20.02.2019
* Top 5: Sophie Kinsella – Parte 2! ♥

Ei, Gente! :) Há um tempinho, fiz um post sobre cinco livros favoritos da Sophie Kinsella (clique aqui para ler). Desde então, ela lançou outras aventuras literárias! Se você ainda não conhece essa escritora, separei para o post do dia mais cinco histórias escritas por ela. Não necessariamente são as minhas preferidas, mas tudo que é escrito pela Sophie, vale a pena embarcar. Vamos lá? Boa leitura para vocês!

Top 5 - Sophie Kinsella - Parte 2 - PJCrédito da imagem: Pequena Jornalista

1. À procura de Audrey 
Sinopse: Audrey é uma adolescente de 14 anos, que tem uma vida comum. Até que um dia, começa a sofrer bullying no colégio. O que parecia ser só uma implicância “inocente”, acaba mudando radicalmente a rotina da nossa protagonista. Resultado? Ela não consegue mais voltar ao colégio, sente pânico quando tem que encarar alguém desconhecido e se esconde atrás de um óculos escuros, faça chuva ou faça sol. Seu diagnóstico: transtorno de ansiedade social e generalizada, além de episódios depressivos. Mas aos poucos, Audrey começa a se recuperar com a ajuda da Dra. Sarah, que passa desafios como gravar um documentários e ir até o Starbucks. Ela também conta com uma ajudinha extra do amigo do seu irmão: o Linus. O que era uma conversa fora dos “padrões” vira uma relação incrível, que afeta todos da história. ♥
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, viu? Mas ele tem um significado especial, pois tem dedicatória da Sophie. E fala de um assunto bem importante: bullying, mas de uma forma leve. Quem quiser saber mais, clica aqui para ler a resenha.

2. Becky Bloom ao resgate 
Sinopse: Becky Bloom está em uma missão de resgate. Hollywood se mostrou cheia de surpresas, encrencas e confusões. Mas agora ela, a família e seus melhores amigos estão a caminho de Las Vegas dentro de um trailer. Nossa protagonista fará tudo que estiver ao seu alcance para descobrir o que há por trás do sumiço do seu pai e do marido de Suze. Afinal, por que ele precisa tanto ajudar o seu velho amigo Brent, que por sinal ninguém sabe por onde anda? Becky sabe que sua tarefa não é nada fácil, mas está disposta a fazer o que for preciso para desvendar todo esse mistério, inclusive colocar em prática o plano mais audacioso de todos os tempos. Mas será que a estratégia mirabolante irá servir para salvar sua família e seus amigos? As brigas são constantes e os obstáculos são muitos,  mas a gente sabe: ela não desiste tão fácil. ;-)
Observação da Pequena: Eu acho que é o último da série da Becky e deu um apertinho no coração. A história é um pouco previsível, mas é tão divertida quanto os outros livros. Quem quiser saber mais, mas sem spoiler, só clicar aqui.

3. O segredo de Emma Corrigan 
Sinopse: Emma Corrigan tem alguns segredinhos… Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos – mas todos! – os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão.
Observação da Pequena: Eu li tem um tempinho e ri tanto com esse livro. Essa leitura é especial por dois motivos: primeiro porque vai ter filme e segundo porque no bate-papo com leitores na Bienal do Rio  (2015), a autora contou um pouco como foi a inspiração para criar essa história. Ela disse que estava em um metrô e ele parou, aí teve a brilhante ideia da personagem Emma. Foi algo assim!

