05.08.2020
* Beda 5 – Uma série, uma trilogia e uma duologia do coração! ♥

Ei, Gente! :) Confesso que sou mais daquelas histórias literárias únicas. Ficar esperando os próximos livros desperta aquela ansiedade! Olhando por esse lado, às vezes, acho melhor ser a “Rubinho Barrichello” dos livros e só ficar sabendo de alguma leitura, quando tudo já foi lançado hahaha.

Brincadeirinha, mas o que eu queria dizer nesse post, que mesmo tendo essa preferência, algumas séries, trilogias e duologias marcaram a minha vida de leitora. E nada melhor do que compartilhá-las por aqui, né? Vamos lá? Bom post. ♥

1. Série Becky Bloom, da Sophie Kinsella
Observações da Pequena: Sempre gostei de ler, mas se eu não me engano a Sophie Kinsella que me apresentou esse mundo incrível de chick-lit com a maravilhosa Becky Bloom e seus delírios de consumo! Volta e meia, a editora lança mais leituras e juro: ainda bem! Não me canso de embarcar nesse cenário e me divirto com cada parte! Algumas eu me identifico mais, outras menos. Porém, todas aquecem o meu lado Becky Bloom hahaha.
Ordem dos livros:
– Os delírios de consumo de Becky Bloom
– Delírios de Consumo na 5ª Avenida
– As listas de casamento de Becky Bloom
– A irmã de Becky Bloom
– O chá de bebê de Becky Bloom
– Mini Becky Bloom (Tal mãe, tal filha)
– Becky Bloom em Hollywood
– Becky Bloom ao resgate
– Os delírios de Natal de Becky Bloom
Mais informações: Todas as resenhas vocês encontram aqui no PJ (menos o primeiro, porque quando eu li, ainda não falava sobre livros aqui no blog) e a editora deles é a Record.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

2. Trilogia A Seleção, da Kiera Cass
Observações da Pequena: Até então, nunca tinha embarcado em uma distopia. Mas essa trilogia da Kiera me conquistou desde o 1º capítulo. Eu terminei o primeiro, corri para comprar os outros dois (lado bom de ser meio atrasilda nos lançamentos haha) e agradeço até hoje a minha Camila por ter insistido para eu ler. É uma história que prende mesmo, gente e foge de tudo que a gente já leu. Pelo menos, para mim! Ah! Existem contos e dois livros sobre a filha do casal protagonista. Porém, só li o primeiro da filha.
Ordem dos livros:
– A Seleção
– A Elite
– A Escolha
Mais informações: Também tem resenha nesse post e os livros fazem parte do catálogo da Editora Seguinte.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

3. Duologia Agentes da Coroa, da Julia Quinn
Observações da Pequena: Eu sei que a Julia Quinn é mais conhecida pela série “Os irmãos Bridgertons”, mas essa duologia é a minha favorita da autora. Principalmente, o primeiro livro. Não sei se pelo fato da primeira protagonista se chamar Caroline, mas amei cada página. Me diverti horrores e foram duas leituras que deixaram o meu amor por romance de época fluir mesmo!
Ordem dos livros:
– Como agarrar uma herdeira
– Como se casar com um marquês
Mais informações: As resenhas vocês encontram aqui e aqui. E essa duologia faz parte da Editora Arqueiro. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

É isso, pessoal. :) Já conheciam esses livros? E indicações de séries, trilogias e duologias também são bem-vindas, mesmo acionando a minha ansiedade hahaha!

No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Top 5 – Distopia
Fan Page ♥ Instagram  


0
04.08.2020
* Beda 4 – Bullet Journal para diário de leitura! ♥

Ei, Gente! :) Um dia desses, vi no Insta (não lembro mais o arroba) um diário de leitura feito em um bullet journal. Achei a ideia incrível e agora cismei que quero um para chamar de meu!

Eu até tenho um caderno, onde anoto os livros que embarquei e um bloco com alguns trechos e páginas que me marcaram. Mas agora queria algo mais elaborado, sabem?

Crédito da Imagem: Pinterest

Não tenho o dom de ilustrar, mas nada que adesivos e outras colagens não possam ajudar hahaha! A minha ideia é colocar a foto do livro e algumas observações com quotes, a nota daquela história, entre outras coisinhas. E tudo separadinho por ano e mês. Mais ou menos assim:

Crédito da Imagem: Pinterest

E o primeiro passo para realizar esse desejo? Comprar um bullet journal hahaha. Aliás, essa é uma ótima forma de unir duas coisas que eu amo: livros e papelarias. Então, hoje pesquisei algumas opções e trouxe aqui para o PJ para vocês morrerem de amor comigo!

