08.12.2015
* PJ Leu: Enfim, 30! ♥

E a dica literária da semana é: “Enfim, 30“, das autoras Camila Fremder e Jana Rosa. Está naquela fase “estou com quase 30 e estou desesperada (e não nego)”? Leia! Agora se você está super de boa, leia do mesmo jeito. É o tipo de livro que, no mínimo, você vai rir muito (e aprender também). ;-)

9dd2e51d-bc7b-4189-8f10-6411012888e3Editora: Paralela 
Autoras: Camila Fremder e Jana Rosa 
Crédito Imagem: Pequena Jornalista 

Sinopse: Completar 30 primaveras pode ser sinônimo de crise. Quem nunca ficou meio neurótica com esses dois números (aparentemente inofensivos)? Mas através de um jeito bem-humorado, as autoras Camila e Jana apresentam uma nova visão que podemos ter dessa idade. “Enfim, 30” fala de tudo um pouco: carreira, vida amorosa, filhos, vida social, tecnologia, moda, fitness, entre tantos assuntos que nos perseguem nessa fase e deixam a vida mais complicada do que ela já é. Com dicas valiosíssimas, as duas (e profissionais que participam do livro) mostram que podemos entrar na terceira década de um jeito leve e feliz. E assim como todas as fases da vida, surgem questões, mas que temos o poder de lidar numa boa e sem muito neurose. ;-)

Minha opinião: Uma leitura que rende boas risadas e que ensina muito. Já tinha lido “Como levar uma vida normal sendo louca” (das mesmas autoras) e, apesar de ter gostado bastante, achei surreais as dicas (não que elas tivessem a intenção de que o leitor seguisse letra por letra, mas deu para entender hahaha). Já esse livro, achei divertido e aprendi mesmo. Foi tipo uma terapia extra. Claro, não faz milagre, mas ajuda a enxergar os 30 com outros olhos. E o melhor: mostra que a gente não sozinha nesse mundo.

Tenho 29 anos e saber que daqui a pouco vou entrar na terceira década assusta muito. Não que eu considere pessoas com mais de 30 velhas e tal. Mas é que parece que tudo passou tão rápido. Num piscar de olhos! Para vocês entenderem melhor o que eu estou falando, pensem naquela música da Sandy: “sou velha para ser jovem e jovem para ser velha”. Entendem? ;-) Esse livro me alertou (mais uma vez) que eu devo dar valor aos cabelinhos brancos, que essa dupla “3+0” pode ser incrível e que os tempos são outros (ainda bem). Quando somos mais novas, imaginamos mil coisas. Ai crescemos e, na maioria das vezes, a vida não segue o nosso roteirinho. Resultado? Frustração na certa! Ainda não realizei nem a metade do que eu quero, porém ainda tenho muito tempo pela frente. Mas ao mesmo tempo não posso ficar estagnada, porque querendo ou não, o tempo está passando. Talvez essa seja uma diferença positiva. De repente, ainda não estou preparada 100% para conquistar algumas coisas. Talvez a concretização de alguns sonhos, exija maturidade. Vai que 30 é meu número da sorte?

Outras coisas que eu aprendi? Dizer não (ainda na teoria, mas estou chegando lá haha), não falar “fitness” e, por fim: que essa idade não precisa ser tratada como um bicho de sete cabeças. Mega indico a leitura. Quando li a sinopse do livro, torcia para que eu encarasse essa futura fase com mais leveza. Bom, ainda não completei 30, mas tudo indica que o livro cumpriu o seu papel. Terminei a leitura com a sensação de que estou mais preparada e sentindo que vem muita coisa boa por aí. 

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Corre (antes dos 30, brincadeirinha)! ;-)

Beijos,  Carol.


4


4 Respostas para "* PJ Leu: Enfim, 30! ♥"

Natali Loure - 09-12-2015 (08:31)

amei a resenha e quero ler esse livro , “como levar uma vida normal sendo louca” parece muito bom *-*

http://www.nataliloure.com.br

Responder



Cláudia Pereira - 10-12-2015 (16:52)

adorei o post, minha querida! não conhecia este livro mas parece ser bem interessante :) beijos

Responder



Kle - 10-12-2015 (19:27)

Vi a Jana falando direto do livro no twitter e fiquei super curiosa pra saber como ele é! Adorei sua resenha.

Beijos.

https://kledisse.wordpress.com/

Responder



Pequena Jornalista » Blog Archive » * Top 3: preciso ler – parte “perdi a conta”! ♥ - 30-11-2018 (22:45)

[…] 1. Adulta sim, madura nem sempre (Camila Fremder – Editora Paralela)  Sinopse: A vida adulta chega de uma hora para outra e nem sempre estamos preparados para ela. E tudo bem. Um dia você é a jovem moderna que ouve música alta e incomoda a vizinha. Num piscar de olhos é você quem está interfonando para o porteiro e reclamando, aos berros, do som da garota que mora no andar de cima. O que aconteceu? Simples: a vida adulta chegou. Quer dizer, não tem nada de simples. A vida adulta costuma chegar de uma hora para outra, sem avisar, sem um curso preparatório, sem nada. Ou pelo menos é assim que a gente se sente. E a consequência disso é muito estranhamento, reflexões e boas risadas. Saem de cena as noites agitadas e os dias sem grandes preocupações, sendo substituídos por fraldas (no caso de quem tem filho), boletos e muita paranoia com a aparência. Com observações perspicazes e bom humor, Camila nos ajuda a entender e aceitar melhor essa transição. Observação da Pequena: Aquele livro que a gente tem certeza de que vai amar e se identificar horrores. Aliás, tem a resenha de “Enfim, 30”, da mesma autora, nesse post. […]




Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018