04.10.2016
* PJ Entrevista: Henrique Perdigão! ♥

Sabia que hoje é o Dia Mundial dos Animais? Na verdade, é o dia de São Francisco de Assis, mais conhecido como protetor desses bichinhos lindos que deixam o nosso dia a dia mais alegre e feliz. E quem me conhece um pouquinho sabe que sou apaixonada por eles, principalmente por cachorrinhos Por isso, o post de hoje é uma entrevista com o Henrique Perdigão, o adestrador da minha cachorrinha, a Jeannie. Ele também é veterinário e faz um trabalho incrível. Quem tem, acho que vai gostar bastante das dicas. Fala aí, Perdiga! ;-)

henrique-perdigao-entrevista-pjPJ Entrevista: Tio Perdiga! =)

1. Todo cão precisa de adestrador? 
R: Sim. Todo animal precisa ser educado, como toda criança precisa passar um processo de alfabetização. Os animais foram inseridos na nossa vida social e a gente precisa que eles se ajustem na nossa rotina. Seja para ele ficar sozinho, para acompanhar o seu dono ou para se alimentar da forma correta. A gente vive em um mundo social e hoje os cães estão cada vez mais inseridos na vida dos proprietários, como eventos sociais, restaurantes, shoppings… Por isso, a educação é primordial para o animal poder entender a sua posição na família.

2. Quais são os sinais de que um cachorro precisa ser adestrado urgentemente? 
R: Os sinais mais importantes são: quando o animal não obedece o dono, quando reage de forma agressiva as correções implementadas pelo seu proprietário, independente dele estar sendo agressivo com o seu cão. Também quando os animais mordem (mesmo brincando) e que destroem os móveis. As pessoas precisam ter uma instrução básica do que o animal precisa realmente para  ter uma vida boa ao lado do seu dono.

3. Como são essas aulas? 
R: O meu método de trabalho é assim: sempre peço para que os proprietários estejam presentes nas aulas, pois a minha intenção é passar toda informação possível que eu tenho para o dono para que ambos possam ter uma qualidade de vida um ao lado do outro. Se eu consigo passar para o cliente que o cão dele precisa de algumas mudanças na rotina para ter essa qualidade, cada vez mais o animal vai estar inserido na vida social do seu dono. Esse sempre foi o foco do meu trabalho e a minha metodologia. Eu passo tudo o que eu sei sobre alimentação, conduta e adestramento básico.

4. Tem uma idade melhor para adestrar? 
R: O cão já nasce aprendendo. Sendo assim, eu acho extremamente importante que a gente comece sempre cedo esse processo de educação. Quanto mais tempo o animal passar se comportando de forma inadequada, mais difícil será de reverter esse “quadro”. Então, a partir de 60 ou 90 dias, eu acho interessante começar ensinar ao cão o local certo para fazer as necessidades, como ele deve se alimentar e interagir com os humanos.

5. Dicas básicas do Tio Perdiga enquanto o dog não recebe o adestrador em casa e o dono não quer ficar louco. ;p
R: 
Nunca alimentar seu animal tarde da noite. Minha dica é dar comida até às 18h, pois 90% dos cães tem o pico de hiperatividade após a alimentação e vai acabar dormindo tarde, ficando hiperativo. Sempre achar formas de gasto de energia, pelo menos meia hora antes na parte da manhã e da noite. Esse gasto de energia faz com que o animal fique mais obediente, tenha menos tendência a destruir os móveis e até mesmo brincar de forma exacerbada com os donos, que possa vir a machucar. Sempre falo que gasto de energia o retorno é do proprietário. Animal cansado obedece e atende melhor. Além de ser uma companhia bem mais agradável.

henrique-perdigao-entrevista-pj-3Jeanninha (e suas orelhas hahaha) na sua primeira aula com o Tio Perdiga!

***

E aí? Os cães de vocês são educadinhos ou precisam de um adestrador urgentemente? hahaha ;-) Espero que essa mini entrevista tenha ajudado de alguma forma. Muito obrigada, tio Perdiga. =) Aliás, ele fica no Rio, mas se você não for daqui vale a pena procurar alguém que siga a mesma metodologia. A Jeannie já teve duas aulas e melhorou muito. Continua sapeca, mas sem comparação com o que era. O bacana é que ele não guarda a informação para si, sabem? Ensina na prática como educar os nossos cães e tem o maior carinho com eles. Quem quiser mais informações, é só acessar o site dele, a Fan Page e seguir no Instagram (@perdigavet). Ah! Anotem o telefone dele também: 21. 9996307595.

Beijos, Carol. 

Fan Page ♥ Instagram


5


5 Respostas para "* PJ Entrevista: Henrique Perdigão! ♥"

Janyele França - 06-10-2016 (11:45)

Nossa adorei seu poste muito bom ,sempre estou acompanhando o blog muito bom !Janyele França

Responder



Julianna - 06-10-2016 (12:03)

OS ANIMAIS CONVIVEM BEM COM OS HOMENS DOMESTICADOS.
( frase do livro “desaforismos” de Georges Najjar Jr )

Responder



Teca Machado - 10-10-2016 (17:04)

Friendoca,
Eu não aguento a fofurice dessa foto da Jeannie com cara de “oooooooooooooooi, mamããããããããe”, hahaha.
<3
E que legal essa entrevista.
Meu pitoquinho não foi adestrado, MAS ESTÁ PRECISANDO!
Hahahaha
Boa a dica da comida. Eu sempre dou comida para o Calvin quando eu como, umas 21h.

Beijoooos

http://www.casosacasoselivros.com

Responder



Laura Ramalho - 14-09-2017 (18:00)

Oi, adorei conhecer este blog pois o que acabei de ler foi bem interessante.
Parabéns pelo blog.

Yahoomailentrar

Responder



Pequena Jornalista » Blog Archive » * Livros sobre cachorros! ♥ - 17-05-2018 (15:45)

[…] Para ler: PJ Entrevista – Henrique Perdigão […]




Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018