Créditos das Imagens: Meg & Meg e A. Craft
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Para começar: esse da Meg & Meg, que na verdade é um caderno pontilhado. Mas a ideia não deixa de ser a mesma, né? Achei bem fofa essa opção, principalmente, por conta da capa. ♥ E eu tenho o meu favorito desse post e, provavelmente, a minha escolha da vez: o da A. Craft! Tudo é nu e cru, porém, acredito que seja ideal para personalizar à vontade.

E como ler é uma das melhores viagens, fiquei encantada com esse do mapa mundi, da HD Yellow. Acho que tem tudo a ver o tema! Em relação ao caderno flexível (pontilhado também), da Magnólia Papelaria, eu já estou namorando essa capa há um tempinho. Acredito que eu iria unir o útil ao agradável, digamos assim. :)

Crédito das Imagens: HD Yellow e Magnólia
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Claro que para fazer um diário não é preciso apenas um bullet journal e com a característica pontilhada. Pode ser um caderno pautado, um bloco com folhas em branco e quadriculado também serve. Mas como fiquei com essa imagem na minha cabeça, acho que para mim só vai funcionar assim hahaha. Contudo, o importante é soltar a sua criatividade! :)

Ainda estou decidindo qual será a minha escolha mesmo e quando tiver um mês prontinho, mostro aqui no blog ou lá no Insta para vocês, combinado? Agora me contem: vocês têm um diário de leitura nesse formato? No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Caderno? Agenda? Bloco? Amo!
Fan Page ♥ Instagram  


4
03.08.2020
* Beda 3 – Para assistir: Doces Magnólias! ♥

Ei, Gente! :) Agora posso dizer com toda a certeza que tenho a minha série favorita dessa quarentena: Doces Magnólias. Disponível na Netflix, ela é inspirada nos livros da autora Sherryl Woods. Vamos lá? Bom post! ♥

Crédito da Imagem: Cine Pop

Com um toque de Gilmore Girls e Virgin River, essa série conta a história de três melhores amigas: Maddie, Helen e Dana Sue.

O trio vive em Serenity, que fica na Carolina do Sul. Elas comandam o SPA da cidade e os seus encontros contam com boas doses de margaritas e assuntos, como romances, carreira e família (principalmente, maternidade), são abordados através de uma linguagem divertida, leve e emocionante.

E para dar um toque diferente nessa resenha, resolvi contar alguns motivos válidos para você levar em consideração e assistir hoje mesmo! ;-)

1. Os diálogos são bem construídos e rendem ótimos quotes. Para a gente anotar no caderninho e refletir bastante. Por exemplo: as tempestades não passam definitivamente, mas a boa notícia é que o arco-íris também não!

2. Não é uma série religiosa, mas a forma como elas falam de Deus e tratam a religião é inspiradora. Aliás, destaque para a pastora (acho que é esse o nome, não tenho certeza)! Queria que ela tivesse aparecido mais, porém, as cenas que ela marca presença valeram cada minutinho!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

3. Você já viu Drop Dead Diva e ficou com saudade da atriz Brooke Elliott? Ela dá vida a Dana nessa história e mostra que realmente está na profissão certa! Me surpreendeu e apesar da Jane (personagem de DDD) ter marcado bastante, não “confundi” as duas em momento algum!

4. Temos as protagonistas, mas os personagens secundários são bem trabalhados e nada está ali por acaso. Todos acrescentam muito em cada episódio!

5. As três amigas são diferentes e cada uma tem muita história para contar. A gente se inspira na força da Helen, na bravura da Dana e na perseverança da Maddie (e nos looks dela também hahaha). Aliás, elas mostram que amizade verdadeira dá puxão de orelha, mas com muito respeito e amor!

No mais, é uma série que tem três premissas que prendem do início ao fim. Alguns sites falam que a Netflix já renovou para a 2ª temporada, outros não sabem ao certo. Mas as últimas cenas mostram que tem muita água para rolar ainda!

Inclusive, como nem tudo são flores, os momentos finais da primeira temporada deixaram muitas perguntas e o nosso coração na mão! Achei meio maldade eles não revelarem nem um pouquinho hahaha. Estou impactada até agora e quase lendo os livros para saber o que acontece. Porém, aqui no Brasil só lançaram o 1ª de uma série de 11 histórias literárias.

