26.06.2017
* PJ Entrevista: Lu Ferreira, do Chata de Galocha! ♥

Ei, Gente! :) Sabe quem topou responder algumas perguntinhas para o PJ? A Lu Ferreira, do Chata de Galocha! Uuuuu (entendedores entenderão hahaha). ♥♥♥ Para quem não sabe, a mineira lançou recentemente um livro em formato de guia de referência para quem gosta de desfrutar o melhor a cada segundo. Tem de tudo um pouco: moda, beleza, gastronomia e, claro, viagem. Aliás, esse lançamento é uma ótima forma de comemorar 10 anos do blog que leva o mesmo nome. Espero que gostem! Está curtinha, mas acho que dá para conhecer um pouco mais da chata mais legal. Conta aí, Lu. ;-)

downloadPJ Entrevista: Lu Ferreira! 

1. Uma curiosidade do livro que quase ninguém sabe?  
R: O batom da capa não existe! Mudamos a cor no Photoshop para combinar com a cor do nome, um lilás. ;D

2. Como você fez para selecionar as dicas do guia? Conte um pouco sobre o seu “método” e o processo do livro no geral.
R: Não foi uma seleção, o material do livro é original, escrito para esse projeto. Elaborei um ‘roteiro’ de tópicos junto da editora e fui escrevendo os capítulos seguindo esse roteiro. O processo todo durou um ano e depois de tudo escrito fizemos um novo roteiro, dessa vez para as fotos, que foram todas produzidas em quatro dias.

3. Se tivesse que seguir apenas três receitas do livro durante um mês, quais seriam as suas escolhas?
R: 
Wrap de abacate (comeria TODOS OS DIAS!), cheesecake de nutella e o bolinho light de banana, pra equilibrar, hahah!

livro1

4. Se tivesse que escolher três peças de roupa para salvar de um incêndio, quais seriam as suas escolhas?
R: Meu oxford flatform, minha jaqueta de couro favorita e uma bolsa que amo.

5. Três destinos imperdíveis que você mega recomenda?
R: NY é minha cidade dos sonhos, não importa quantas vezes visite. Santorini é o lugar mais bonito em que já estive e Itália é onde como melhor.

6. O que diria para a Lu do Chata de Galocha de 10 anos atrás?
R: Tem um capítulo do livro dedicado a isso, mas se fosse resumir, seria para continuar seguindo a sua intuição e se manter fiel a si mesma. É clichê, mas clichê só é clichê porque é verdade, não é?

PJ Entrevista - Lu FerreiraLéo (marido da Lu), Bia (filha da Lu e do Léo) e Julia (irmã da Lu)!
Crédito das imagens: Chata de Galocha e Saraiva

É isso, pessoal. Gostaram? Podem opinar à vontade. Assim que eu ler o livro, faço resenha para vocês. E quem quiser comprar, só clicar aqui! Muito obrigada pela atenção, Lu. Adorei muito! Obrigada por criar tanto conteúdo bacana. Não só para o blog, mas também para o Youtube. Aliás, mega indico o canal do Chata de Galocha. Os vídeos são ótimos e com as melhores edições (principalmente de recebidos e a parte do chatômetro). Inclusive, tem um vídeo com os bastidores das fotos do guia. ;-)

Ah! Antes de terminar o post, deixa eu contar um coisinha: teve uma fase da minha vida bem complicada e os vídeos da Lu me ajudaram muito. Não são assuntos estilo autoajuda… Mas sempre quando assistia, me divertia e a deprê ia embora. Pronto. Agora o post chegou ao fim haha! 

Beijos, Carol.