4. Minha vida não tão perfeita
Sinopse: Cat Brenner tem uma vida perfeita! Ela mora em um flat em Londres, tem um emprego glamouroso e um perfil mara no Instagram. Mas ela não conta a real que está por trás disso tudo. Por exemplo? Ela até mora em um flat, mas em um quartinho minúsculo com pessoas bem peculiares. Seu trabalho na agência de publicidade é burocrático e nem tão legal. E o dia a dia que ela compartilha em ser perfil, não reflete exatamente a realidade. Ah! Outro detalhe: seu nome verdadeiro é Katie. Porém, um dia, seus sonhos se tornarão realidade, né? Bom… A vida dela vira de cabeça para baixo, quando a chefe Demeter, bem-sucedida, a demite. Daí, ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset, sua cidade natal. Enquanto busca um emprego, Cat (ou Katie) decide ajudar o pai e a madrasta no novo negócio deles: transformar uma fazenda em um glamping (camping de luxo). Só que é justamente nesse local, que a nossa protagonista tem a oportunidade de ficar cara a cara com a sua ex-chefe. Será que ela vai finalmente colocar a megera no seu devido lugar ou mudar de opinião? Afinal, ter uma vida (não tão) perfeita assim é ruim? *mistério* ;-)
Observação da Pequena: Acho que todos os personagens da Sophie me lembram um pouco a Becky, mas dá para ver a essência de cada um, como da Katie. Eu amo essa história e ela é bem atual. Para conferir a resenha, é só clicar aqui.

5. Mas tem que ser mesmo para sempre?
Sinopse: Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro. Porém, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que a saúde de ambos é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos… Então, por incrível que pareça, o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência. Em nome do casal e da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a tal da chama da paixão. De um jeito criativo e dinâmico, para nunca ficarem no tédio. Porém, quando eles praticam o Projeto Surpresa, contratempos acontecem e alguns segredos vem à tona, o que acaba ameaçando a relação. Se tudo termina bem? Só lendo para saber. ;-)
Observação da Pequena: Foi o último livro da Sophie que li e amei cada página. É uma história que todos os casais deveriam ler. Vai por mim! Para saber mais, tem resenha nesse post

***

É isso, gente. Já leu algum? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! Ah! Todos os livros são do Grupo Editorial Record, ok? Só o primeiro que é de outro selo: Galera Record.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Conhecendo Sophie Kinsella!

Fan Page ♥ Instagram 


0
19.02.2019
* Beleza PJ: últimos produtinhos que comprei! ♥

Ei, Gente! :) Há séculos não falo sobre beleza aqui no blog, né? Apesar de não ser um tema frequente, eu amo e adoro ler e assistir vídeos sobre. Então, quero realmente falar mais sobre o assunto no blog esse ano! Para começar, seguem quatro produtinhos que comprei recentemente e vou dar meus pitacos. Vamos lá? Bom post!

PJ - Beleza - Últimos - 1

Comprei esses dias o protetor labial, da Nivea, mega recomendado pela Camila Coutinho (Garotas Estúpidas), o Amora Shine. Não sei realmente se ele hidrata e tal, mas o seu diferencial é o brilhinho lindo que fica. Diferente dos outros, sabem? E a fragrância é bem boa. Antigamente, o meu favorito era o de morango, mas tudo indica, que esse vai ocupar o topo.  Obrigada pela dica, meninas do grupo “Blogando com Amor”. Aliás, encontrei esse no Rio, na Droga Raia, do Shopping Leblon. ;-)

Ainda nessa linha de boca e tal, quem me conhece sabe que não sou muito de usar batom. Mas a Niina Secrets lançou uma cor linda com a M.A.C ano passado, que eu tive que comprar. Não apenas por adorar o seu trabalho, mas porque realmente é uma tonalidade que eu adoro: nude lindo! Essa comprinha virou uma das favoritas da vida. Ah! Não sei se realmente fica bem em qualquer pessoa, já escutei algumas falando que não gostaram do resultado, porém, vai de gosto mesmo e eu amei.