Crédito da Imagem: Pipoca na Madrugada

Enfim, a ansiedade não agradece… Porém, amei do mesmo jeito Doces Magnólias e recomendo MUITO! Cada diálogo, par romântico (pausa para muitos suspiros referentes ao Cal e Erick). E destaque para abertura da série, que faz toda a diferença e está páreo duro com a de Gilmore Girls. ♥

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – This is us
Fan Page ♥ Instagram  


9
02.08.2020
* Beda 2 – 3 livros que eu não escuto quase ninguém falar (mas que eu amo)! ♥

Ei, Gente! :) Têm aqueles livros que viram trend e outros que parecem que só ganham destaque na nossa estante. Quando o segundo tipo cruza o meu caminho em alguma livraria e eu me apaixono desde a primeira página, quero espalhar ao sete ventos o quanto essa história merece atenção. Pensando nisso, selecionei três leituras que eu amo e que quase não escuto falar. Vamos lá? ♥

1. O melhor lugar do mundo é aqui
Sinopse:
Em uma tarde fria e cinzenta, Iris perambula sem rumo pelas ruas da cidade. Arrasada pela morte repentina dos pais, ela não consegue suportar a solidão da própria casa. Numa ponte sobre a linha do trem, ela pensa em pôr fim à própria vida, mas a travessura de um menino a conduz a um lugar inusitado. Iris nunca havia notado aquele café. Seu nome, “O melhor lugar do mundo é aqui”, soa tão intrigante que ela decide entrar, só por curiosidade. Ali conhece Luca, que parece saber mais sobre a vida do que sua modesta experiência poderia lhe permitir. Segundo ele, cada mesa do lugar tem uma propriedade mágica.
Observação da Pequena: Minha mãe não é uma bookaholic, mas ela leu esse livro em um dia! Minha prima pegou emprestado e quando terminou teve de emprestar para uma outra amiga. Falei tanto dessa história para uma amiga da minha irmã, que ela leu e quando devolveu deixou uma cartinha emocionante com ele! Tem uma pegada mais de espiritismo, mas independente da sua religião, ele vai inovar a sua esperança e o amor pela vida! Todo mundo deveria ler e aprender com o melhor lugar do mundo. Juro, juradinho, que vale cada letra! Ah! Ele não tá mais comigo, porém, tenho certeza de que está em boas mãos e ensinando vários leitores. É um livro que eu tenho apego, mas acredito que não é justo ficar “preso” dentro de uma estante. Para ler a resenha, é só clicar aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

2. Coisas pra fazer antes dos 30
Sinopse:
A última coisa que Lisa Lynch esperava escrever em sua “lista de coisas pra fazer antes dos 30” era vencer um câncer de mama, mas foi exatamente o que aconteceu. Assim, com a vida paralisada, e a mente prestes a explodir com medos, dúvidas e emoções não expressados, pegou o computador e começou a escrever um blog sobre o inconveniente frustrante e doloroso de ter câncer de mama aos 28 anos. Um relato totalmente honesto e engraçado da batalha de Lisa contra a Porcaria, como ela passou a chamar a doença.
Observação da Pequena: Comprei em uma edição da Bienal do Rio e, a princípio, parecia ser só um chick-lit divertido. Mas ele vai além! Fiquei triste quando soube que a Lisa foi para um lugar melhor, porém, sou muito grata por todas as lições que ela me ensinou nessa história. Minha psicóloga passou a indicar esse livro para pacientes que enfrentam câncer ou que essa Porcaria faça parte do dia a dia de alguma forma. Apesar de ter páginas comoventes, a gente consegue sorrir ao final de cada capítulo. Recomendo a todos!! A propósito, é um dos livros da minha estante que mais têm post-it e já conquistou muitas amigas leitoras. Eu li há séculos, por isso, não tem resenha aqui no blog. Mas me avisem se quiserem um “PJ Leu” no estilo TBT Literário hahaha. :)

Crédito da Imagem: Amazon

3. O manual prático de bons modos em livraria
Sinopse:
O blog [manual prático de bons modos em livrarias] virou um livro, que reúne os melhores “causos” dos atendimentos em livrarias, entre histórias inéditas, curiosidades e tal. Uma ótima oportunidade para aprender a etiqueta desse tipo de lugar. v
Observação da Pequena: Sempre imaginei que o paraíso fosse uma livraria, mas nunca imaginei que esse lugar fosse repleto de pérolas que fazem o leitor chorar de tanto rir. A Hillé, uma autora nacional, teve uma sacada incrível e conta como ter bons modos nesse ambiente literário com muito humor e uma escrita que faz a gente devorar em poucas horas o livro! Fora que a capa é linda e deixa a nossa estante ainda mais fofa. Acredito que todo leitor que se preze deve ler! Para quem quiser ler a resenha, corre nesse post. Se eu não me engano, ela comentou uma vez que teria um outro livro, mas não sei se foi só um desejo meu hahaha.