Para relembrar: Entrevista Vic Ceridono 

Fan Page ♥ Instagram


5
22.06.2017
* Para assistir: Tudo e todas as coisas! ♥

Ei, Gente! Pega a pipoca, o refri e todas as guloseimas do mundo, que hoje tem dica de filme No comecinho da semana, fui assistir: Tudo e todas as coisas! Se eu amei? Daqui a pouco eu conto para vocês. ;-)

107860.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Primeiro, deixa eu colocar um resuminho do filme. ;-) Inspirado no livro que leve o mesmo nome, o filme conta a história de Maddie, que está prestes a fazer 18 anos e pasmem: nunca saiu de casa! Desde a infância, nossa protagonista foi diagnosticada com Síndrome da Imunodeficiência Combinada. Ou seja? Seu corpo não é capaz de combater os vírus e bactérias presentes no mundo exterior. Ela é cuidada com carinho pela sua enfermeira e sua mãe, uma médica que constrói uma casa especialmente para as necessidades da filha. Um dia, uma nova família se muda para a casa ao lado, incluindo Olly. Imediatamente, ele se sente atraído por Maddie, só de olhá-la através da janela. Conversa vai, conversa vem, Maddie também se apaixona pelo rapaz. Porém, será que os dois poderiam viver um romance sem se tocar? Hun…

EVERYTHING EVERYTHING

Sério! É um dos filmes mais fofos que já assisti. Se a história na telinha é de arrancar suspiros, imagino o livro. Tudo é tratado com muita delicadeza e faz com que a gente se emocione a cada cena. Adorei as partes que eles conversam através de mensagens de textos e por e-mail. De um jeito fofo, a equipe do filme quebrou as “janelas” que separavam o nosso casal da vez. Parabéns mesmo para todos os envolvidos. Ah! Adorei a sacada do astronauta!

Fiquei me imaginando como seria viver em um mundo assim. Sem pode sair para sentir o mundo ao vivo e a cores! Agradeci nessa hora por ter tanta sorte. Ah! aprendi muito com a Maddie e o Olly. Arriscar é com eles mesmo!  A viagem para o Havaí mexeu com o meu coraçãozinho, já que tenho tantas lembranças do meu pai graças a essa viagem. A mãe dela me decepcionou um pouco, mas no final a gente acaba compreendendo as atitudes. Falando nisso, o finalzinho do filme é surpreendente. Mas de um jeito bom (mais uma vez).

EVERYTHING EVERYTHING

Amei a escolha dos atores. O casal protagonista arrasa muito! Destaque também para a enfermeira. Falando nisso, acredito que no livro, alguns personagens apareçam mais. Bom, assim espero. Ah! Duas observações “bobas”, mas que preciso compartilhar com vocês: amei os looks da Maddie e o Olly é o CARA. Tipo o meu Gus (A Culpa é das Estrelas) atual hahaha. Enfim, se eu amei o filme? Muito! Não tenho palavras. Mega recomendo!

EVERYTHING EVERYTHINGCrédito das imagens: Adoro Cinema 

Dica: assistam ao filme até o crédito final. As ilustrações são lindas! E baixem no Spotify a trilha sonora. Para dar um help, separei as minhas músicas preferidas! Cliquem em cima de cada nome. ;-)

1. Stay (Alessia Cara e Zedd)
2. Escape (Kehlani)
3. Let My Baby Stay (Mac DeMarco)
4. How Did We (Skylar Stecker)

É isso, gente! Podem opinar à vontade. Ah! Em breve, vou ler o livro, faço a resenha para vocês e conto se é muito diferente do filme e tal.

Beijos, Carol. 

Penúltimo filme: Antes que eu vá!

Fan Page ♥ Instagram


19
20.06.2017
* SuperIndico: nada básico! ♥

19427470_644352049090256_1194338762_nMeu pretinho preferido!
Crédito da imagem: Pequena Jornalista 

Ei, Gente! Hoje é dia de indicar esmalte. :) Dessa vez: indico o Nada Básico, da coleção da Gio Antonelli para a Colorama! Amei a tonalidade e o brilho. É um pretinho NADA básico mesmo hahaha. Usei duas camadas e pronto. A durabilidade não é a melhor, mas também não sai em um dia. Só algumas lasquinhas, mas acaba que a gente percebe e os outros não hahaha. Enfim, gostei mais pela cor mesmo. Já usei algumas vezes e virou o meu pretinho preferido da vida! ♥ 

esmalte-colorama-giovanna-antonelli-cremoso-nada-basico-552100O protagonista do post. ♥ 
Crédito da imagem: Drogaria São Paulo 