PJ - Beleza - Últimos - 2

Nessa imagem, juro que dei o meu melhor para mostrar as cores desses dois produtinhos. Foi uma tentativa frustrada hahaha, mas acho que dá para ter uma ideia. O mais clarinho é o protetor labial e o mais forte é o batom da Niina. ;-)

51851958_394452667786403_4107174064345317376_nCrédito das Imagens: Pequena Jornalista

E o que falar sobre essa base Hello Happy, da Benefit? Confesso que comprei mais pela embalagem, afinal, como não amar? Mas gostei dela, viu gente? Para quem curte uma cobertura leve, fica a dica. Ela é bem ralinha, mas o efeito natural me agradou bastante. Não acho que cubra todas as imperfeições, porém, para o dia a dia está bem ok, na minha humilde opinião. Comprei lá fora e mesmo convertendo, foi mais barato. Aqui não é tanto, mas quem quiser, é só comprar na Sephora. A minha cor é a 1. ;-) Por fim, uma história triste sobre um corretivo, mas que tem um final feliz. Soube na loja da M.A.C, que não vão mais fabricar o meu queridinho Select Cover-Up NW25 (veja aqui). Fiquei bem arrasada e tive que correr atrás de outro. Daí, achei esse da Urban Decay: o Naked Skin, cor light warm. Não é o meu preferido da vida, mas aos poucos estou me acostumando. Ele cobre bem as olheiras, a durabilidade é boa e o produto está durando! Ainda não substituiu o da M.A.C, mas quem tiver sugestões, estou aceitando.

É isso, gente! :) Não sou nenhuma Lu (Chata de Galocha) e tal, mas espero ajudar em algo, nem que seja apenas para matar a curiosidade. E quem já usou algum desses produtos, pode opinar à vontade. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Últimos favoritos de beleza

Fan Page ♥ Instagram 


0
18.02.2019
* Para assistir: Green Book – O Guia! ♥

Ei, Gente! :) No próximo domingo, dia 24, vai ter Oscar. Muito além do red carpet, amo também torcer pelos meus filmes preferidos, atores e tal. Aliás, no post do dia vou falar sobre uma das minhas histórias favoritas para ganhar uma das principais categorias (melhor filme) da noite: Green Book – O Guia. Vamos lá? Pega a pipoca, que a resenha já vai começar. 

0693677.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Para começar, aquele clássico resuminho do que se trata o filme. A década é de 60, onde o racismo e a desigualdade são bem pesados nos EUA. Tony Lip vive em NY com a esposa e seus filhos, trabalha em uma discoteca chamada Copacabana, que acaba fechando as portas. Porém, ele não pode se dar o luxo de parar de trabalhar e precisa arrumar o quanto antes outro. Até que vai para uma entrevista de emprego, onde ele tem de ser motorista de um conceituado pianista, Don Shirley, durante a sua turnê pelo sul dos Estados Unidos. Inicialmente, há um choque, por conta da cor e vivência de ambos, mas logo essa relação se transforma, ao longo da viagem, em uma das mais belas amizades que já vi nas telonas.

1171710.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Minha opinião: já assisti alguns filmes que estão concorrendo ao Oscar, mas esse é o meu favorito da vida! Apesar da temática ser bem pesada, tudo foi conduzido de uma forma leve, na medida do possível. Claro, têm cenas pesadas, que chocam e cortam o nosso coração. Mas há partes que nos fazem lembrar o lado bom da vida e chorar de tanto rir. Aliás, entendo que histórias com temas sobre racismo e desigualdade têm de dar um choque de realidade em todos, mas talvez se a maioria seguisse essa linha do “Green Book”, acho que as lições seriam mais certeiras. A gente sairia da sala de cinema com o coração mais leve, entretanto, pensando o que pode ser feito no dia a dia para mudar o que não está correto.

No começo, a gente vê que o Tony é bem racista e até tem dúvida se ele vai aceitar o trabalho… Afinal, naquela época era meio que inconcebível para a sociedade, um homem branco servir a um homem negro e não o contrário. Mas mesmo com todo preconceito, ele vai. Claro, por conta do dinheiro, mas vai. E ao longo das cenas, o nosso pianista, consegue fazer pequenas mudanças em prol do Tony! Mas olha gente, não é só o Dom Shirley que ensina não. O oposto é nítido. Daí nasce uma amizade verdadeira e transformadora. Ah! Algumas cenas merecem destaque, como a do Dom Shirley comendo frango e jogando o osso pela janela. É hilária, gente! E o que falar das cartas para a mulher do Tony? M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A-S! Mas têm umas que dão um nó na garganta, como a do bar e a do desabafo na chuva! Mas todas, desde as engraçadas até as sérias, estão repletas de ensinamentos.