Crédito da Imagem: Amazon

***

É isso, pessoal! Uma lista curtinha, mas com histórias que me marcaram bastante e que realmente merecem destaque, na minha humilde opinião. Volta e meia, eu cito eles em alguma TAG literária e tal, mas sempre que possível fala novamente hahaha.

Ah! Me contem se já leram algum e deixem o nome de um livro que tem um espaço cativo na estante de vocês, mas que não é muito conhecido. No mais, podem opinar à vontade! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Três livros com lições valiosas!
Fan Page ♥ Instagram 


8
01.08.2020
* Beda 1 – 5 autoras para quem curte a Sophie Kinsella! ♥

Ei, Gente! :) É oficial: O Beda vai acontecer. No mês de agosto, que é niver do PJ, vai ter post todos os dias. E para começar, decidi mostrar 5 autoras gringas que seguem o estilo de escrita da Sophie Kinsella. Ou seja? Uma postagem para quem ama chick-lit ou desejar ler algo do tipo. Vamos lá? ♥

1. Jane Costello
Observação da Pequena: A Jane tem uma escrita que envolve o leitor e faz com que uma história de 300 e poucas páginas não seja nada cansativa e que quando a gente percebe devorou tudo. São premissas divertidas e desenvolvidas com muita leveza! Destaque também para as capas que são simplesmente lindas e que nos conquistam, antes da gente saber a sinopse.
Livros que já li: Li “Damas de honra” (que a propósito, teve um niver que ganhei de três pessoas diferentes hahaha) e o último “Corra, Abby, Corra“. E quero muito ler os outros que já foram lançados no Brasil. :)


2. Lauren Weisberger
Observação da Pequena:
Autora do clássico “O Diabo veste Prada”, a Lauren consegue escrever clichês de uma maneira meio que inovadora e sempre dão um up na vida profissional. Tem romance, mas gosto que outros assuntos são abordados com a mesma importância. E o mais legal é que a gente sabe quando o livro é dela! Tem o sapatinho? Pode apostar que a Lauren escreveu e eu acho isso um máximo!
Livros que já li: “O Diabo veste Prada”, “A Vingança veste Prada“, “À caça de Harry Winston” e “O Diabo ataca em Wimbledom“. O primeiro e o terceiro eu li quando não tinha o blog ainda, mas quem quiser resenha, me conta. :)


3. Jenny Colgan
Observação da Pequena:
Conheci a Jenny por conta de um selo da Editora Arqueiro, o “Romances de hoje”. Eu adoro a escrita doce dela com uma pitada leve de comédia. Meio que sempre mostra o lado bom da vida e faz com que o leitor enxergue isso também. E como não se apaixonar pelas capas incríveis?
Livros que já li:A pequena livraria dos sonhos” e “A padaria dos finais felizes”. E, em breve, vou ler “A adorável loja de chocolates de Paris”.

Crédito das Imagens: Skoob e Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

4. Lori Nelson Spielman
Observação da Pequena:
Como eu quero ler mais livros dessa autora, gente! Ela tem uma escrita leve e um pouco mais dramática talvez. Mas que faz jus ao gênero romântico também. Tudo termina bem e os finais são dignos intensos suspiros. Aliás, impossível não anotar no caderninho trechos que inspiram no decorrer das páginas. E a capa também é um quesito que eu amo!
Livros que já li: Doce Perdão” e “A Lista de Brett“. Tem resenha dos dois aqui no PJ e esperando por mais histórias dela no Brasil. Se alguém souber de outra, me avisa?


5. Melissa Hill
Observação da Pequena:
Eu só li um livro dela, mas já foi o suficiente para colocá-la nessa lista. O final foi surpreendente e me mostrou fatos que jamais imaginaria. Clichês podem nos surpreender e a Melissa nos prova isso através de uma escrita divertida e que prende do início ao fim!
Livros que já li: Um presente da Tiffany” e eu vi na Amazon que ela tem outros títulos aqui no Brasil. Yay!!! Quero ler todos e depois conto aqui no blog. Se alguém tiver indicação, só colocar nos comentários. :)

Crédito das Imagens: Skoob e Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

***

É isso, pessoal. Claro que existem outras autoras maravilhosas também e que seguem a linha da Sophie (inclusive nacionais, que estão nesse post aqui)! Mas essas foram as cinco primeiras (gringas) que surgiram na minha cabeça.

E como indicações sempre são bem-vindas, podem sugerir outras leituras à vontade! No mais, espero que esse mês seja repleto de chick-lits ou outro gênero da escolha de vocês! ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Top 5 – Sophie Kinsella (Parte 2)
Fan Page ♥ Instagram 


8

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020