Já usaram? Podem opinar à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Último SuperIndico: Azul Estrelado

Fan Page ♥ Instagram


16
19.06.2017
* O que eu aprendi com 30 anos! ♥

Ei, Gente! Para quem não sabe, no último dia 17, completei 31 anos. :) Então, resolvi contar por aqui cinco coisas que aprendi aos 30 anos. Ah! Não necessariamente, você tem de aprender essas “lições” com essa idade, mas como isso aconteceu comigo, resolvi transformar todo esse aprendizado em um post. Espero que ajude de alguma forma. Boa leitura! ;-)

16864541_592455794279882_7420783568520235453_n

1. Tudo bem a sua vida não ser exatamente como você imaginou quando tinha 15 anos! 

Quando eu era mais nova, idealizava uma vida completamente diferente aos 30 anos. Pelas minhas contas, já era para eu estar casada com o cara dos meus sonhos, mãe de uma linda menina, escrevendo e publicando meus livros, colunista de alguma revista feminina, ganhando dinheiro com o blog e tal. Minha realidade? Morando com a minha mãe e minhas irmãs, desempregada, escrevendo por hobby e nem perto de casar e ter filhos. Acho que venho de uma geração, que as pessoas meio que colocavam uma idade limite em tudo, sabem? Se até aos 30, você não casar e nem ter filhos, por exemplo, ferrou. Já era o seu sonho!

Não cheguei a ter uma crise braba antes dos 30, mas sofri um pouco. Cheguei até me achar uma fracassada, mas aí eu vi aos poucos que tudo bem a minha vida não ser aquela que eu imaginava aos 15 anos. As coisas mudam e os objetivos também. Ainda tenho os mesmos sonhos, mas hoje eu sei que tudo acontece na hora certa. Nem antes, nem depois. Por mais clichê que seja. Ah! E que nada cai do céu! Tenho que fazer as coisas que dependem de mim e seja o que Deus quiser. ;-)

Minha vida pode ser diferente do que eu imaginei, mas isso não significa que ela seja ruim. Já conquistei tantas coisas! Claro que têm dias que eu me sinto um peixe fora d’água, mas quem nunca, né? Vale lembrar que cada um tem uma trajetória. A grama do vizinho pode até ser mais verde, mas a sua é totalmente sua, entendem?

2. As pessoas não mudam! 

Eu sempre soube disso, mas consegui finalmente transformar a teoria na prática. Mudar não é uma tarefa fácil. Ninguém muda da noite para o dia! E acho que a medida que vamos crescendo, essa mudança fica bem mais difícil. Por exemplo, tem parente que cisma que você tem de agir do jeito que ele acha melhor. Até então, ficava para morrer. Mas aprendi a fazer cara de paisagem. Essa pessoas são assim há anos, se não mudou até agora, não muda mais. Dá raiva, dá. Mas a melhor coisa é respirar e seguir em frente.

E caso não queira mais essa pessoa na sua vida, fique à vontade. Você não é obrigada a aturar certas coisas e tudo bem! Ah! Mas isso não te dá o direito de ser cruel. Ama muito essa pessoa e esse jeito não te prejudica em nada? Converse e se nada mudar, aceite e seja feliz também. Ninguém é perfeito! Tenta trocar a cara feia por um abraço. ;-)

3. Ganhei gordurinhas e sou muito mais feliz! 

Até uns 3 anos atrás, eu pesava uns 37/38 quilos. Ao contrário do que muitos pensam, não era muito feliz com o meu corpo. Hoje tenho 42 quilos e estou muito mais satisfeita! Mesmo com uma pequena “pochete” habitando o meu corpo hahaha. E gente, nem precisei colocar silicone no peito. Ganhei automaticamente hahaha! \o/  Tem gente que me olha e fala: nossa, como você engordou. Criticando mesmo! Quase caio na pilha, mas quando me olho no espelho, eu vejo uma Carol muito mais feliz. Corro na esteira, faço exercício, mas muito mais por saúde e para manter. Não quero nem engordar, nem emagrecer. Ah! Perdi muita roupa! Tive que renovar meu guarda-roupa, mas sem comprar por impulso. E hoje em dia, não demoro tanto para me arrumar. Não por não ter muita opção, mas por ter encontrado melhor o  meu estilo. Continuo com a mesma essência, mas de um jeito melhor. Meio que uma coisa levou a outra, sabem?