1073644.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxCrédito das Imagens: Adoro Cinema

No mais, o final é simples e emocionante! Por mais pessoas como Tony e Dom Shirley, que têm vivências diferentes, mas que estão abertos às mudanças, por incrível que pareça. Enfim, obrigada atores e a todos os envolvidos! Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? MEGA RECOMENDO E, por favor, pessoal do Oscar, não decepciona. ;p

Beijos, Carol.

Post Antigo: Nasce uma estrela

Fan Page ♥  Instagram


0
14.02.2019
* Inspiração do dia: lookinho Valentine’s Day! ♥

5272df7954214234f8973996a819b346Crédito da Imagem: Pinterest!

Estou apaixonada por esse moletom de coração. Louca para chegar o inverno e usar esse look de inspiração Aliás, amo usar legging no dia a dia e vocês? Fora que esse lookinho tem tudo a ver com a data de hoje. Falando nisso, quero desejar um Happy Valentine’s Day para todo mundo. Independente se você tem namorado(a) ou não, ok? Aliás, essa data celebra o amor em todas as suas formas e esse sentimento nobre tem de ser lembrado todos os dias. Ainda mais nesse começo de ano que a gente tem recebido tanta notícia triste, né? Mas depois da tempestade, tudo melhora. O importante é tirar as lições e tentar levar a vida o mais leve possível e ser sempre grato. ;-)

É isso, pessoal. Podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Mini roteiro – Verona!

Fan Page ♥  Instagram


8
13.02.2019
* Top 5: canetas que eu “preciso ter”! ♥

Que atire o primeiro liquid paper, quem ama papelaria e não gosta de caneta Como jornalista e uma aspirante à escritora, é impossível viver sem, mesmo com a tecnologia falando mais alto. E, sim, tenho uma coleção infinita e algumas tenho peninha de usar, mas só no meu porta treco tenho umas 4 pelo menos. E hoje selecionei cinco canetas que estou apaixonada e que vão dar um toque a mais no meu dia a dia e home office, claro. Afinal, esse item faz a diferença na decor também. Então, vamos dar uma olhadinha na seleção? Bom post! ;-)

Top 5 - Canetas - PJCrédito das Imagens: (1) Bee Mine Shop, (2) Meg & Meg,
(3) Amo Fofurices, (4) Brilhos & Purpurinas e (5) Books Decor
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Para alguns lugares que pedem mais seriedade, digamos assim, sempre escolho essas que são fofas, mas menos chamativas. Tipo reunião com chefe, cliente e tal. Mas na minha escrivaninha, nem me importo. Vou de fofurice no auge, sem dó e nem piedade hahaha. Como não amar essa de unicórnio? E a de patinha é a minha preferida. Quero uma de cada cor! Coloquei o link para ter mais informações em cada nome da loja, no crédito das imagens. ;-)

Falando em canetas, vocês sabiam que o tataravôs delas são os chineses, que viveram antes de mil anos de Cristo? Eles usavam pequenos pincéis para escrever, pelo que entendi na minha rápida pesquisa. Daí muita coisa rolou até chegar ao que conhecemos hoje! E agradeço muito a todos que tiveram participação em cada fase! Vocês também?

E para finalizar, as minhas canetas que mais uso no dia a dia, inclusive essa do Harry Potter e da Kate Spade (de bolinha), que comprei na Universal Studios e Papyrus (EUA). Aliás, compro as minhas na Papel Craft (coloridinha) e já comprei na papelaria lá de SP, aquela Haikai (de doce). Agora, quero comprar algumas pela internet, que a minha pesquisa rendeu inúmeros desejos. Aliás, quem tiver sugestão de outras lojinhas online, pode sugerir à vontade! ♥ 

PJ - CanetasCrédito da Imagem: Pequena Jornalista!

É isso, gente! Podem opinar à vontade! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Diário de viagem – Fofurices que comprei!

Fan Page ♥  Instagram


4

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019