é o pior vilão da história, mas bem influenciável e sei lá. Kirk é péssimo e não gostei dele não. E Lyla é incrível. Uma adolescente típica, que teve de aprender de uma forma bem triste, mas no fim, soube fazer uma trajetória brilhante. Destaque também para o diretor e os pais da Nina.

O final deixa algumas perguntas no ar. Mas é sempre bom fazer com que o leitor reflita e imagine o que aconteceu, de fato. Porém, queria que alguns personagens tivessem aparecido nas páginas finais! Não imaginava um final assim, porém, ok. Me ensinou do mesmo jeito. E sobre a capa: deu leveza à história, mas se a gente analisar bem depois de terminar, é bem poética.

É isso, gente! Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! :)
Ah! Feliz dia do blogueiro para todos os bloggers! E feliz niver, Emily (a íntima hahaha).

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A luz que perdemos!
Fan Page ♥ Instagram 


11


11 Respostas para "* PJ Leu: Tudo que a gente sempre quis! ♥"

Pâmela Possani - 20-03-2020 (22:43)

Sabe que essa é uma autora que me deixa num impasse? Eu li um livro dela e achei muito bom mas ao mesmo tempo foi uma leitura polemica pra mim ,sabe?
Acho que a autora te encantou, assim como me encantou
Mas tem coisas que a gente fica pensando bastante durante e depois também
Muito interessante

Beijocas da Pâm
Blog Interrupted Dreamer



Isabel Sá - 22-03-2020 (07:23)

Nunca li esse livro.



Vanessa - 22-03-2020 (07:55)

Oi, Carol. Tudo bem?
Esse da Emily ainda não li, mas tenho vários dela aqui em casa e ela realmente sabe como construir uma história. Esse livro parece ser bom e tendo o ponto de vista dos três personagens é melhor ainda porque construímos uma visão melhor do conflito, já coloquei na lista.

Beijos, Vanessa
Leia Pop



Cristiana - 22-03-2020 (08:46)

A narrativa é ótima! Amei e já quero ler também haha
http://www.achatadebatom.com



Leslie Leite - 22-03-2020 (12:27)

Ainda não conhecia esse livro. Não sei se eu leria, pois apesar de lidar bem com livros relativamente pesados, ainda assim não gosto de finais em aberto ou que deixam perguntas.
Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥



Pamela - 23-03-2020 (11:28)

Já li um livro pesado uma vez e realmente a gente demora um pouco mais pra terminar de ler.
Adorei saber um pouco mais sobre o livro também nunca li nada dela.
Beijos!
Vem ver post novo



Patricia Guarnieri - 23-03-2020 (12:18)

Carol, não conhecia esse livro, mas me pareceu bem legal! Me interessei!

Beijo.
Cores do Vício



Gábi - 23-03-2020 (14:38)

Oi!

Já li mais de um livro dela e acho que gostei, não me lembro direito rsrs….mas sempre que ela é a autora eu me interesso em ler!
Pois é menina, meus pais estão em casa mas não vou buscar meus presentinhos tão cedo =(
Que isso tudo passe logo, que pesadelo que chegou nesse nosso mundo =( Muita tristeza, mas tb muitas coisas a se pensar!

Beijos!



Silvana Crepaldi - 23-03-2020 (15:27)

Olá, Carol.
Eu já fui muito fã da autora e lia todos seus livros que eram publicados por aqui. Meu favorito dela é Presentes da Vida. Mas hoje em dia esse estilo de livro já não chama tanto a minha atenção. Ah e feliz dia do blogueiro atrasado hehe.

Prefácio



Thais Pereira Terra - 23-03-2020 (19:02)

Não conhecia o livro e nem a autora, mas fiquei interessada depois da sua resenha. Acho que é o tipo de história que eu gostaria de ler.

https://www.biigthais.com/

Beijoos ;*



carol - 25-03-2020 (17:44)

Pâmela: Eu te entendo. Tem autor que deixa meio que esse impasse e acaba deixando a gente numa ressaca literária hahaha.
Isabel: se gostar da sinopse e tal, vale embarcar. :)
Vanessa: Se embarcar, depois me conta. ♥
Cristiana: depois me conta, Cris! =)
Leslie: não é que ela deixou em aberto totalmente, mas sabe quando a gente quer mais detalhes e tal? hahaha
Pamela: fato. Isso ajuda e quando é um livro mais leve, fica mais fácil de terminar!
Pathy: se ler, me conta. ^^
Gabi: eu já tinha visto outros livros dela, mas não tinha lido, esse despertou a minha atenção. Mas é pesado, às vezes, para o cenário de hoje, talvez seja melhor ler um mais levinho e tal. E que tudo isso passe logo, Gabi. Se cuidem, tá? ♥
Silvana: isso acontece muito, né? Mas faz parte da vida de leitor. Feliz dia do blogger também! ♥
Thais: depois me conta se embarcou. =)

Beijos e se cuidem!! ^^




Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020