Enfim, acho que a gente tem que focar sempre no bem-estar e na saúde. Não porque está na moda ou algo do tipo! Essas gordurinhas a mais não foram de propósito, aconteceu naturalmente. O corpo muda mesmo, mas estou bem feliz com essa mudança.

4. Não é qualquer papo furado que tira o meu sono! 

Gente, eu sempre fui muito romântica. Quando eu ficava com um carinha, já sonhava acordada e com uma ligação no dia seguinte! E às vezes eu nem tinha curtido tanto, mas só pelo fato de ter alguém, sabem? Não que eu não seja mais romântica, mas hoje em dia não é qualquer papo furado que tira o meu sono. Hoje consigo aproveitar mais e se no dia seguinte não rolar nem uma curtidinha no Insta, fico de boa. Fico suspirando, mas sem sofrer. Sem me sentir a pior pessoa do mundo porque “ele não ligou”. Acho até que antes eu me arriscava mais e, por um lado, isso é bom. Mas sei lá, hoje eu prefiro me reservar mais. Quero alguém que bagunce a minha vida de uma forma boa! E aos poucos. Não que isso tenha de ser uma regra, mas tudo que vem muito rápido, vai muito rápido também. Ah! E aprendi a parar de espalhar aos sete ventos os meus sentimentos. Muita gente deseja o seu bem, mas outras só estão loucas para ouvir mais uma “história tosca”. ;-)

5. Sua raiva só atinge a você mesmo! 

Depois que consegui colocar na prática esse ditado, a minha vida melhorou tanto! Não é que você tenha que virar uma santa e não sentir raiva de nada e nem ninguém. Não mesmo! Mas aprendi que essa raiva realmente só atinge a gente. Nada vai mudar porque você está triste e tal. A pessoa que fez a besteira, muitas vezes não está nem aí. A situação que te deixou mal, não vai mudar. Tudo tem solução e, às vezes, a melhor solução é seguir em frente mesmo.

O que eu mais aprendi nessa idade, é desfocar de coisas que me deixam mal e não tem jeito.

***

É isso, gente! Claro que a minha vida não é um mar de flores. Têm dias que esses aprendizados não funcionam de jeito nenhum, mas ai no dia seguinte tudo passa. E, claro, é bom evoluir, mas manter a essência é fundamental. A listinha de coisas que aprendi vai além. Sou menos ansiosa, graças a ajuda de especialistas e também a minha força de vontade. Ah! Se não quero fazer algo, não faço. Mas também sei que, às vezes, é bom ceder. Mas sem ultrapassar os meus limites. Ainda não encontrei meu equilíbrio, mas hoje em dia estou muito mais perto. Enfim, seja bem-vindo, 31 anos. Assim, me assustei um pouco com a sua chegada, mas espero que ocorra tudo bem e que você me surpreenda.

19415629_644090179116443_1291032962_n

E agora contem: sua vida é como você imaginava com a sua idade atual? O que você aprendeu até hoje?

Beijos, Carol.

P.S: aceito parabéns atrasado hahaha!

Fan Page ♥  Instagram


16
15.06.2017
* Inspiração do dia: festa junina! ♥

FashionCoolture-12.06.2017-look-du-jour-black-and-grey-6Crédito da imagem: Fashion Coolture 

Para ajudar na temporada de festas juninas (julinas, agostinas e por aí vai hahaha), escolhi esse look. Talvez ele seja um pouco mais chique, porém acho que mega serve de inspiração. Por exemplo, a meia arrastão tem tudo a ver com a estação. Botinha de verniz também não pode faltar! E xadrez, por mais que seja clichê, acho que é aquela peça essencial. Tanto para a ocasião quanto para o Outono/Inverno.

Curtiram? Podem opinar à vontade. Ah! Boa festa! ;-)

Beijos, Carol.

Última inspiração: Vá de bandana!

Fan Page ♥  Instagram


22

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017